Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

A Vida Secreta dos Nossos Bichos

Resultado de imagem para a vida secreta dos bichos

 

Nestas férias, num dia em que o tempo estava encoberto e chuvoso, decidimos ir ao cinema ver este filme, até porque queríamos participar no passatempo da Sic, e o mesmo terminava dois dias depois.

Felizmente, apesar de o meu marido estar a trabalhar e levar o carro, temos autocarro que nos leva de Mafra até ao Campo Grande, e cinema no Alvaláxia.

Assim, lá fomos eu e a minha filha até Lisboa. Chegámos cedo, deu para darmos uma voltinha pelas lojas, comprar os bilhetes e esperar pelo início da sessão, porque chegando ao terminal é só atravessar a estrada e estamos no Alvaláxia.

Não sou muito apreciadora deste género de filmes, mas à falta de melhor para fazer, fomos. Não foi mau, mas também não foi muito bom.

Esperava mais. Esperava, talvez, algo diferente. É certo que, estando a trabalhar, não vemos nem metade das coisas que os nossos animais fazem, mas coitados deles se se metessem neste tipo de aventuras todos os dias.

Gostei da história principal, do trio Max, Duke e Katie. A Katie adotou primeiro o Max, e durante muito tempo tinham-se um ao outro. Mas a Katie adora animais e, um dia, traz o Duke para sua casa. O Max não vai achar muita graça, principalmente quando o Duke começar a servir-se de tudo o que é dele.

É aqui que começa a rivalidade entre os dois, que os irá colocar em maus lençóis. Mas, mais tarde, acabam por se unir com o objetivo de regressar a casa sãos e salvos, sem serem apanhados e colocados de novo num canil.

Tem algumas partes cómicas, protagonizadas pela gata Chloe e pela cadela Gidget. O coelhinho branco, o grande vilão, também tem um final à altura.

Mas é aquele tipo de filmes que pouco marca, que se vê uma vez e basta! 

 

Com a pulga atrás da orelha

Resultado de imagem para mulher desconfiada desenhos

 

Num destes dias fizeram-me uma proposta interessante.

Não ocuparia, supostamente, muito tempo. Não seria nada complicado. Ganharia alguma coisa por isso.

Mas o meu tempo já é tão curto que não me quero meter em mais nada. As aulas estão a começar, e vou ter muito com que me ocupar.

E, além disso, não sei bem porquê, fiquei com a pulga atrás da orelha. Cheirou-me a que, mais cedo ou mais tarde, aquela parceria ainda daria para o torto.

Por isso é melhor deixar essa missão para outra pessoa, porque para chatices já tenho as minhas!

Cenas de uma totó em férias III

Resultado de imagem para mulher tonta

 

Se há coisa que acontece frequentemente por aqui é a facilidade como o tempo muda, ou está diferente em dois pontos distanciados a poucos quilómetros.

Na passada semana, enquanto que em Mafra estava sol e calor até cerca das 19 horas, na Ericeira, o sol encobria-se por volta das 17h.

Estávamos na praia com a minha amiga e a filha dela e disse-lhe, a meio da tarde, que antes de ir embora tinha que tirar a parte de cima do biquini, que estava toda molhada e não conseguiria enxugar a tempo.

As nuvens taparam o sol, as nossas filhas, vindas do banho, cheias de frio, quiseram logo vestir-se e eu segui o exemplo.

Às tantas, começo a sentir qualquer coisa molhada em cima da pele. Olho para o casaco, e percebo que está molhado.

Aqui esta totó esqueceu-se de tirar o biquini, conforme tinha dito, e conseguiu molhar a camisola e o casaco com ele!

 

 

Cenas de uma totó em férias II

Resultado de imagem para mulher tonta

 

 

Estávamos os três na água.

O meu marido e a minha filha a nadar, e eu a boiar.

 

Às tantas, vejo o meu marido lá mais à frente, e a minha filha a ir ter com ele, e digo:

"Oh Inês, não te estiques. Estás a ir aí muito para a frente, ainda ficas sem pé."

 

O meu marido e ela olham para mim, e respondem:

"Não somos nós que estamos cá muito à frente, tu é que daqui a pouco estás na areia em vez de no mar!"

 

Quando reparei, estava mesmo à beirinha. Com a água a dar-me pelos joelhos. A boiar, nem dei por as ondas me levarem para ali!

Não admira que eles tenham ido mais para dentro e me parececem tão longe. Mais uma cena desta totó para a colecção!

 

 

 

 

Cenas de uma totó em férias I

Resultado de imagem para mulher tonta

 

Estávamos na praia, em Tróia, a tentar fotografar um bando de passarinhos que tinha pousado perto de nós. O meu marido tenta tirar, mas uma miúda espanta-os. A minha filha tenta novamente, mas a máquina bloqueia. Tento pôr a máquina a funcionar, e devolvo-a ao meu marido. 

Estava a começar uma corrida de barcos naquele momento, mas o meu marido diz-me que a máquina não está a focar a imagem, vê-se tudo desfocado.

Pego novamente na máquina, e confirmo. Ainda volto a olhar para as pessoas à minha volta, não estivesse eu a ver desfocado por ter perdido alguma lente de contacto, mas não. Tudo estava normal. Era mesmo da máquina.

Começo a aceder ao menu, ferramentas e configurações, a tentar perceber onde é que teremos carregado para desconfigurar a máquina. Penso que não houve opção nenhuma que não tivesse experimentado, e nada.

Já estava fula, a pensar que tinha que comprar uma máquina nova, ou pôr aquela a arranjar, e por não ter conseguido fotografar a partida dos barcos.

O meu marido pega outra vez na máquina. Ao fim de alguns minutos, digo-lhe para limpar a lente, para ver se o problema era daí. A minha filha já tinha sugerido isso, mas não fiz caso.

Afinal, o único problema era mesmo a lente embaciada! Sou mesmo totó!

  • Blogs Portugal

  • BP