Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Hiperactividade ou falta de educação?

 

"Se os pais de crianças sem hiperatividade se empenhassem da mesma forma que os pais de crianças hiperactivas na educação dos seus filhos, todos eles seriam uns génios, super bem educados e extremamente organizados."

 

Li no outro dia um artigo do Expresso que falava exactamente sobre esta questão.

A mim, a hiperactividade nas crianças faz lembrar um pouco o stress e a depressão nos adultos. A partir do momento em que foram descobertas estas patologias, começaram a servir de desculpa para tudo.

Hoje em dia, não há ninguém que não sofra de stress. E conhecemos, de certeza, diversas pessoas que se queixam de depressão, que tomam medicamentos para tentar resolver os seus problemas, que recorrem a psicólogos ou psiquiatras.

Da mesma forma, é comum considerar crianças mais irrequietas e com comportamentos inadequados como hiperactivas. Isso explica muita coisa e retira qualquer culpa que, eventualmente, pudesse recair sobre quem lhes dá educação.

Não quero com isto dizer que as doenças não existam, porque existem, são reais, e devem ser tratadas.

Mas não se deve fazer disso uma moda! E muito menos utilizar esse argumento para justificar a falta de educação de algumas crianças. 

  • Blogs Portugal

  • BP