Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O melhor pastel de nata é o da Ericeira!

Foto de O Pãozinho das Marias.

 

O Pãozinho das Marias venceu o concurso do melhor pastel de nata de Lisboa!

Naquela que é a segunda participação nesta competição, o pasteleiro Francisco Duarte venceu a 9ª edição do concurso "O Melhor Pastel de Nata", inserido no festival Peixe em Lisboa, a decorrer até domingo, no Pavilhão Carlos Lopes.

Na edição 2017 do concurso participaram 26 estabelecimentos com fabrico próprio da região da Grande Lisboa. Houve duas provas de pré-seleção, antes de se decidir os 12 finalistas que estiveram em concurso nesta quarta-feira. Para além da pastelaria O Pãozinho das Marias, estava também entre os finalistas a pastelaria Pólo Norte, de Mafra.

O júri foi composto por Virgílio Gomes, pelo enólogo Domingos Soares Franco, a jornalista Cristina Liz, a blogger Isabel Zibaia Rafael e o especialista em doces Carlos Braz Lopes.

Os critérios de seleção foram o aspeto, o toque da massa, o sabor e consistência da massa e do recheio.

 

Foto de O Pãozinho das Marias.

 

 

Imagens O Pãozinho das Marias

A Tua Cara Não Me É Estranha - Final

Atrevo-me a dizer: estavam à espera que o programa chegasse ao fim, para darem "show"?!

Ou esta gala foi a prova de que os artistas e múscicas que calham aos concorrentes não os favorecem em nada?

 

 

Sem Título7.jpg

O David Antunes escolhe Joe Cocker, e surge irreconhecível, e irrepreensível na sua imitação, mostrando mais uma vez porque foi um dos finalistas e favoritos à vitória.

 

 

Sem Título2.jpg

Outro concorrente que também se transformou por completo e que, se eu não tivesse visto, não faria a mínima ideia de quem era, foi o Sérgio, com o seu Stevie Wonder!

 

 

Sem Título1.jpg

E o que dizer da Melânia Gomes, como Amália?! Houve momentos em que parecia que estava a ver a própria! Uma das melhores imitações da Melânia, sem dúvida.

 

 

Sem Título.jpg

Outra concorrente que deu tudo nas últimas galas, e nesta não foi diferente, foi a Marta Andrino. Desta vez, escolheu Lorde para imitar, e mostrou o que vale.

 

 

Sem Título5.jpg

Jorge Mourato escolheu David Bowie, e fez uma excelente imitação, em termos de timbre, muito parecido com o original. 

 

 

Sem Título4.jpg

Darko optou por Jeff Buckley que, confesso, nunca vi nem ouvi, mas gostei de o ver.

 

 

Sem Título3.jpg

Sem Título6.jpg

As imitações que não me convenceram mesmo foram as da Carolina Torres e da Maria Sampaio.

 

 

Sem Título8.jpg

E o vencedor foi: David Antunes!

 

 

Sem Título9.jpg

Confesso que estava à espera que a Alexandra votasse no Darko. Relativamente aos restantes jurados, imaginei que escolhessem o David, que mereceu esta vitória, não só pelo excelente trabalho, como também pela humildade com que sempre encarou este programa.

 

 

Imagens www.tvi.iol.pt/programa/a-tua-cara-nao-me-e-estranha/

The Voice Portugal - a final

Fernando Daniel é o vencedor do The Voice Portugal

 

Pergunta pertinente do meu marido, relativamente a esta final do The Voice Portugal:

"Se já sabes quem vai ganhar, porque é que vais ver?"

 

"Porque quero ouvi-los cantar e, lá bem no fundo, tenho esperança de que a votação me surpreenda!" - respondi eu.

 

 

Mas não. Tudo correu como previsto, sem grandes surpresas, provando que este tipo de programas passa muito por manipulação disfarçada, e interesses que vão muito além de escolher a melhor voz. E não digo que o vencedor não tenha merecido o seu lugar ou lutado por ele. Muito pelo contrário. O sucesso que o Fernando Daniel tem, deve-o a si próprio. À produção bastou aproveitar-se disso, e apanhar boleia - "vamos dar ao público o que ele quer, mas disfarçadamente, para não dar muito nas vistas".

 

E não tenho quaisquer dúvidas que o Fernando Daniel vai vender muitos mais álbuns e fazer muito mais sucesso que a vencedora do ano passado - a Deolinda. Basta olhar para a legião de fãs, visualizações no Youtube e, até, o apoio de um artista internacional -James Arthur.

Se o Fernando Daniel é, de facto, a voz? Na minha opinião, não é a voz. É, sim, uma voz que vende, mais virada para o lado comercial. Como dizia o José Carlos Pereira, num programa da concorrência, e com razão, há muitos grandes talentos desconhecidos em Portugal, e sem qualquer sucesso, que dificilmente chegam á superfície. E outros que, rodeados das pessoas certas, mesmo não tendo um grande talento, conseguem destacar-se e saltar para a ribalta.

 

 

Mas vamos lá à avaliação das atuações da gala final:

 

Sem Título1.jpg

Francisco Murta, com o tema Yesterday - não me convenceu. Mas teve mérito ao levar uma música nova.

Com a mentora Aurea mostrou o que vale, bem como no tema que já tinha interpretado anteriomente no programa, mas sem nada de novo.

 

 

Sem Título4.jpg

Fernando Daniel - com o tema Chandelier fez, na minha opinião, uma das suas piores atuações no The Voice. Nas restantes, esteve muito bem, mas soou a mais do mesmo. A única atuação em que me surprrendeu pela positiva foi aquela em que esteve ao lado do seu mentor.

 

 

Sem Título3.jpg

Marta Carvalho - fez uma boa atuação com o mentor, e no tema repetido, mas superou todos com a aposta num estilo diferente daquele a que nos habituou, mostrando um outro lado da Marta, em Dangerous Woman.

 

 

Sem Título2.jpg

Miguel Carmona - não gostei muito de o ouvir no primeiro tema, e gostei ainda menos de o ouvir com a Marisa, não tendo em nada ajudado a escolha musical. Ficou mais uma vez provado que o tema que levou os mentores a virarem as 4 cadeiras é o que lhe assenta que nem uma luva, e onde mais gostei de o ouvir.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Como já tinha referido anteriormente, a Aurea tinha um dos melhores trunfos do programa, e poderia mesmo ter sido a vencedora deste ano, se não tivesse apanhado um Fernando Daniel pela frente, na equipa do Mickael. Ainda assim, conseguiu um honroso 2º lugar.

 

A Marisa, mesmo que tivesse optado pela Andrea, não iria além do 3º lugar. Com sorte, poderia até ficar em 4º. Conseguiu repetir a façanha do ano passado e ficar-se pelo 3º.

 

O Anselmo cedeu o seu 2º posto à Aurea, depois de uma vitória, e ficou-se pelo 4º lugar, que já se sabia que iria para a Marta, a única mulher da competição.

 

O Mickael vence assim, pela 2ª vez consecutiva, uma edição do The Voice Portugal! Pode não ter grande voz para cantar, mas tem olho para os potenciais vencedores, e uma sorte imensa de estes o escolherem como mentor!

 

 

Quanto às votações, que foram mostrando ao longo do programa, começámos com o Fernando Daniel em primeiro, e o Francisco em segundo. Pouco tempo depois, e num claro apelo ao voto para o Fernando, colocam-no em 2º lugar. E o mesmo em relação à Marta e ao Miguel que, sabe-se lá como, mudaram ao fim de pouco tempo de posições.

 

Por último, e relativamente aos apresentadores, devo confessar que aquela elegância que sempre caracterizou a Catarina se perdeu algures pelo caminho. Péssima escolha de vestido, e péssima presença, a puxar para o "pindérico".

 

 

Imagens The Voice Portugal

 

 

A Tua Cara Não Me É Estranha - 7ª gala

Sem Título.jpg

O programa começou em ponto pequeno, com a imitação de Djodje feita pelo Isaac Carvalho. Não gostei. 

 

 

Sem Título1.jpg

Seguiu-se a Maria Sampaio como Ana Moura. Penso que um dos problemas da Maria Sampaio é que tem exagerado nos gestos e tiques de quem imita. A semana passada esteve irrepreensível como Prince. Esta semana, não desiludiu mas parece-me que, ao contrário da Ana Moura, a Maria esteve menos descontraída.

 

 

Sem Título2.jpg

Uma imitação espectacular da camaleónica Carolina Torres. Em algumas partes, parecia mesmo um homem a cantar. Não percebi a baixa pontuação que teve.

 

 

Sem Título3.jpg

Darko já teve melhores imitações, como a do R. Kelly. Estas músicas não o favorecem.

 

 

Sem Título4.jpg

Jorge Mourato fez uma imitação que não faço ideia se esteve próxima do original mas que me pareceu muito exagerada. Foi um dos momentos divertidos da noite, com as caretas que fazia e saltos que dava, mas pareceu-me uma das piores imitações feitas por ele ao longo das galas.

 

 

 

Sem Título5.jpg

Este foi um dos momentos hilariantes da noite!

 

Sem Título1.jpg

 

E aqui mais um momento divertido e inesperado! 

 

 

 

Sem Título6.jpg

David Antunes levou a plateia e, principalmente, o público feminino ao rubro, ao imitar o mítico Elvis Presley! Foi justa a sua vitória.

 

 

Sem Título7.jpg

Não sei o que têm contra a Marta Andrino que, imite ela quem imitar, leva sempre pontuações baixas. A música não a favoreceu, não tinha voz suficiente para este tema, mas não terá sido a pior da noite.

Só um aparte: à excepção de quando imitou um homem, a Marta fica sempre bonita qualquer que seja o look que lhe calhe, nomeadamente, o cabelo: ora preto, ora ruivo, ora comprido, ora mais curto.

 

 

Sem Título8.jpg

Finalmente vemos uma Melânia mais composta, e com uma boa imitação da Meghan Trainor - uma autêntica bonequinha!

 

 

Sem Título9.jpg

Por último, o Sérgio Rossi como Ana Carolina. Ficou no ponto intermédio - nem boa nem má imitação. Já fez melhores imitações, mas também já fez pior.

 

 

Sem Título.jpg

Mais um convidado que dispensava. Não gosto deste cantor nem um bocadinho. 

 

 

Imagens atcnmee--fotos

Masterchef Júnior - O quarteto finalista!

 

Já muito se especulou sobre quem irá ganhar este concurso de mini chef's.

Até há bem pouco tempo, ainda muitos achavam que o Pedro Jorge iria levar o prémio para casa.

Mas, de há uns programas para cá, já ouvi falar em outros nomes como a Maria, o João Mata ou o Tomás.

Não sei qual deles foi, nem sequer se terá sido algum destes três, mas são de facto os que mais merecem a vitória.

A Rosarinho mereceu chegar ao quarteto finalista, mas é a mais fraca dos quatro.

A teoria do Pedro Jorge ser o grande vencedor caiu ontem por terra, ao ser eliminado da competição pela segunda vez.

 

 

 

Concordo que, dos seis, o Pedro Jorge e o Kiko eram os que tinham menos hipóteses, e foi justa a sua saída. Mas, ainda assim, não gostei da justificação que deram para a avaliação dos pratos do Kiko, sobretudo o prato que cozinhou com a avó.

Em algumas provas, penso que ambos mereciam mais do que os pontos que lhes foram dados.

Tive pena que tenham saído, porque gostava muito de os ver no programa, mas já foi bom terem chegado até aqui. O Pedro Jorge ainda "deu baile" a alguns colegas, e o Kiko seguiu sempre aquilo que queria, e à sua maneira, o que mostra que tem personalidade.

 

Venha a final!

 

Imagens http://www.tvi.iol.pt/masterchef/

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP