Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

The Voice Portugal - a última ronda de batalhas!

 

Costuma-se dizer que o melhor guarda-se para o fim. Parece-me que foi o que aconteceu ontem na última ronda de batalhas!

Mas já lá vamos.

 

 

A batalha mais fraca e injusta:

 

Vera x Sophia - venceu a Vera. Mais uma vez, foi repetido o mesmo erro que o Anselmo  já tinha cometido a semana passada. Avaliar duas concorrentes num estilo em que uma está totalmente habituada, e outra não. Se é verdade que a Sophia se mostrou logo no início desiludida e pouco motivada, também é verdade que talvez essa reação, à semelhança da que mostrou ontem, se deva ao facto de o próprio Michael ter desistido dela, ainda antes de a ouvir cantar. Digo eu... Ontem a Vera seguiu mais a versão original e mostrou mais o que estava transmitir. Mas não a acho grande cantora. A Sophia, apesar da atitude mais contida e apática, tem um timbre muito bonito, e poderia fazer muito mais noutro tipo de registos. Deveria ter lutado mais pelo seu lugar no Tira-Teimas. Agora é tarde. mas não é tarde para uma carreira fora do programa.

 

 

As batalhas intermédias:

 

Bruno x Jaime e Nuno - venceu o Bruno. Pareceu-me muito equilibrada, com pontos fortes e menos bons de ambas as partes.

 

 

 

Tiago x Inês - venceu o Tiago. Se fosse pelos ensaios, o Tiago ficava de castigo! Juro que só a ouvi a ela, e a Inês estava mais entusiamada e com vontade de agarrar o tema. O Tiago parecia mudo. Depois, chegam à batalha e o Tiago canta muito melhor que na prova cega, e brinca com a voz. A Inês esteve bem também, mas não foi suficiente para convencer os restantes mentores a apostarem nela.

 

 

As batalhas mais emotivas:

 

 

Márcia, Daniel e Francisco x Sérgio - venceu o trio. Salvaram o Sérgio. Mais uma batalha injusta de trio contra um. Dentro do trio, destaco no geral o Francisco e em algumas partes, a Márcia e o Daniel. Quanto ao Sérgio, gostei mais de o ouvir ontem que na prova cega, embora continue a achar que não é um grande cantor. Numa situação normal, acharia que salvar o Sérgio tinha sido desperdiçar um voto que poderia resgatar um concorrente melhor. Mas perante a sua atitude e a forma emotiva como cantou e se entrosou com o trio, mereceu esta oportunidade.

Para o trio da semana passada, observem a forma como estes concorrentes estiveram em palco, e aprendam alguma coisa!

 

 

 

Tiago x Marta - venceu a Marta. Duas gerações diferentes, duas vozes diferentes, dois estilos diferentes. Quem disse que não se podem conjugar? Não são raros os duetos profissionais em que isso que verifica, e que resultam na perfeição. A Marta mereceu passar à fase seguinte. O Tiago também o merecia. O que o fez ficar pelo caminho? A idade, o facto de já ninguém o poder salvar (à custa de terem usado essa faculdade antes e, talvez, com quem merecesse menos) e, talvez, o facto de o Tiago não precisar do programa para vencer na música cá fora, dando assim oportunidade a outros. Não deixa de ser injusto.

 

 

As melhores batalhas:

 

 

Vera x Andrea - venceu a Andrea. Salvaram a Vera. Confesso que, no início, não simpatizava muito com a Vera. Ontem, ao ver os ensaios e a batalha, passei a simpatizar menos com a Andrea. Mas isto são outras questões que nada têm a ver com música. Quanto à batalha, estiveram as duas muito equilibradas e deram luta uma à outra. Mereceram ambas continuar na competição. E deram show!

 

 

 

Daniel x Joana - venceu o Daniel. Salvaram a Joana. Bem merecidas estas duas vitórias! Foi, para mim, a melhor batalha da noite. E qualquer um deles, ao seu estilo, tem uma voz e um timbre muito bons. Como disse a Marisa, poderia ser uma final. Vamos lá ver se conseguirão ainda dar mais, até chegar à verdadeira final! É que quando a fasquia é muito elevada e os concorrentes dão tudo em algumas etapas, torna-se mais difícil superarem-se. 

 

 

Constatações:

A maioria dos concorrentes da equipa da Marisa, que ela não escolheu, foram salvos por outros mentores.

Continuamos sem vislumbrar um(a) possível vencedor(a), embora haja algumas boas vozes, que poderão tornar a luta renhida.

Já ficaram muitas boas vozes pelo caminho, e continuam em competição algumas que não mereciam tanto.

 

Na próxima semana, começam os Tira-Teimas. Venham eles, vamos lá tirar as teimas sobre quem deve ou não seguir para as galas!

 

 

 

 

 

Imagens The Voice Portugal

  • Blogs Portugal

  • BP