Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Sigam esta caixinha de música!

 

Em dia de follow friday, o meu destaque vai para um blogue que tenho acompanhado, e que já me fez recordar muitas músicas que estavam adormecidas. 

Sabem quando aqueles mágicos começam a tirar algo da cartola, e atrás daquilo vem outra coisa, e por aí fora? É esse o efeito que A minha caixinha de música tem em mim: através daquela música, lembro-me de outra, e essa outra remete-me para outra que me faz recordar outra, sem parar!

 

E porque a leitura é outra das minhas paixões, o Pedro Rodrigues proporciona-me também a leitura do seu conto Tudo por Amor, que me tem mantido presa a cada capítulo!

Ler antecipadamente o final de um livro

Imagem relacionada

 

As histórias foram criadas para ser lidas do início ao fim, sem saltos, para conseguir criar o efeito "suspense" até ao final, e que esse final tenha um maior impacto, pela surpresa.

No entanto, algumas vezes, sobretudo quando os livros são grandes, os leitores têm tendência a abreviar e saltar directamente para o final.

 

Será que ler antecipadamente o final de um livro acaba por fazer o leitor perder o interesse, no resto da história, agora que sabe como tudo vai terminar?

Ou, pelo contrário, em nada influencia a vontade de ler aquelas páginas que, entretanto, saltou com a ânsia de descobrir o final?

Saber o final torna desnecessário descobrir o que aconteceu pelo meio ou, pelo contrário, dá ainda mais vontade de perceber como tudo se desenrolou, até ali?

 

Pela minha experiência, posso dizer que, na maioria das vezes, saltar do meio do livro para o final, me deu ainda mais vontade de ler o que aconteceu para a trama chegar àquele ponto.

No entanto, ontem, ao espreitar as últimas páginas do livro que estou a ler, e perceber quem era o monstro, confesso que fiquei com menos vontade de voltar ao ponto onde tinha ficado, porque não me parece que haja muito mais para descobrir. 

 

Quem por aí costuma fazer batota, e espreitar o final de uma história antes do tempo? Como é que encararam o livro depois disso?

Manias

Resultado de imagem para manias ratatouille

 

Serei a única que prefiro ler eu própria alguma notícia, texto ou email, do que me estarem a ler o que lá está?

É que nem vale a pena tentar, porque me disperso logo, e acabo por ter que ler tudo em seguida, para perceber o que lá está.

Lá em casa ainda me perguntam "mas qual é a diferença entre ser eu a ler ou tu?". No meu caso, faz mesmo muita diferença!

Isto deve dizer muito da minha pessoa

Resultado de imagem para no sofá a ler

 

Dizia o meu marido, ontem à noite, quando estávamos os dois na sala, ele a ver televisão, e eu a ler:

 

"Agora que penso bem, sempre que te vejo aqui em casa (o que é raro, porque temos horários complentamente distintos e trocados), estás sentada no sofá com um livro na mão! É a única imagem que tenho tua!"

 

 

 

O que acontece a quem gosta de ler!

Resultado de imagem para ser feliz com pouco

 

Eu fico pior quando acabo de ler um livro que adorei, do que propriamente pela morte de uma personagem.

Ainda não cheguei ao ponto de me cortarem a luz!

Concordo com a parte das adaptações ao cinema :)

Estou em sintonia com a quantidade de livros versus tempo para os ler!

E confirmo a última :)

 

Mesmo assim, acho que o lado bom compensa tudo!

  • Blogs Portugal

  • BP