Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Diário de Férias - 2º dia

 

Depois de uma estreia demasiado ventosa e fria na praia, resolvemos virar-nos para a piscina.

O problema das piscinas municipais no mês de Julho, durante a semana, é a quantidade de colónias de crianças que por lá aparecem e que, durante alguns minutos, enchem a piscina.

Mas, fora isso, valeu a pena. Não estava muita gente, o espaço era abrigado e a água convidava ao banho.

Sai é demasiado caro para uma piscina municipal, e é uma brincadeira que não se pode repetir com frequência!

Porque é que as Estrelas brilham?

 

 

João é um menino diferente dos outros. Embora os colegas da escola o deixem de parte porque é esquisito, isso não significa que seja melhor ou pior que eles. É, simplesmente, diferente e todos nós deveríamos saber aceitar as diferenças dos outros, e não rejeitar ninguém por isso.

Neste caso, a "diferença" que caracteriza o João vai ser importante para resolver um grande problema que as fadas das estrelas têm entre mãos e ele vê-se, sem saber bem como, transportado para a história do livro que estava a ler, e a conviver com as personagens que nunca imaginou ver ao vivo!

Na resolução deste problema, que foi o roubo do pó mágico utilizado pelas fadas para fazer as estrelas brilharem todas as noites, e devolver às crianças de todo o mundo a capacidade de acreditar nas histórias dos livros, o pequeno João vai-se revelar mais sensato e sábio que algumas destas fadas, que deveriam ter mais experiência.

A primeira lição que lhes dá é que, num momento crítico, há coisas mais importantes do que criticar algumas quebras de regras, sobretudo quando essas quebras podem agora revelar-se úteis. E que de nada adianta aqueles que estão juntos a lutar contra um determinado mal, virarem-se uns contra os outros. 

Nestas situações, e para que o mal não consiga vencer, é preciso que todos estejam unidos, porque, a partir do momento em que deixamos que algo se instale, perturbe, interfira ou se acomode, abrimos espaço para que a paz e o equilíbrio se quebre, e as falhas se vão acentuando, por vezes de forma irremediável. 

"Porque é que as Estrelas brilham" é uma bonita história infantil que nos mostra que, apesar de diferentes, todos temos o mesmo valor e o nosso papel fundamental na sociedade e na vida. E, como diz a música dos Amor Electro, prova mais uma vez que "juntos somos mais fortes"!

 

Autor: Marta Felismino

Data de publicação: Fevereiro de 2016

Número de páginas: 68

ISBN: 978-989-51-6584-1

Colecção: Literatura Juvenil

Género: Conto Infantil

 

Sinopse

João era um miúdo sem amigos e ridicularizado por ser diferente dos outros.

No entanto, a sua sorte muda quando o Reino das Fadas das Estrelas lhe pede ajuda para salvar a alegria do céu escuro da noite...

Sabes o que dá alegria ao céu escuro da noite?

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP