Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Ser Pai é...

 

 

Ser pai é ser alguém,
Dar à vida continuidade,
Ser pai, tal como ser mãe,
É encontrar a felicidade!

Ser pai é ser aluno, contar, ler...
Ser professor, corrigir, explicar...
É ensinar sempre a aprender!
É aprender sempre a ensinar!

Ser pai é ser um ídolo, o maior,
Um super herói invencível!
O porto de abrigo acolhedor,
P'ra tempestade mais terrível!

Ser pai é aconselhar, chamar à razão
E ouvir respostas pouco formais,
É constatar como essa rebelião,
Aconteceu entre nós e nossos pais!

Ser pai é ser um espelho!
Um exemplo para admirar!
Ser pai não é ser velho,
É rejuvenescer e renovar.

Ser pai é semear uma flor,
Vê-la germinar e florir enfim,
Tratá-la com carinho e amor,
Ela é orgulho do nosso jardim!

Ser pai é pois na realidade,
Ser assim, um palerma babado!
Ser avô é pior, é verdade,
Mas ser pai é meio caminho andado.

 

 

*Poema retirado DAQUI

Fez-se justiça na Índia

Índia: Justiça confirma pena de morte para autores de violação colectiva

O Tribunal Superior de Nova Déli confirmou a pena de morte para os quatro homens, condenados por violar e assassinar uma jovem estudante na capital indiana em 2012.

O tribunal corroborou a sentença, dada em Setembro por um tribunal do sul de Nova Déli, de que a violação mortal se enquadra na categoria de «caso extraordinário entre os extraordinários».

Só nestes casos a aplicação da pena de morte é aplicada aos condenados por crimes de especial virulência na Índia, onde após sete anos sem execuções a presidência do país suspendeu, em 2011, aquela prerrogativa.

Os quatro condenados tinham apelado à instância superior argumentando que tinham sido falsamente implicados na violação.

Um quinto envolvido no caso (suposto líder do grupo), ter-se-á suicidado, há um ano na prisão. O sexto, considerado pela polícia como o mais violento, era menor de idade e por isso foi condenado a três anos de prisão num instituto correccional.

A jovem vítima, uma estudante de fisioterapia de 23 anos, voltava para casa em Dezembro de 2012 com um amigo, após ver um filme num cinema de Nova Déli, e foi violada e torturada por seis homens dentro do autocarro. A jovem morreu 13 dias depois num hospital de Singapura, na sequência dos graves ferimentos sofridos.

A agressão à estudante provocou uma onda de grandes protestos na Índia, e levantou um profundo debate sobre a discriminação e violência contra as mulheres.

 

  • Blogs Portugal

  • BP