Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

A minha experiência com o Blogs Portugal

Resultado de imagem para blogs portugal

 

Aqui pela blogosfera, já quase todos devem conhecer a plataforma BLOGSPORTUGAL.

Hoje, venho falar um bocadinho da minha experiência a nível pessoal, e também da experiência relativa à revista Blogazine, para a qual colaboro.

No BlogsPortugal, podemos encontrar todo o tipo de bloggers e blogs, sobre as mais variadas temáticas, não só alojados na plataforma do Sapo como também noutras plataformas, tornando-se mais fácil seguir alguns deles.

É possível também, através desta plataforma, estabelecer algumas parcerias com marcas e empresas, como foi o caso da TiendAnimal, que acabou por ser uma parceria para o Clube de Gatos do Sapo, do qual sou uma das autoras. 

 

Sem Título.jpg

 

Já tive a sorte de ver alguns posts deste blog destacados na página inicial do Blogs Portugal, que me trouxeram, por certo, mais visualizações e visitantes, dando a conhecer o meu blog a um maior número de leitores.

Através desta plataforma, é também possível, controlar a nossa posição no ranking global dos blogs, e por catergoria, bem como aceder às estatísticas do nosso blog, consultando as visualizações diárias, semanais e mensais, ou as totais, desde que o mesmo foi registado na plataforma, divididas em visualizações na plataforma onde está alojado o blog, e as obtidas através do Blogs Portugal. 

O Blogs Portugal foi também, por exemplo, o responsável pela criação do site da Blogazine, através de uma parceria com esta revista digital, na qual podem ler todos os meses algumas dicas para melhorar a experiência como blogger, e tornar o nosso blog mais atrativo aos visitantes.

 

 

 

Esta plataforma conta já com 10.000 utilizadores e, para celebrar, o Blogs Portugal está a oferecer 3 meses gratuitos de conta Premium, que traz ainda mais vantagens aos utilizadores como, por exemplo, o nosso blog ter a oportunidade de aparecer promovido nas listagens de blogues por categoria, na homepage ou nas páginas dos blogues no Blogs Portugal, entre outras.

Para serem um desses blogs contemplados, só têm que participar no passatempo que decorre desde o dia 26 de Setembro, até ao dia 26 deste mês, e seguir as indicações para validação da participação. 

 

 

Sem Título.jpg

 

Tive muito orgulho em ver o meu blog, durante algum tempo, nos primeiros lugares da categoria, e de ter, em conjunto com as minhas colegas do Clube de Gatos, levado este ao número um da sua categoria também!

Claro que, com ou sem destaques, com ou sem estatísticas, mais acima ou mais abaixo na tabela, nada disso é tão importante como conhecer uma infinidade de blogs que até podem ter algo em comum, ou que nos interesse e que, de outra forma, nunca iríamos conhecer, e nada é tão importante como tratar com carinho o nosso blog, e mantê-lo de forma criativa e original, mantendo-nos fiéis a nós próprios, independentemente de tudo o resto!

Querem ir a Berlim com os Fingertips?

Passatempo Berlim

 

Ganha 1 viagem a Berlim e leva 1 amigo! Participa!

Completa as seguintes etapas:
 
1. Compra o teu bilhete para o concerto de Lisboa ou Porto.
Bilhetes à venda na Ticketline.pt, FNAC, Worten, Estúdio Time Out, Casa da Música e locais habituais.
 
2. Sê criativo!!! Tira uma foto com o bilhete!
É obrigatório que o número do bilhete seja visível!
 
3. Partilha a foto no teu facebook!
Faz um post público no teu facebook com a foto e completa a frase "Eu quero ir a Berlim com os @Fingertips porque ..." e usa o hashtag #FingertipsBerlim (obrigatório).

Partilha o teu post com os teus amigos e pede para apoiarem a tua participação.

4. Finalistas e Vencedor
Os 10 participantes com mais likes no post do facebook, no dia 18 de novembro às 23:59H são os finalistas do passatempo. A escolha da frase é feita por representantes dos Fingertips, dos Produtores Associados e da Travel Gate. O vencedor será anunciado dia 20 de Novembro no concerto da Casa da Música, no Porto e na página de facebook dos Fingertips.
 

Para saber mais e participar, basta clicar AQUI.

 

E amanhã, não percam a entrevista com eles, aqui no blog, a propósito dos concertos que irão dar em Portugal!

Histórias soltas #7

 Resultado de imagem para folhas de papela voar

 

"Em que momento é que as coisas mudaram?

Em que momento é que deixou de haver tempo?

Em que momento é que deixou de haver vontade?

Em que momento é que deixou de haver cumplicidade? Vontade de conversar, de partilhar?

Em que momento é que, sem darmos por isso, nos tornámos apenas colegas de casa?

Em que momento é que, insconscientemente, deixámos de lutar do mesmo lado, e declarámos, silenciosamente, guerra um ao outro?

Em que momento é que começámos a ser mais papistas que o Papa, e a implicar com coisas que sempre criticámos os outros por implicar?

Em que momento é que deixou de ser um prazer estarmos juntos, para ser um tormento?

Em que momento é que deixou de haver paciência, para dar lugar à irritação, à mais pequena palavra proferida? 

Em que momento é que o silêncio passou a ser algo tão desejado?

Em que momento é que, apesar da proximidade, começámos a parecer tão distantes?

Tenho saudades dos tempos em que namorar era uma coisa boa. E talvez continue a ser, nós é que nem sequer temos disponibilidade para isso. 

Eu bem sabia que era assim que as coisas iam ficar. Acontece sempre. Acontece a todos! Sim, não somos o primeiro nem o último casal em crise.

Não somos o único casal a ser engolido pela rotina, pelo trabalho, pelas obrigações, pelas responsabilidades.

No início é tudo muito bonito. Com o passar do tempo, a cobertura desvanece-se, e fica à vista aquilo que antes cobria.

Percebemos que algo está errado quando preferimos os momentos em que estamos sós, aos que estamos juntos. Quando começamos a fugir um do outro, a evitarmo-nos. Quando nos decidimos dedicar a uma quaquer actividade ou ocupação, como desculpa para passar o mínimo tempo um com o outro. Quando o ambiente se torna tenso e pesado, quando estamos juntos no mesmo espaço.

Ambos sabemos que ainda há amor. Esse não morreu. Não foi levado. Está, antes, soterrado. E é cada vez mais difícil chegar a ele e trazê-lo ao de cima.

Precisamos de tempo. Tempo é algo que não temos. Ou nem nos damos ao trabalho de tentar ter.

Porquê?

Não sei.

Será uma atitude conformista? Derrotista?

A única coisa que eu sei é que sinto cansaço, físico e psicológico. Esgotamento. E é mais fácil revestir-me de pedra, para ultrapassar cada dia que passa, mal aproveitado, mas vivido dentro do que é possível.

O que nos espera daqui para a frente? O que será de nós, a continuar assim?"

 

Caminhava pela praia, entregue aos seus pensamentos, depois de mais uma discussão sem sentido. Tinham sido várias nos últimos tempos. A praia era o seu refúgio. O seu porto de abrigo. O mar acalmava, a areia sob os pés descalços ajudava a relaxar.

Ia recordando os bons momentos que haviam passado juntos, desde que se tinham conhecido. As dificuldades também. E a forma como sempre tinham conseguido ultrapassá-las. Agora não estava a ser fácil.

Sentada na areia, ia observando o voo das gaivotas. Queria também poder voar como elas. Mas não podia. Mesmo que pudesse, não seria justo. Nem sequer sabia se seria justo estar a preocupar-se com estas coisas insignificantes, quando comparadas com tudo o que a sua irmã tinha passado, e ainda estava a passar. Ela sim, tinha problemas bem mais graves para resolver.

Mas, naquele momento, queria dar-se ao luxo de pensar na sua própria vida, e no seu futuro. Rodava a aliança no dedo até que, involuntariamente, a tirou. Estaria a chegar ao fim o seu casamento? Ou haveria ainda uma oportunidade?

Será que amar é suficiente para duas pessoas permanecerem juntas?

A aliança estava na sua mão. Bastava um gesto, e ela seria levada pelas ondas, levando também todas as esperanças de um final feliz.

Mas, seria mesmo isso que queria? Teria mesmo coragem de o fazer?

 

 

Marta - a gulosa!

Resultado de imagem para doces de fruta

 

"A sério?

Tu és gulosa?! 

Nunca te vejo comer bolos. Nunca te vejo comer doces nem gelados.

É sempre comida saudável!"

 

Sim, respondo eu! 

Pode não parecer, mas eu sou muito gulosa!

Se não costumo comer muitas coisas dessas que atrás referem é porque, se começasse, teria tendência a abusar.

 

No sábabo passado, deu-me para experimentar os doces que estavam à venda no hipermercado. Escolhi 3: de figo, de morango, e de maçã e canela. Três caixinhas pequenas, só mesmo para experimentar.

Diz o meu marido: "mas tu nem és de comer doces". Pois não, e eu já sabia qual era o destino que os esperava, mas queria mesmo experimentar!

Assim que cheguei a casa, peguei numa colher de sobremesa, e provei um bocadinho de cada. O de figo era doce demais e muito enjoativo. Foi logo recambiado para casa dos meus pais que, como o meu pai costuma dizer, a diabetes dele (não tem) pede coisas doces!

O de maçã e canela, e o de morango, eram muito bons. Não sei dizer de qual gostei mais. Ficaram lá por casa, para o meu marido e a minha filha experimentarem.

A minha filha não achou muita graça. O meu marido gostou, mas está numa de alimentação saudável. E eu, comi uns pãezinhos de leite, um com cada doce, fiz a vontade, matei o meu desejo, e chegou-me.

Escusado será dizer que, também estas duas caixas, foram parar ao frigorífico dos meus pais!

 

  • Blogs Portugal

  • BP