Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Pontapé de saída

 

Já por mim foi dito que, de futebol, pouco percebo.

No entanto, tenho a minha opinião e visão das coisas, assim como suspeitas, sejam elas devidamente fundamentadas ou não, e que preferia francamente não ver confirmadas.

Refiro-me, como benfiquista que sou, ao meu clube – o Benfica.

O que lá vai, lá vai. O que está feito, feito está. Não vale a pena voltar a falar do que perdemos, do que ficou por fazer, das tristezas que o final da época trouxe a todos os adeptos.

Mas, desde então, um pensamento permaneceu na minha mente – se o Benfica não conseguiu na época passada, não será nesta que vai conseguir. Há sempre um momento alto na vida e o do Benfica, era aquele que acabou por desmoronar.

A partir de então, o treinador foi altamente contestado e criticado. A decisão (insistência) do presidente de mantê-lo nesta época, colocou-lhe um peso e uma pressão adicional em cima. Afinal, será dos poucos a acreditar que o treinador é o indicado para levar o clube ao tão ansiado final feliz. E, de qualquer forma, se não fosse o Jorge Jesus, conseguiria um novo treinador adaptar-se à equipa, e a equipa a ele, e prometer resultados que o antigo treinador, em muitos anos, não conseguiu? Estaria o sucesso mais garantido?

Neste momento, os jogadores parecem ainda estar sob o efeito da nuvem negra da época passada. O luto ainda não está superado. E não sei até que ponto o gesto de Cardozo (infelizmente em público) não traduz a insatisfação, falta de confiança e desagrado dos restantes jogadores.

Ainda assim, com uma esperança a querer reacender, iniciou-se uma nova época. Que começou com água a ser lançada em cima da pequena chama, e a apagá-la! Nada que a pré-época não fizesse prever.

Parece-me que o treinador continua a cometer erros que não se podem admitir, talvez pela pressão a que está sujeito mas que, ainda assim, não os justifica. Neste momento, estamos à espera que o Benfica comece a atear o lume que apagou. Resta saber se conseguirá reunir condições para isso, e para mantê-lo até ao final. Tenho as minhas dúvidas…

Por isso, acredito que um Sporting, de certa forma, rejuvenescido e sem grandes ambições a curto prazo, nos possa vir a surpreender. E que um Benfica insatisfeito, não preparado e no limbo, possa descambar para uma situação ainda pior que a que se colocou na época anterior. E, alheio a tudo isto, no topo, para variar, o Porto!  

  • Blogs Portugal

  • BP

  • 3 comentários

    Comentar post