Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Vem aí a 2ª edição de Terror na Maternidade

Foto de Rosana Antonio.

 

Rosana Antonio, autora do livro "Terror na Maternidade", do qual já aqui falei em algumas ocasiões, tem um desafio a fazer.

 

 

"Um desafio para as grandes Mulheres, aquelas com "M" MAIÚSCULO."

 

Com a primeira edição do livro esgotada, Rosana irá avançar brevemente com a 2ª edição do livro. Nele serão relatadas, para além das histórias que já foram publicadas, novos testemunhos.

Assim, quem tiver histórias recentes (de 2010 até hoje), sobre maus tratos, negligência médica e violência obstétrica, sofridos nas maternidades portuguesas, e estiver interessado(a) em se unir a esta causa, envie o seu testemunho para o e-mail da autora: info@rosanaantonio.com.

A Rosana esteve recentemente na SIC, onde falou sobre esta temática. Aqui fica:

 

 

 

 

Pela saúde mental dos pais, acabem com os TPC's!

Imagem relacionada

 

Pior que uma mãe se sentir frustrada por não conseguir ajudar um filho nos trabalhos escolares, é perceber o que é pedido, explicar ao filho de 50 maneiras diferentes e ouvi-lo repetir as conclusões e, na hora de ele escrever a resposta, ouvi-lo pronunciar um "não sei"/ "não percebi". 

 

Isto dá cabo do sistema nervoso de qualquer mãe/ pai.

Ainda mais, quando a resposta está toda no manual e, mesmo que assim não fosse, é algo básico que qualquer um sabe.

 

Deixo aqui um apelo aos digníssimos professores: pela saúde mental dos pais dos vossos alunos, acabem com os TPC's!

Se eles têm mesmo que consolidar as matérias dadas em aula, que quem de direito retire a enorme quantidade de disciplinas e aulas semanais que os alunos têm, e substituam alguns desses tempos por apoio aos TPC's.

 

Assim, quando chegam a casa já não têm que ter mais essa preocupação, e os pais não têm que perder metade do seu tempo livre a ajudar os filhos, em vez das suas próprias tarefas, e terminar o dia irritados, chateados, e com uma vontade enorme de andar à estalada, que não resolve nada de qualquer forma, e só dá cabo de um tempo que poderia ser de qualidade, passado em família.

 

E não venham cá com coisas de que "ah e tal, eles têm que se desenrascar sozinhos" , "têm que ter responsabilidades" ou "esse trabalho é deles, os pais não têm que se meter".

Sim, eles têm que ser responsáveis, tentar fazer as coisas sozinhos e sem ajuda. Mas, na prática, o dever de ajudar os nossos quando é preciso fala sempre mais alto, e leva a melhor. Só que, se na maior parte das vezes corre bem, outras nem por isso. 

  • Blogs Portugal

  • BP