Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Quando os próprios professores desincentivam os alunos

Resultado de imagem para ensino

 

Ao longo dos anos tenho vindo a desanimar-me com o ensino que temos nas escolas, visto pela óptica de uma mãe com uma filha a estudar.

O que aconteceu na passada sexta-feira, só me revolta ainda mais, e deixa-me triste. Em cada reunião de pais é-nos dito que devemos incentivar os nossos filhos, acompanhá-los neste percurso, fazê-los manter o interesse pelas disciplinas.

E os professores, não é suposto fazerem o mesmo? Não deveriam ser os primeiros a incentivar os seus alunos?

 

Pois não é isso que me parece que esta professora tenha feito. Na sexta-feira, a minha filha trazia anotado na caderneta 3 faltas, por não ter feito os TPC's. As primeiras duas faltas, confirmo. Já a terceira, considero totalmente injusta, porque a minha filha, embora tenha deixado alguns exercícios por fazer, porque não sabia, teve falta como se não tivesse feito a ficha. E, como ela, todos os que não fizeram a ficha completa, levaram falta.

 

Ora, isto é meio caminho andado (e confesso que me deu muita vontade de lhe dizer para o fazer) para os alunos não quererem saber dos TPC's porque, tanto fazendo aquilo que sabem, esforçando-se, ou não fazendo nada, o resultado é o mesmo!

Ou, então, também se pode dar o caso de preencherem tudo o que não sabem, com a primeira coisa que lhes vier à cabeça, só para terem tudo feito e não levarem falta.

 

É esse o objectivo?

É assim o ensino que temos hoje?

São estes os professores que temos nas escolas? 

 

  • Blogs Portugal

  • BP

  • 7 comentários

    Comentar post