Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Amanhã vamos falar de animais!

Estamos na semana de Natal e, por isso mesmo, a rubrica "À Conversa com..." chega mais cedo.

É já amanhã, às 10 horas, que vou estar à conversa com Sónia Miranda e Inês Fonseca, autoras do livro Cool Dog.

Garanto-vos que foi uma das entrevistas que mais prazer me deu fazer, e espero que também gostem!

Não me convidem para o El Corte Inglés!

 

Ontem foi mais um dia bastante ocupado. 

Levantámo-nos cedo, o meu marido para ir fazer exames, e eu para ir à cabeleireira.

Almoçámos e despachámo-nos depressa porque tínhamos que ir ao El Corte Inglés - o meu marido ia lá levantar o dorsal para a corrida de sábado. Pensámos nós que, saindo de casa cedo, também chegaríamos cedo. Até porque ia ajudar o meu marido num trabalho que ele tem que fazer.

Puro engano! Não sei o que se passa neste dias mas as filas de trânsito tem-nos dificultado a vida. Em plena tarde de um dia de semana, e de trabalho, uma viagem que deveria demorar 40 minutos levou cerca de duas horas! Já para não falar da confusão, dos disparates de alguns condutores, e da falta de civismo de outros. Já no estacionamento, e para garantir um lugar, tivemos que ir para o piso -4.

A esta altura já a minha filha e eu tínhamos o estômago a dar horas, o que nos fez ter que gastar dinheiro num lanche não previsto, no 7º piso. Os elevadores estavam a abarrotar, o que nos obrigou a ir encolhidos, que nem sardinha em lata.

Com tudo isto, e já com o dorsal na mão e a barriga aconchegada, regressámos a casa, onde chegámos às 19h, ou seja, uma tarde perdida.

Só lá tinha ido uma vez, há muitos anos, porque estacionámos lá para eu ir fazer um exame numa clínica próxima. Esta foi a segunda vez mas, sinceramente, não me convidem para ir ao El Corte Inglés. Prefiro mil vezes o Colombo, ou o Vasco da Gama, que têm menos confusão!

 

Blogmas - Dia 23 - As campanhas de solidariedade no Natal

 

 

Não acho mal que se façam campanhas de solidariedade no Natal, mas experimentem fazê-las também, com maior frequência, ao longo de todo o ano.

Não é só no Natal que os sem abrigo precisam de uma refeição especial, roupa e calçado.

Não é só no Natal que as crianças precisam de brinquedos, e que as famílias mais carenciadas gostariam de dar presentes aos filhos.

Não é só no Natal que as mães com dificuldades financeiras precisam de apoio para ajudar a cuidar dos seus bebés.

Não é só no Natal que os diversos projectos educativos precisam de financiamento, e as instituições de ajuda.

E por aí fora...

 

Pode até ser que escolham esta altura do ano, pelo espírito solidário que a época evoca, ou pelo facto de as pessoas terem mais dinheiro, e que as angariações feitas agora durem até à mesma altura do ano seguinte, mas a ideia que fica é que só se lembram de quem precisa, e que essas pessoas existem, no Natal.

 

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP