Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Ainda haverá espaço para a criatividade no futuro?

 

Ao longo dos tempos, temo-nos vindo a transformar cada vez mais em robots, em pessoas mecanizadas com com instruções claras de como funcionar, deixando pouco espaço a algo que fuja dessa rotina programada.

E, como é óbvio, isso tem as suas repercussões e consequências nefastas, a curto, médio e longo prazo, não só a nível físico como a nível mental e emocional.

Em vez de nos sentirmos leves, felizes e de bem com a vida, sentimo-nos como se carregássemos um peso enorme às costas, tristes, abatidos, conformados.

Os dias e a nossa vida deixam de ser coloridos, passando a vivê-los em tons de cinzento.

O tempo passa por nós,e nem damos por ele passar. Até ao dia em que olhamos para a monotonia em que a nossa vida se tornou.

Deixamos morrer os sonhos, a imaginação, a criatividade...No novo mundo, não há muito espaço para isso. 

Iremos mesmo permitir que isso aconteça?

Será que vamos a tempo de inverter este quadro, ou será algo inevitável?

 

 

Esta curta-metragem mostra um pouco do que está a acontecer às nossas crianças, e aos adultos.

Os autores, Daniel Martínez Lara e Rafa Cano Méndez mostram, em cerca de 7 minutos, o que acontece à nossa vida quando a criatividade é afundada pela rotina diária.

O vídeo incide também sobre a paternidade, e a importância de deixar as crianças fazerem as suas próprias viagens.
 
 

Concordam com esta visão?

 

 

 

Pulseiras de elásticos: a nova moda!

 

No outro dia uma amiga minha perguntou-me se esta moda já tinha chegado à escola da minha filha. 

Que eu soubesse, não. Ela nunca me tinha falado de nada.

Mas não tardou muito. Dali a uns dias estava ela a pedir-me para comprar elásticos para fazer as famosas pulseiras.

E, de facto, até já vi nas lojas dos chineses as embalagens de elásticos com agulha e fechos - o material completo para pôr mãos à obra.

Haja dinheiro, paciência e criatividade!

 

Se quiserem aprender como se fazem algumas delas, vejam aqui: 

 

http://www.youtube.com/watch?v=9Q7lEkOOYWk

http://www.youtube.com/watch?v=i-3n8iFRqq8

http://www.youtube.com/watch?v=N4pKFE0lVw4

 

Os vestidos de papel de uma mini estilista!

 

Chama-se Mayhem, tem 4 anos e adora criar os seus próprios vestidos em papel, incluindo réplicas de alguns vestidos das celebridades! 

E, de facto, a imitação dos vestidos que as celebridades usam na passadeira vermelha parece uma verdadeira obra de arte!
Tudo começou quando a mãe de Mayhem notou que a filha preferia criar os seus próprios looks com lenços e lençóis enrolados ao corpo, em vez dos vestidos de princesa comprados nas lojas.

Cansada de encontrar cada vez mais roupas e tecidos na caixa de brinquedos da pequena, a mãe sugeriu que ela passasse a usar papel.
Como não sabe usar a máquina de costura, os vestidos são "cosidos" com cola e fita cola.

Inspiração e criatividade são coisas que não faltam a esta estilista de palmo e meio, que já se tornou famosa graças às suas criações!


  • Blogs Portugal

  • BP