Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

RX - Professor Jorge

foto professor jorge.jpg

 

Jorge Courela é músico, educador musical e autor de vários livros e álbuns, entre os quais “As Canções do Professor Jorge - Volume 1”, o último trabalho editado, que reune canções que acompanham as principais datas festivas e que serão comemoradas pelas escolas.

 

Este ano, lançou em formato digital dois novos temas, que não fazem parte do álbum mas que poderão, quem sabe, ser o ponto de partida para o Volume 2: “Sementes de Outono”,  editado a 22 de Setembro, e “Valsa dos Alimentos”, editado esta segunda-feira.

 

Hoje, Jorge Courela, mais conhecido como Professor Jorge, submeteu-se ao RX deste cantinho, e deu a conhecer os projectos que aí vêm. Espero que gostem!

 

 

Resultado de imagem para rx

 

1 - Jorge, de que forma se definiria, através das seguintes palavras:

 

Música – A Musa, tudo o que é, tudo o que existe. No Universo tudo é vibração, somos vibração condensada, vinda das estrelas. A física quântica já provou o que todos os grandes mestres nos tentam transmitir há centenas, milhares de anos.

O meu próximo livro musical falará sobre essa história, entre outros maravilhosos mistérios.

 

Crianças – São elas que me têm permitido fazer as pazes com a criança que fui, o homem que sou. Estamos todos unidos pelo amor à música.

 

Aprendizagem – Um processo fácil quando não projetamos nele os nossos quereres, as nossas ambições, e o que esta sociedade insiste em dizer que é melhor para nós. A verdadeira aprendizagem não é quando aprendemos, é quando recordamos.

 

Arte – Uma das formas que o Divino tem de se manifestar através de nós.

 

Esboço – É a primeira água que jorra da Fonte, precisa de ser filtrada, com a calma e maturidade que só o conhecimento e a experiência da vida dá.

 

Escola – O local onde a criança deveria lembrar o que já sabe em perfeita harmonia. Ainda não é um espaço perfeito, mas é da nossa responsabilidade fazer com que seja, todos os dias, com pequenas atitudes, palavras, com amor. Só nós o podemos fazer.

 

Celebrar – É procurar no meu coração a alegria, segurá-la gentilmente e distribui-la por todos os que me rodeiam, mesmo nos dias em que por dentro choro.

 

Personagem – Uma máscara que coloco nos muitos que sou, e que cantam histórias das vidas que vivi.

 

Inocência – Um dos diamantes que depois de reencontrado e polido, ajuda a fazer as pazes com o mundo.

 

Criatividade – A atividade do Creador em nós. Sou instrumento. Um instrumento não toca sozinho.

 

 

Valsa dos Alimentos ok.jpg

 

2 - Para celebrar o “Dia da Alimentação”, o professor Jorge apresentou no dia 16 de Outubro, aos mais pequenos, o tema “Valsa dos Alimentos”. Considera que as crianças portuguesas têm, de uma forma geral, uma alimentação equilibrada, ou é preciso uma reeducação alimentar, para uma vida mais saudável?

Penso que é preciso uma reeducação a todos os níveis, e sei que muitos pais estão muito interessados nessa mudança. Penso que é gradual, levará o seu tempo. Estamos a mudar mentalidades, é um processo longo.

 

 

3 - No final de 2016, o Jorge afirmou que, este ano, queria lançar algumas canções em formato digital, que não couberam n`As canções do professor Jorge Volume 1. É o caso desta “Valsa dos Alimentos”?

Sim, faz parte do meu plano. É um privilégio estar a conseguir concretizá-lo. A Valsa dos Alimentos sou eu a brincar de Maestro. Tenho um grande respeito pela música, não sou Maestro, mas acho que escrevi uma pequena sinfonia. Dirigi a orquestra virtual da melhor maneira que consegui, foi uma aventura, tão depressa não me meto noutra. Quem sabe noutra vida?

 

 

4 - Para quando o Volume 2 d’As Canções do Professor Jorge?

O Volume 2 terá de esperar, pois o meu novo livro musical estará pronto no final deste ano letivo e tem prioridade. É muito importante que saia o quanto antes, é uma história lindíssima e escrevi as melhores canções de sempre. Fiz os esboços a carvão de todos os cenários, de todas as personagens. Será o último musical, o fim da trilogia iniciada com o Capitão Miau Miau.

 

 

5 – Por onde vai andar o Professor Jorge nos próximos meses?

Estarei na FIL, num evento para toda a família, em Vieira de Leiria onde levarei alegria para as crianças que tanto precisam neste momento, farei uma pequena tour nas escolas do Algarve em março, estarei em todos os locais onde me queira receber, além das sessões de música semanais no Externato João XXIII, Aldeia dos Sonhos e Saber Crescer onde tenho sido residente. Tenho um espetáculo novo, com luz, som, um músico convidado e muitas surpresas. Uma vida na estrada.

 

Muito obrigada!

 

 

 

 

Nota: Este RX teve o apoio da editora Farol Música, a qual cedeu também as imagens e vídeos.

 

 

Amor em Tempo de Férias, de Rosário B. Gonçalves

doc20171018161138_001.jpg

 

Quem já não viveu, ao longo da sua vida, uma paixão ou amor de verão? E quem diz verão, diz férias!

De repente, saímos da nossa zona de conforto, rumo ao desconhecido. Saímos da rotina, para entrar num mundo diferente e muito mais emocionante. De um momento para o outro, estamos no paraíso, e encontramos "o tal".

Sabemos que as férias são isso mesmo, apenas uns dias fora, e que depois voltaremos à nossa realidade, à nossa vida normal.

Ainda assim, é possível viver um amor que parece, à partida, condenado?

Embora a mente nos diga que é melhor não arriscar ou que, arriscando, devemos estar cientes daquilo em que nos estamos a meter, estará o coração igualmente preparado?

Pode um amor de férias, transpôr as barreiras que o limitam a esse período, sobreviver e perdurar fora desse contexto?

 

 

Nesta história de Rosário B. Gonçalves, três amigas - Inês, Andreia e Raquel, vão passar duas semanas de férias ao Brasil. 

Inês conhece Pedro Miguel - o seu Adónis - como ela o apelida, e vivem um romance que sabem ter os dias contados.

Uns dias antes de voltarem a Portugal, Inês deixa de ter qualquer notícia dele, e tenta mentalizar-se que foi apenas um amor de férias, e terá que o esquecer. No entanto, falar é fácil. Inês vai perdendo, a cada dia, a alegria que a caracterizava, sobretudo porque vê que os amigos de Pedro Miguel continuam a falar com as suas amigas, e ele nunca mais lhe disse nada, nem sequer perguntou por ela.

Mentalizada que está em tomar as rédeas da sua vida, e partir para outra, eis que Pedro Miguel lhe aparece no trabalho, para tratar de negócios, tratando-a como se nada tivesse acontecido entre eles, no Brasil.

 

 

Conseguirá Inês agir da mesma forma, estritamente profissional, e ignorar o passado? 

E qual será, afinal, o objectivo de Pedro Miguel, de a ter procurado logo a ela, para resolver os assuntos da sua empresa?

Afinal, quem deixou quem, e de quem é a culpa?

 

É o que terão que descobrir ao ler este pequeno romance!

 

 

Sinopse:

"Se alguém lhe disse-se que as férias lhe iriam mudar a vida, ela chamaria essa pessoa de maluca. Nunca a Inês imaginou que pudesse existir alguém tão bonito, tão celestial, ao mesmo tempo que pudesse fazer uma pessoa sofrer tanto. Estaria ela destinada ao sofrimento?"

 

 

Autor: Rosário B. Gonçalves

Data de publicação: Setembro de 2017

Número de páginas: 60

ISBN: 978-989-52-0299-7

Colecção: Viagens na Ficção

Género: Ficção

Idioma: Pt

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP