Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Sugestões para o fim-de-semana

 

(clicar na imagem)

 

 

O fim de semana está à porta e, com ele, novas sugestões do Fantastic, na rubrica Fora de Casa:

Amanhã, a campanha da associação Adoromimos - Associação de Defesa e Protecção Animal, para adoção de alguns animais, em Mafra;


Em Silves, para refrescar, o Beer Fest dedicado, como o próprio nome indica, à cerveja;


Se querem passar um serão romântico, há concerto da artista brasileira Ana Carolina, no Porto;


Dança em Montargil, Arraial em Benfica, um novo espetáculo de Filipe La Feria, e exposições são outros programas que poderão escolher. Espreitem já!

Lições a retirar deste compeonato

"Roubar" um treinador à equipa adversária nem sempre é sinónimo de vitória garantida;

 

Nenhum treinador é insubstituível;

 

O treinador não é o único responsável pela vitória de uma equipa - tanto ele como a equipa têm que lutar pelos resultados;

 

 

A vingança é um prato que se serve frio, e ontem foi o dia de servi-la;

 

Uma vitória vale mais que todas as trapaças, gestos e disparates ditos ao longo de todo o campeonato;

 

Luís Filipe Vieira tomou, mais uma vez, a opção certa (dou a mão à palmatória, nunca pensei que Rui Vitória chegasse tão longe);

 

Bruno de Carvalho tomou, apesar da derrota, a opção certa - há muito que o Sporting não chegava tão longe e com a pontuação que ficou neste compeonato;

 

Jorge Jesus terá, talvez, tomado a opção errada, mas só tem que aprender com os erros e melhorar - a inveja fica-lhe muito mal;

 

Não é bonita a falta de fairplay no final de uma competição renhida até à última jornada, nem certos comentários proferidos por quem ainda se acha o maior - afinal, até foi premiado com o globo de ouro de melhor treinador - e que todos os outros se estão a aproveitar daquilo que fez e do legado que deixou, tirando o mérito ao colega de profissão;

 

Ambas as equipas estão de parabéns por terem dado luta uma à outra até ao último momento, e pelas vitórias alcançadas nos derradeiros jogo.

 

 

 

A sério que gostava de compreender...

 

...mas não consigo.

Dizia o meu pai que o motorista do autocarro da vila, sportinguista, já tinha o espumante preparado, os cachecóis e tudo o mais que faz parte de uma comemoração, e até já tinha feito uma troca para ter o dia, e ir festejar a vitória do Sporting!

O meu marido, andava ontem que nem louco à procura dos cachecóis do Benfica, e andou a semana inteira a dizer que hoje queria ir celebrar a vitória do Benfica. Até pediu para o colega chegar mais cedo, para vir para casa rápido e irmos lá para o centro de Mafra festejar.

 

Mas está tudo louco?

 

 

Andam os adeptos de ambos os clubes nervosos, ansiosos e a desejar que o jogo comece e acabe depressa porque "isto é um sofrimento"!

Andam a queixar-se de que os árbitros estão contra um ou outro clube, que vão facilitar um ou outro, que as equipas que já não têm nada a ganhar podiam dar hipóteses à outras.

 

Mas o que é isto?

 

Ainda não está nada ganho nem perdido, mas a equipa que quiser ganhar só tem é que lutar por isso, e vencer com mérito e não com favores. E, além disso, para quê tanto stress e tantas ânsias, se os adeptos não ganham nada com isso? Ou até ganham: nervos, stress, problemas de saúde.

Sim, já vi muito boa gente com dores no peito, e a sentirem-se mal só por assistirem a um jogo de futebol, e sofrerem como se de uma vitória ou derrota do seu clube dependesse alguma coisa nas suas vidas.

 

Tenham calma, senhores (e senhoras) que o jogo é só mais logo, e que vença o melhor. 

Depois disso, celebrem ou chorem à vontade, mesmo que não ganhem nada com isso mas, até lá, tenham calma, e não deitem foguetes antes da festa, porque podem vir a ter uma surpresa. E aproveitem o dia porque ninguém vos paga para sofrer por antecipação, por um resultado que em nada depende de vós.

Fim de semana festivo!

 

Este último fim de semana foi de festa!

Almoço de família para celebrar o aniversário do patriarca - o meu pai. O meu sobrinho está um homem. E ainda no outro dia vi uma foto onde estava com ele ao colo. Agora, ao lado dele, sinto-me baixinha!

A minha sobrinha é um ano mais velha que a minha filha, mas estão praticamente da mesma altura. Uma loira, outra morena, tenho pena que não estejam mais tempo juntas.

Comemos e bebemos bem, jogámos cartas e ainda assistimos à vitória da equipa do Mafra frente ao Sporting B!

À noite, festa na Enxara do Bispo com os Ouriços. Um ambiente acolhedor e familiar, boa música e muita dança até perto das 3h da manhã!

Com tantas bandas de baile, devem estar a perguntar-se porque falo tanto desta. É simples: a simpatia dos elementos da banda e staff, a qualidade musical, e a variedade de músicas. No final de cada actuação, depois das típicas músicas de baile, somos presenteados com rock anos 80, com Xutos e Pontapés, Tina Turner, Bryan Adams e Pink Floyd, entre outros.

Houve ainda a feira mensal de Mafra, e a primeira vitória do Benfica!

No desporto não existem traições, existem negócios!

Imagem www.publico.pt

 

É a notícia do dia: Jorge Jesus abandona o Benfica, e assina contrato com o Sporting!

E, ao que parece, tem dado pano para mangas, e incendiado redes sociais, imprensa, e adeptos de ambos os clubes.

Por acaso li, no outro dia, algo sobre o Luis Filipe Vieira só deixar sair o Jesus se fosse para um clube estrangeiro. Pelos vistos, não foi bem assim!

E agora? Agora, o Benfica só tem que ter presente aquela velha máxima de que "ninguém é insubstituível". Nem mesmo Jorge Jesus!

Sim, olhando para tudo o que Jorge Jesus fez no Benfica, e olhando para qualquer outro treinador que venha agora para o clube, é normal que haja cepticismo e desconfiança quanto ao trabalho que o novo possa vir a desenvolver. Depois de termos um grande treinador, é difícil ver-mo-nos com qualquer outro, aparentemente, inferior.

Mas, já no ano passado, o Benfica perdeu, por exemplo, grandes jogadores, e na altura muitos questionavam o que iria ser da equipa sem eles. No entanto, ganharam o campeonato!

Se é traição de Jorge Jesus? Não me parece! No desporto não existem traições, existem negócios! E, por vezes, um pouco de paixão. Todos sabemos que Jorge Jesus é sportinguista. Talvez o amor pelo clube, e por uns milhões a mais no salário, tenham falado mais alto! De qualquer forma, ninguém é obrigado a ficar onde não quer. Se o contrato terminou, ele é livre de escolher para onde quer ir. Se não terminou, os interessados pagam o que têm a pagar e o assunto fica resolvido. O futebol é mesmo assim.  

Se vai ser uma traição o Jorge Jesus surgir como treinador do nosso adversário da Supertaça? Não! Então e aqueles jogadores que já jogaram pelo Benfica, ou por Portugal, e estão mais tarde a disputar jogos contra nós, em clubes adversários? Não interessa os que partem, interessa é os que ficam!

E até me parece que Jorge Jesus teve uma atitude inteligente. Em vez de ir para um qualquer clube estrangeiro, e correr o risco de fazer má figura, como já aconteceu a outros grandes treinadores que quiseram dar um passo maior que a perna, Jorge Jesus optou por ficar aqui mesmo na capital!  

Quanto ao Sporting, vamos lá ver como se vai dar o Jesus com aquele que se julga o Deus da verdade e da honestidade.

Para já, apesar das rivalidades, parece que existe um consenso em relação à contratação de Jorge Jesus, por parte dos adeptos de ambos os clubes: ninguém está a gostar da notícia! 

Vamos lá ver até onde nos vai levar esta telenovela!

  • Blogs Portugal

  • BP