Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Sobre o curso...

 

Em primeiro lugar devo dizer que os destinatários a quem o mesmo se destina são, essencialmente, psicólogos, professores, assistentes sociais e outros profissionais que estejam ligados à área em questão. O que significa que eu não me enquadro em nenhum deles.

De qualquer forma, mesmo não exercendo nem pretendendo enveredar por nenhuma dessas especialidades, enquanto cidadã que faz parte desta sociedade em que vivemos, igualmente com deveres perante o conhecimento de situações de risco, estou a considerá-lo interessante e útil.

Sendo um curso totalmente feito pela internet, através de uma plataforma de e-learning, podemos estudar quando, onde e quanto tempo nos apetecer. Como é gratuito, não há formador disponível. Tem as suas vantagens, mas também tem desvantagens. Por exemplo, se houver alguma dúvida, não podemos esclarecê-la com quem de direito.

Por outro lado, penso que as sessões do curso não seguem a ordem que, para mim, faria mais sentido - a primeira, sobre o que é o risco, está correcta. Logo em seguida, penso que deveria abordar os factores, comportamentos e grupos de risco. Em terceiro e quarto lugar, as estratégias de prevenção e intervenção. Na quinta posição, a função e o papel dos profissionais na prevenção das situações de risco. Por fim, o acolhimento institucional e a legislação.

Outro aspecto que deveria ser adicionado e que, na minha opinião, seria muito mais produtivo, seria o responsável pelo curso propôr-nos desafios, em que tivéssemos que aplicar os conhecimentos adquiridos em cada sessão, ou no conjunto, ou seja, utilizar na prática aquilo que estudámos.

Cada sessão tem um fórum, com uma afirmação ou vídeo para comentar, o que é bom, embora poucos participantes expressem as suas opiniões.

Já no fim do curso, seria bom que nos pedissem um trabalho sobre o tema.

Mas o tempo também é curto e não dá para grandes invenções. Neste momento, faltam-me 3 sessões. Depois, é dar uma revisão a tudo e fazer o exame final, cuja nota obtida será a única a constar do certificado. 

  • Blogs Portugal

  • BP