Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Sugestões para o fim-de-semana

 

(clicar na imagem)

 

 

O fim de semana está à porta e, com ele, novas sugestões do Fantastic, na rubrica Fora de Casa:

Amanhã, a campanha da associação Adoromimos - Associação de Defesa e Protecção Animal, para adoção de alguns animais, em Mafra;


Em Silves, para refrescar, o Beer Fest dedicado, como o próprio nome indica, à cerveja;


Se querem passar um serão romântico, há concerto da artista brasileira Ana Carolina, no Porto;


Dança em Montargil, Arraial em Benfica, um novo espetáculo de Filipe La Feria, e exposições são outros programas que poderão escolher. Espreitem já!

Expliquem-me como se eu fosse muito burra!

Resultado de imagem para burra

 

Ontem, para ir ao cinema, apanhámos o autocarro para Lisboa.

Tendo a minha filha 13 anos, perguntei se já pagava bilhete inteiro. A motorista confirmou que sim, com essa idade, já paga um bilhete inteiro mas, como é férias da Páscoa, a empresa tem a promoção que permite aos estudantes pagar meio bilhete. Por isso, foi meio bilhete que ela pagou. Sem stress, tendo a motorista sido muito simpática e atenciosa.

 

Também no cinema, paga o bilhete estudante em vez do normal. Sem stress.

 

À vinda, ela pediu meio bilhete. O motorista tirou, mas perguntou se ela tinha documento de identificação com ela. Por acaso eu tinha-o comigo, e já ia tirar quando ele me diz que não precisava de mostrar, era só para o caso de aparecer o fiscal.

Perguntei eu "então mas ela mesmo tendo 13 anos, não está abrangida pela campanha da Páscoa?".

Respondeu o motorista "sim, sim, mas tem que ter o documento de identificação com ela, senão paga bilhete inteiro".

 

 

Agora, expliquem-me como se eu fosse muito burra, porque depois de toda esta explicação, continuo sem perceber o que uma coisa tem a ver com outra.

Partindo do princípio que o dito "documento de identificação" é o cartão de cidadão, o que é que o mesmo prova? Que ela tem 13 anos. 

Estariam por acaso a pensar que ela seria uma adulta disfarçada de criança? É que mesmo com 18 anos, ainda poderia ser estudante! E no cartão de cidadão não diz que ela está a estudar. Ainda se pedisse o cartão de estudante, aí compreendia. Assim, não consigo perceber.

É que nem no cinema pediram nada disso.

 

De qualquer forma, fiscais é algo que não vejo há décadas nestes autocarros. Não sei para quê tanta conversa fiada.

 

As ofertas do Intermarché

 

 

 

No fim de semana fui às compras ao Intermarché. O meu marido também. 

Descobrimos que está em vigor uma campanha de Natal.

Por cada 30 euros de compras, o Intermarché dá presentes, em forma de um pequeno envelope fechado para descobrir o que nos calhou na sorte.

Pois entre 500 euros de compras em cartão, tablets e smartfones, ao meu marido calharam-lhe dois brindes surpresa de Natal, que nada mais são que pequenos bonecos de plástico, a levantar no balcão central.

Já a mim, em quatro envelopes, 4 "experiências gourmet"! Logo a mim, que não sou muito dada a coisas gourmet. Estas ofertas consistiam, então, em degustação de vinhos, provas de queijos ou enchidos, workshops de chocolate, etc.

Vou ao site consultar os parceiros para efectuar a marcação mas, sinceramente, estes prémios não me cativam mesmo nada.

Em último caso, o que ainda me agrada é provar o bolo de chocolate mais feio de Lisboa e o chocolate quente, no restaurante vegetariano Bem Me Quer, em Lisboa. Mas o mais certo é irem todas parar ao lixo, sem qualquer uso.

Vamos ajudar o Lobo Ibérico

Quando a minha filha vem da escola e me diz que precisa de dinheiro, começo logo a pensar "mas o que é que inventaram desta vez?" É que há sempre qualquer coisa: ou é rifas, ou é passeios, ou é outra coisa qualquer.

Mas desta vez, até gostei da iniciativa. E ela anda muito entusiasmada com a ideia de ser "madrinha" de um lobo!

Mas não é um lobo qualquer. É um Lobo Ibérico!

Sim, ao que parece, cada turma tem que juntar o montante de 45 euros para poder adoptar um lobo. 

A iniciativa vem na sequência da campanha do Grupo Lobo "Não Deixe os Lobos Sem Abrigo", que tem por objectivo a angariação de fundos para a compra do terreno onde se situa o Centro de Recuperação do Lobo Ibérico.

E mais tarde, irão fazer uma visita ao Centro, onde poderão cumprimentar o lobo por eles adoptado.

Se quiserem saber um pouco mais sobre o Lobo Ibérico, o Centro e a campanha, podem obter toda a informação no site  http://lobo.fc.ul.pt/?page=conteudos/cr_lobo_iberico.

  • Blogs Portugal

  • BP