Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Leilão e Rifas da Becas

Becas 52.JPG

 

Aqui no Clube de Gatos já todos me conhecem, e tem sido incrível todo o apoio que me têm dado, e aos meus donos, nesta fase complicada em que quase me perderam. Por isso, agradeço-vos a todos - aos meus companheiros felinos, e aos seus donos!

Também quero agradecer a algumas pessoas que, mesmo não fazendo parte do Clube, me ajudaram. Nunca esquecerei o que fizeram quando eu e os meus donos mais precisaram.

 

 

Para quem ainda não me conhece, o meu nome é Becas, tenho quase 3 meses, e fui adoptada pelos meus donos, juntamente com a minha amiga Amora, depois de terem perdido a sua gata Tica.

Apesar de ser uma gatinha cheia de vida e muito traquina, há uns dias atrás, fiquei muito doente e tive que ser internada. Tinha panleucopénia. Estava sem defesas no meu sistema imunitário. O prognóstico era reservado, e corri risco de vida.

Mas a minha "madrinha" Tica, a corrente positiva que se formou para torcer por mim, o tratamento que me foi prestado pelos doutores e enfermeiras do Hospital Veterinário do Atlântico e, acima de tudo, a decisão dos meus donos, de seguir em frente com o internamento, mesmo depois de se terem deparado com um orçamento totalmente fora das suas possibilidades, permitiu-me recuperar e sobreviver, e estar aqui hoje!

Mas, ainda assim, a despesa veterinária tem que ser paga nos próximos dias, e os meus donos organizaram um leilão e as rifas solidárias para conseguirem uma ajuda.

Não custa nada colaborar, basta partilhar esta acção, comprar uma rifa ou licitar um livro que gostem! 

 

Becas 25.JPG

 A seguir, têm toda a informação toda reunida e actualizada.

 

Livros para quermesse - rifas solidárias

 

(livro novo)

 

 (livro novo)

 

1º - Estão disponíveis 30 números de rifas (de 1 a 30)

Números reservados - 4/22/24

Cada rifa tem o valor de € 1,00. O sorteio será efectuado, através do sistema random.org, logo que as 30 rifas estejam esgotadas ou, no máximo, até ao dia 31 de Maio de 2016 (serão sorteados 2 números - um para cada livro). 

 

 

12966213_10154152894289312_937669992_n.jpg

(livro novo, com autógrafo personalizado)

 

2º - Estão disponíveis 25 números de rifas (de 1 a 25). Cada rifa tem o valor de € 1,00. O sorteio será efectuado, através do sistema random.org, logo que as 25 rifas estejam esgotadas ou, no máximo, até ao dia 31 de Maio de 2016. 

Números reservados - 3, 4, 5, 6, 7, 12, 13, 14, 15, 17, 18, 19, 21, 23, 24, 25

 

 

image.jpe

 

image (1).jpe

 

3º - Estão disponíveis 20 números de rifas (de 1 a 20)

Cada rifa tem o valor de € 1,00.

Números reservados: 3, 5, 6, 7, 8, 9

 

O sorteio será efectuado, através do sistema random.org, logo que as 20 rifas estejam esgotadas ou, no máximo, até ao dia 31 de Maio de 2016 (serão sorteados 2 números - um para cada livro). 

 

 

AMINHA-1.JPG

 

Cozinhar Celebrar Partilhar_001.jpg

 

4º - Estão disponíveis 20 números de rifas (de 1 a 20)

Cada rifa tem o valor de € 1,00.

Números reservados: 2, 3, 8, 9, 10, 11, 13, 14, 16

O sorteio será efectuado, através do sistema random.org, logo que as 20 rifas estejam esgotadas ou, no máximo, até ao dia 31 de Maio de 2016 (serão sorteados 2 números - um para cada livro). 

 

 

6465183_zuvRQ.jpeg

 

Assédio Niki.jpg

Não sei como ela Niki.jpg

 

 

Doc1_0001.jpg

Doc3.jpg

 

Doc5.jpg

 

5º - Estão disponíveis 40 números de rifas (de 30 a 70)

Cada rifa tem o valor de € 1,00.

O sorteio será efectuado, através do sistema random.org, logo que as 40 rifas estejam esgotadas ou, no máximo, até ao dia 31 de Maio de 2016 (serão sorteados 7 números - um para cada livro).

 

 

Pedia aos interessados que me deixem um contacto, para que possa nessa altura pedir os dados para envio. Podem enviar para o meu email - marta.isabel.segao@hotmail.com

 

 

Livros para Leilão

 

(livro novo)

Base de licitação - 5 euros

Licitado por 8 euros - Dona Pavlova

Licitado por 10 euros - Aldemar

 

 

(livro novo)

Base de licitação - 5 euros

Licitado por 8 euros - Niki

 

(livro novo)

Base de licitação - 5 euros

Licitado por 10 euros - Mula

 

9789722032308.jpg

Base de licitação - 5 euros

Licitado por 10 euros - Sofia Almeida

Licitado por 20 euros - Paula Martins

 

Estalagem Sónia.jpg

Base de licitação - 5 euros 

 

Mil dias Sónia.jpg

Base de licitação - 5 euros 

 

Herman.JPG

 Base de licitação - 5 euros

 

 Não ao Sim.JPG

Base de licitação - 5 euros

 

Até ao dia 31 de Maio, os artigos licitados pelo valor mais alto que estiver até esse momento, serão enviados para os respectivos licitadores. Pedia aos mesmos que me deixem um contacto, para que possa nessa altura pedir os dados para envio. Podem enviar para o meu email - marta.isabel.segao@hotmail.com
 
 
 
Deixo aqui o IBAN para onde poderão efectuar o pagamento das rifas/ livros licitados:
 
PT50003504260003699840098 
 
 
 
Também podem aceder à página de facebook - https://www.facebook.com/ajudabecas/

Ru Vasconcellos na Inominável de Abril

Imagem 1 Ru Vasconcellos.jpg

Ru Vasconcellos é uma artista multifacetada, nascida em Portugal e de ascendência britânica, que tem vindo a desenvolver o seu trabalho como compositora, cantora, pianista e guitarrista, e tem sido a grande responsável pela gestão da sua própria carreira.

Talvez por ter uma história familiar de pianistas e músicos, Ru terá herdado a paixão e o talento para a música.

Iniciou os seus estudos com apenas 3 anos, tendo começado pelo piano e, mais tarde, na guitarra, devido à sua paixão pela música rock.

Estudou piano, guitarra, bateria, jazz e voz na prestigiada Escola de Jazz do Hot Club, e tirou o curso de “Jazz e Música Moderna” na Universidade Lusíada. Terminou também um curso de composição online no Berklee College of Music, para além de uma licenciatura em Design.

 

 

Imagem 2 Ru Vasconcellos.jpg

Ru costuma, com frequência, escrever e compor para artistas nacionais e internacionais.

O seu percurso na música é longo, com passagem por várias bandas, mais de uma centena de concertos, e atuações em diversos países e em locais mediáticos, o Palácio Il Bottaccio Luxury Venue, em Londres.

O Single “So Many Reasons”, pertencente a uma das bandas que integrou, fez parte da banda sonora da série “I Love It”, da TVI. Compôs ainda o tema “Janeiro”, para o filme alemão “Before Dawn”.

Em julho do ano passado, apostou numa carreira a solo, lançando o seu primeiro single “Summer Blaze”, que foi destaque em algumas rádios portuguesas.

 

 

A memória mais antiga que tenho é de ficar fascinada com o som, especialmente aquele produzido pelo piano. A minha mãe conta que antes de falar cantava, a imitar os pássaros.

 

Este ano foi dos mais desafiantes da minha vida (se não O mais desafiante), cresci muito e mudei muito a minha forma de pensar de “super perfeccionista” a “just do it”, daí ter decidido “largar” de certo modo o seguro, e os clientes todos que tinha cá e mudar-me para Londres onde o meu single está a passar em muito mais rádios do que em Portugal (assim como na Austrália, Gibraltar e US).

 

No Festival LIUNA havia um público de 30 mil pessoas no primeiro dia, e 40 mil no segundo. Foi indescritível.

 

Na Inominável de Abril, podem ler a entrevista completa que Ru Vasconcellos concedeu (páginas 10 a 12) para a rubrica Musicalizando. É só clicarem na imagem, e espreitarem:

 

19415621_hW8eB.png

 

A finalidade dos blogs com vários autores

 

 

Para que serve um blog com vários autores?

 

Na minha opinião, um blog composto por vários autores será um blog conjunto, onde vários autores se juntam para escrever sobre um mesmo tema (comum a todos) para o qual foi criado o blog, ou sobre diversos temas, se não houver uma temática específica.

Terá sempre que ter um fundador, como é óbvio! A pessoa que o imaginou, que o criou, que o personalizou, e que convidou os restantes autores, ou aceitou a sua participação no referido blog colectivo.

Essa pessoa é, por norma, o administrador.

Todos os autores/ participantes poderão ou não ser administradores, mas terão plena liberdade para escrever os seus posts no referido blog, aparecendo sempre o seu nome nas publicações.

Quando os bloggers aceitam o convite, ou pedem para participar de um blog colectivo, partem do princípio que poderão escrever os seus textos sem restrições.

 

 

 

É uma tendência cada vez mais frequente, e uma forma de diversificar ou ampliar o conteúdo de um blog, de manter um blog sempre actualizado (se todos escreverem, claro) e, de certa forma, de dar mais visibilidade ao mesmo.

Mas também há quem o faça pelo simples prazer de escrever e partilhar experiências, opiniões e pontos de vista entre amigos.

Podem-se estabelecer os dias em que cada um poderá escrever, organizar por rubricas, ou deixar que as coisas surjam naturalmente, e consoante a disponibilidade e inspiração de cada autor.

 

 

 

 

No caso do Clube de Gatos do Sapo, o primeiro blog colectivo que criei o mesmo surgiu para reunir, num mesmo blog, os autores de blogs da plataforma do Sapo que, tal como eu, eram donos de gatos e partilhavam a mesma paixão por estes animais, tendo ficado cada um dos felinos como membro do Clube.

Todos os participantes têm total liberdade para escrever sobre o que quiserem, relacionado com a temática do mundo felino, que foi a que deu origem ao blog. Estão todos como administradores, para que possam ter os mesmos privilégios que eu.

Ainda assim, por vezes, pedem opinião sobre alguma coisa, ou ajuda em questões mais relacionadas com a gestão, mesmo que pudessem esses mesmos autores fazê-lo.

 

 

 

Penso que é essa liberdade e autonomia que levam os autores a enveredarem por estes projetos, a gostarem de participar e querer ficar.

Mas será que isso se manterá assim, a partir do momento em que um administrador começa a impôr determinadas condicionantes a essa liberdade? Será que, ao limitar ou dificultar a publicação de um texto, o administrador não estará a afastar esses autores que fazem parte do blog colectivo?

E para que servirá, nesse caso, um blog com vários autores, se só lhes for permitido fazer aquilo que gostam e para que se propuseram, ou foram convidados a fazer, sujeitos a várias imposições e regras desnecessárias, ou sem sentido?

 

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP