Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

As máquinas seriam tão mais úteis...

 

...se funcionassem!

 

Ditam os tempos modernos que a moda e o futuro são as novas tecnologias. Não há lugar para métodos antiquados e práticas "primitivas" há muito ultrapassadas. 

Assim se inventaram as máquinas que dão dinheiro e efectuam um sem número de operações a qualquer hora do dia, como as caixas de multibanco. E assim se substituiram, por exemplo, as máquinas de senhas manuais pelas electrónicas.

Claro que todas elas seriam, efectivamente, de grande utilidade se não estivessem constantemente avariadas ou fora de serviço! E se não tivéssemos que recorrer aos métodos antigos cada vez que isso acontece!

Uma das mais bonitas bibliotecas do mundo está em Mafra!

 

Segundo a avaliação do jornal britânico "The Telegraph", e de acordo com a sua lista de bibliotecas mais bonitas do mundo, a Biblioteca Nacional do Palácio de Mafra ocupa o quarto lugar, entre as 16 bibliotecas mais espectaculares do mundo!

O magnífico pavimento é revestido de mármore rosa, cinzento e branco. As estantes de madeira estilo rococó, situadas em duas filas laterais, separadas por um varandim contêm milhares de volumes, testemunhando a extensão do conhecimento ocidental dos séculos XIV ao XIX. 

Com um acervo de mais 36.000 volumes, com encadernações em couro gravadas a ouro, os seus livros abrangem os mais diversos temas como a teologia, direito, história, geografia e viagens, arte ou medicina.

O acesso a este acervo é livre e gratuito para investigadores, historiadores, estudantes ou leitores ocasionais nacionais e estrangeiros e maiores de 18 anos.

A biblioteca de Mafra é também conhecida por acolher morcegos, que ajudam a perservar as obras. Os morcegos saem de noite de caixas que estão por baixo das estantes e, numa noite, cada morcego alimenta-se de cerca de 500 insetos, o equivalente à metade do seu peso!

Surfar as ondas gigantes da Nazaré não é para quem quer...

...é para quem pode!

 

 

Depois da brasileira Maya Gabeira, de 26 anos, ter sido resgatada o mar após um acidente ocorrido, quando tentava surfar uma onda gigante na Praia do Norte, na Nazaré, foi a vez de Carlos Burle tentar a sua sorte.

No primeiro caso, as coisas não correram bem. A brasileira ainda conseguiu surfar a onda, mas depois caiu. O seu amigo Carlos Burle, tentou resgatá-la com o jetsky. Nesta altura ainda estava consciente. Mas a única coisa que conseguiu foi segurar a corda e ser arrastada, tendo ficado submersa por várias ondas fortes que a terão deixado inconsciente. Burle não desistiu, voltou atrás e saltou para a água para a levar para fora, tendo sido depois socorrida pela equipa de apoio. Por sorte, apesar do susto, as consequências não foram graves - apenas um tornozelo partido.

Já Carlos Burle foi o grande protagonista da manhã de segunda-feira. Depois de ter ajudado a salvar Maya Gabeira, o brasileiro surfou uma onda gigante, que pode ter superado a de Garrett.

Terá a Nazaré um novo record?

Sobre as infelizes de declarações do arcebispo Jozef Michalik...

...acerca dos padres pedófilos da Polónia!

Porque será que determinadas pessoas tentam sempre sugerir que as vítimas dos mais variados crimes são sempre culpadas pelo que lhes aconteceu?

Se alguém é assaltado, a culpa é da vítima, porque tinha algo que os ladrões queriam!

Se alguém é atropelado, a culpa é sua, porque não viu o carro, porque não esperou, porque estava onde não devia!

Se uma mulher é violada, a culpa é dela. Deve ter tido algum comportamento que motivou o violador a fazê-lo!

Se o país está em crise, a culpa é do seu povo, que não se esforça para o pôr a andar para a frente!

Por isso já não me espanta que o arcebispo Jozef Michalik, líder do Episcopado na Polónia, ao comentar as revelações sobre padres pedófilos no seu país, tenha sugerido que as crianças eram parcialmente responsáveis pelos abusos sexuais sofridos por padres.

É óbvio que as crianças, na sua inocência e busca de atenção, afecto e carinho, seduzem os pobres padres e lhes pedem para cometer tais actos de carácter sexual. E os pobres padres, coitados, no cumprimento da sua missão de ajudar o próximo, ou porque antes de serem padres são homens e a carne é fraca, satisfazem assim tão nobre e inocente vontade.

É um perfeito absurdo! Mas é este o mundo em que vivemos. Aqueles em que é suposto nós confiarmos e que supostamente nos deveriam proteger de alguma forma (membros da igreja, polícia, instituições, família, amigos, etc.), são aqueles que cometem, muitas vezes, os piores crimes.

O arcebispo terá mais tarde pedido desculpa, e dado o dito pelo não dito, mas ninguém esquecerá, tão cedo, as suas infelizes declarações.

  • Blogs Portugal

  • BP

  • Pág. 1/5