Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Algumas pessoas não percebem...

Resultado de imagem para blá blá blá

 

...que quando perguntamos "Como está?", a uma pessoa que mal conhecemos, é apenas por uma questão de educação, e não com a intenção de abrir um portal para todo um desfiar de problemas e aflições, de pessoa a quem perguntámos!

 

É que se a resposta se fica pelo "estou bem", "vai-se andando" ou algo do género, sem entrar em pormenores, ainda se compreende.

Mas ver aí a oportunidade para falar com alguém dos males da vida, vai uma grande distância.

E se a pessoa for daquelas que fala, fala, fala, sem parar, é mais que certo que, do outro lado, estará alguém que só captará, basicamente, o início da conversa, e o final, sem ter prestado qualquer atenção a tudo o que foi dito pelo meio.

Portanto, não percam o vosso tempo, e não façam perder o tempo, a educação e a paciência, dos outros!

Não Desistas do Amor, de Teresa Caetano

 

“Tudo tem um momento certo para acontecer.”

 

Será verdade?

Será que as coisas acontecem apenas e só, quando têm que acontecer e, se não se proporcionam, é porque não tinha chegado ainda o momento?

Será que temos que passar por coisas más para, mais tarde, valorizar as boas?

Será que temos que conhecer a dor, para valorizar o bem-estar? Sofrer primeiro, para ser feliz depois?

 

 

Farão todas essas vivências e experiências, parte da descoberta do nosso caminho, do nosso crescimento pessoal e emocional, e da busca pela felicidade?

Ou não passarão de acontecimentos dolorosos que poderão, ou não, ser ultrapassados, e conduzir, ou não, a um final feliz?

 

 

Rita, Sofia e Laura são 3 irmãs com idades, personalidades e desejos distintos, unidas pela confiança mútua e pelo amor que sentem umas pelas outras.

Um amor que, por vezes, as coloca em situações e posições difíceis, nas quais não gostariam de estar, tentando proteger as restantes, escondendo verdades que poderiam destruir as suas vidas.

 

 

Rita é a irmã mais nova mas, de certa forma, a mais sensata, a mais ponderada, a mais adulta. É uma adolescente que vai crescendo até à idade adulta, sempre muito focada nos seus objectivos e ciente das suas decisões. Sofre um desgosto de amor, mas transforma-o em energia e garra para vencer nos outros campos da sua vida.

 

Laura é a irmã mais velha. Pouco ambiciosa, apenas deseja ser feliz, na aldeia onde cresceu, com o seu marido. É a portadora dos segredos de Rita e de Sofia. Quer muito ser mãe, mas a vida vai-lhe trocar as voltas. E uma nova Laura, até então escondida, surgirá, para mostrar a força que sempre viveu dentro dela. 

 

Sofia é a irmã do meio. A mais namoradeira, a que vive o hoje sem pensar muito no amanhã. É aquela que todos os rapazes desejam. Mas nem por isso terá a vida mais facilitada. E nem sempre o amor vem de onde queríamos ou esperávamos.

 

 

Se tivesse que descrever este romance em três palavras, escolheria "amar", "perdoar" e "aceitar", porque é de um pouco de tudo isto que a história é feita.

Amar incondicionalmente, de onde quer que venha, ou de que forma venha, esse amor.

Perdoar quem algum dia, consciente ou insconscientemente nos fez mal,para que possamos seguir a nossa vida mais leves, e livres de ressentimentos.

Aceitar aqueles que amamos da forma que são, sem rejeições, vergonha ou discriminação, mesmo que o resto do mundo esteja contra nós.

 

 

E, acima de tudo, nunca desistir do amor!

 

 

Sinopse

"Este livro conta a história de três irmãs, Rita, Sofia e Laura, cujas vidas seguem caminhos diferentes, embora se cruzem nos principais momentos.

São retratados, através das vidas das personagens, vários temas actuais como o amor, a amizade, o casamento, a traição, a desilusão, a violência doméstica, a infertilidade, a adoção, a síndrome de pânico, a homossexualidade e a perseguição de um sonho no mundo da música. 

Esta história prova que nada acontece por acaso e que os momentos menos bons vividos no passado se podem tornar essenciais para a felicidade no futuro. Apesar de todas as adversidades que nos possam surgir na vida, nunca devemos desistir.

Um romance intenso que nos leva numa montanha-russa de emoções."

 

 

 

Autor: Teresa Caetano

Data de publicação: Abril de 2018

Número de páginas: 282

ISBN: 978-989-52-2908-6

Colecção: Viagens na Ficção

Género: Ficção

Idioma: Pt

 

 

Resultado de imagem para chiado books

A Inominável de Junho já chegou!

Sem Título.jpg

 

(clicar na imagem) 

 

Neste Dia da Criança, também os adultos recebem presentes!

E haverá melhor presente que a revista Inominável?

 

A edição de Junho traz a habitual agenda, com diversos eventos para os próximos dois meses. 

Na rubrica "Cá por Casa", uma abordagem sobre as relações que nascem através das redes sociais.

Mas, para "Estar no Ponto", nada como a receita de um dos petiscos do Norte: a francesinha.

 

E porque com a chegada do tempo quente, chegam também os mosquitos, vejam as "Dicas de Farmacêutica" sobre como aprender a lidar com estes insectos.

As "Viagens" fazem-se no Comboio Histórico do Douro. E de "Diversidades" de faróis. 

Isto, desde que os mais pequenos não façam birras, porque isto de ser "3 x Mãe" não é fácil!

 

Não percam também a entrevista aos The Norton's Project, na rubrica Musicalizando.

 

Espreitem já a INOMINÁVEL

 

Sugestões para o fim de semana

(clicar na imagem)

 

 

Este fim de semana, "Há Festa No Parque" Desportivo de Mafra, para celebrar o Dia da Criança!
Mas as sugestões não se ficam por aqui: para o mais gulosos, há o Festival Doce'18; no que toca a humor, este fica a cargo de Fernando Alvim, e a música vem pela mão de Chico Buarque, Beth Ditto, Aurea e muitos outros artistas!

Um excelente fim de semana, dentro ou Fora de Casa :)

  • Blogs Portugal

  • BP

  • Pág. 7/7