Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

À Conversa com Berg

 

Teófilo Sonnemberg, mais conhecido por Berg, sempre teve como único sonho construir uma carreira na área da música. Ao longo de vários anos, o cantor e músico esteve na sombra de outros artistas, para quem tocava e fazia coros. Foi com a sua participação, e vitória, no programa da SIC, Factor X, que Berg assumiu, finalmente, o papel de protagonista.

 

 

 

 

Em 2014, Berg lançou o seu primeiro álbum, homónimo, onde foi possível comprovar a sua versatilidade vocal e o domínio de vários instrumentos, em temas originais, divididos entre o português e o inglês, entre os quais se destacou o single “Tell Me”.

 

 

Este ano, e depois do enorme sucesso do primeiro álbum, chega-nos “Tempo”, que estará à venda no dia 29 de Abril. “Ma Belle” é o single de estreia, numa parceria com Boss AC. O primeiro de muitos êxitos que sairão do novo álbum, totalmente cantado em português.

Berg está hoje aqui na rubrica “À Conversa Com”, para nos falar um pouco mais sobre o seu percurso na música e o novo álbum, a quem desde já agradeço a disponibilidade.

 

 

 

 

Quem é o Berg?

Sou um autor compositor.

 

Quando é que começou o sonho de construir uma carreira no mundo da música?

Aos 12 anos, no Porto, com músicos mais velhos. Durante vários anos, estive a trabalhar com diversos artistas ficando, de certa forma, na sombra dos mesmos.

 

Sente que esse trabalho foi uma mais valia para esta nova etapa em que finalmente assume o papel de protagonista?

Não, de todo, foi uma forma de ganhar dinheiro fazendo o que gosto. Estes anos todos ,só percebi o quanto perdi o meu tempo a servir outros artistas, que pouco ou nada se importam com os outros, e pude aperceber-me dos lobbys da nossa sociedade incompetente, onde toda a gente faz de conta, e trama o seu próximo. Mas o meu positivismo e trabalho levaram a melhor, pois afastei-me desse negativismo mal pude.

 

Com que artistas mais gostou de trabalhar?

Rui Veloso, Jorge Fernando, Nuno Guerreiro e Santos e Pecadores, sem dúvida.

 

Como é que surgiu a ideia de participar no programa Factor X?

Foi uma sugestão de um amigo chamado Betão, e pensei, porque não?

 

Qual foi a sensação de ver o seu primeiro álbum lançado, e com um feedback tão positivo?

Maravilhosa.

 

Ao contrário do primeiro álbum, “Tempo” é totalmente cantado em português. O que o levou a fazer esta opção?

Foi o facto de poder cantar na minha língua, antes de mais, e ter o publico também a cantar mais comigo.

 

“Ma Belle” é o single de apresentação deste trabalho, com a participação de Boss AC. Como é que surgiu esta parceria?

Como já tinha cantado o tema Princesa com o AC, foi agora a vez dele cantar uma comigo. É um grande talento e super competente.

 

Depois do sucesso de “Berg”, quais são as expectativas para “Tempo”?

Acima de tudo,quero que as pessoas gostem. Depois, era bom ter muitos concertos e vender muitos discos, é o que eu sonho e espero.

 

Onde é que vamos poder ouvir o Berg nos próximos meses?

Nas rádios, e ao vivo por Portugal inteiro, se deus quiser, pois eu quero!

Obrigado por este momento fantástico.Berg.

 

Muito obrigada!

 

Fiquem a saber mais em:

https://www.facebook.com/TeofiloSonnembergBerg/

  • Blogs Portugal

  • BP

  • 6 comentários

    Comentar post