Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Ru Vasconcellos na Inominável de Abril

Imagem 1 Ru Vasconcellos.jpg

Ru Vasconcellos é uma artista multifacetada, nascida em Portugal e de ascendência britânica, que tem vindo a desenvolver o seu trabalho como compositora, cantora, pianista e guitarrista, e tem sido a grande responsável pela gestão da sua própria carreira.

Talvez por ter uma história familiar de pianistas e músicos, Ru terá herdado a paixão e o talento para a música.

Iniciou os seus estudos com apenas 3 anos, tendo começado pelo piano e, mais tarde, na guitarra, devido à sua paixão pela música rock.

Estudou piano, guitarra, bateria, jazz e voz na prestigiada Escola de Jazz do Hot Club, e tirou o curso de “Jazz e Música Moderna” na Universidade Lusíada. Terminou também um curso de composição online no Berklee College of Music, para além de uma licenciatura em Design.

 

 

Imagem 2 Ru Vasconcellos.jpg

Ru costuma, com frequência, escrever e compor para artistas nacionais e internacionais.

O seu percurso na música é longo, com passagem por várias bandas, mais de uma centena de concertos, e atuações em diversos países e em locais mediáticos, o Palácio Il Bottaccio Luxury Venue, em Londres.

O Single “So Many Reasons”, pertencente a uma das bandas que integrou, fez parte da banda sonora da série “I Love It”, da TVI. Compôs ainda o tema “Janeiro”, para o filme alemão “Before Dawn”.

Em julho do ano passado, apostou numa carreira a solo, lançando o seu primeiro single “Summer Blaze”, que foi destaque em algumas rádios portuguesas.

 

 

A memória mais antiga que tenho é de ficar fascinada com o som, especialmente aquele produzido pelo piano. A minha mãe conta que antes de falar cantava, a imitar os pássaros.

 

Este ano foi dos mais desafiantes da minha vida (se não O mais desafiante), cresci muito e mudei muito a minha forma de pensar de “super perfeccionista” a “just do it”, daí ter decidido “largar” de certo modo o seguro, e os clientes todos que tinha cá e mudar-me para Londres onde o meu single está a passar em muito mais rádios do que em Portugal (assim como na Austrália, Gibraltar e US).

 

No Festival LIUNA havia um público de 30 mil pessoas no primeiro dia, e 40 mil no segundo. Foi indescritível.

 

Na Inominável de Abril, podem ler a entrevista completa que Ru Vasconcellos concedeu (páginas 10 a 12) para a rubrica Musicalizando. É só clicarem na imagem, e espreitarem:

 

19415621_hW8eB.png

 

  • Blogs Portugal

  • BP