Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Coisas que só me acontecem a mim II

Resultado de imagem para aranhas

 

Isto podia ser uma comédia, mas foi mesmo verdade!

Por mais que tente, não consigo perder esta fobia das aranhas.

Fui à sala levar qualquer coisa à minha filha, que estava sentada no sofá e, mesmo ao lado dela, vejo uma aranha. Castanha, gorda, com umas patas estranhas. 

Automaticamente, mando um grito e a minha filha salta do sofá, mais pelo susto que o meu grito lhe pregou do que pela aranha.

Para a matar, fui buscar um mata moscas, mas mudei de ideias. Era fraquinho e não iria conseguir matá-la em condições. Fui buscar uma pantufa. Mas a pantufa não era grande e isso significava ficar com a mão muito perto da bicha.

A minha filha pergunta-me: "queres que eu a mate?", ao que lhe respondo, armada em valente, que não.

Ficamos as duas a olhar para a aranha, a minha filha à espera que eu faça o serviço, e eu a ganhar coragem para o fazer.

Lá dou então uma pantufada na aranha, o que a faz rebolar pelas costas do sofá até ao assento. E eu, assustada, mandei mais um grito e um salto, que fez a minha filha fazer o mesmo!

Como vejo que a aranha não se mexe, vou empurrando com a pantufa do assento para o chão. E aí, finalmente, dei-lhe uma valente tareia, e com tanta força que a parti ao meio! 

Como é que aquela bandida terá ido ali parar, ou porque é que a nossa gata não a caçou, não sei. Mas ainda temo só de pensar que posso estar ali sentada, ou outra pessoa qualquer e, sem saber, com uma aranha por companhia!

 

 

A genuinidade das crianças

 

 

 

transferir (2).jpg

Achei este diálogo entre dois amigos tão genuíno, tão inocente e sincero, que não pude deixar de partilhar!

 

"O menino: Ainda tens aquele problema que tinhas?

A menina: Sim.

O menino: Mas está melhor, certo?

A menina: Penso que sim. Obrigada pela preocupação!

O menino: De nada. É para isso que servem os amigos. Acho que um dia vais ficar totalmente boa,

                    vais ver. Vai demorar mas vais conseguir. A sério.

A menina: Pois...

O menino: A sério! Vais ver.

A menina: És tão querido e fantástico! És lindo, engraçado, carinhoso e sonhador!

O menino: E tu és simpática, carinhosa, amiga, inteligente!

A menina: Achas que sou feia por causa do problema que tenho?

O menino: Não interessa o que és por fora. O que interessa é o que tens aí dentro! A sério!

A menina: Está bem. Vou fazer de conta que acredito.

O menino: A sério.

A menina: Ai, lá estás tu, e o "a sério"!"

 

  • Blogs Portugal

  • BP