Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

"À Conversa com": 3 anos de entrevistas!

 

Resultado de imagem para microfone grilo

 

 

Foi a 4 de Dezembro de 2015 que estreei a rubrica "À Conversa com...", destinada a dar a conhecer artistas/ bandas, autores e associações existentes em Portugal.

 

Aqui por este cantinho passaram todos estes convidados, ao longo dos três últimos anos.

 

 

 

 

k15771734.jpg Na música:

 

 

 

 

 

k15771734.jpg Na literatura:

 

 

 

 

 

k15771734.jpg Diversos:

 

 

 

 

 

k15771734.jpg No Teatro:

 

 

 

 

 

k15771734.jpg Associações:

 

 

 

 

Resultado de imagem para 3 anos

Neste 3º aniversário, não poderia deixar de agradecer a todos aqueles que, de alguma forma, contribuíram para tornar possíveis estas 134 conversas, desde os convidados, aos intermediários entre ambas as partes. 

Sem eles, nada disto seria possível.

Obrigada!

Ainda numa de descomplicações

Resultado de imagem para descomplicar

 

Quando andei à procura de explicações para a minha filha, no início do ano, e fizemos a inscrição no centro escolhido, foi-nos dito que, nos meses de dezembro, abril e junho, independentemente das férias escolares, o valor da mensalidade seria o mesmo.

Porque o centro estava aberto, e disponível para receber os explicandos e, não querendo os mesmos ir, ou estando de férias que impedissem a comparência, seria problema dos pais.

Que era assim que funcionavam, que nunca ninguém se tinha mostrado insatisfeito, e que os pais até agradeciam.

Mas, perante a minha insatisfação com essa situação, foi-me sugerido, em tom de "chantagem", que poderia funcionar de outra maneira. Só cobravam o valor das explicações dadas mas, se o explicador passasse mais tempo do que a hora combinada, ou se precisasse de mais uma aula num determinado mês, seria tudo cobrado à parte.

 

 

Na altura, deixei como estava, sem querer arranjar discussões ou virar-me para outro lado.

Tanto a minha filha como eu, apesar de lhe terem atribuído o explicador das sobras, estamos satisfeitas com o trabalho e a disponibilidade dele.

E até estou satisfeita com o centro porque, afinal, acaba por ser mesmo uma mensalidade de valor igual, e não "x" por hora, a multiplicar pelas horas do mês inteiro (nos casos em que há 5 aulas/ mês, pago na mesma o valor de 4).

 

 

Qual não é o meu espanto quando, há dias, recebi um email do centro para todos os pais, a explicar que, como vêm aí as férias de natal, gostariam que confirmássemos quantas vezes iriam os explicandos frequentar o centro durante o mês de dezembro, para poderem faturar as horas corretas.

Das duas, uma: ou nesta altura os pais colocam os filhos no centro mais vezes que o normal, e é para cobrarem o valor a mais, ou frequentam menos que o habitual, num mês normal de aulas, e a ideia é reduzir a factura.

E, e assim for, não percebo o porquê de toda aquela troca de palavras no momento da inscrição!

  • Blogs Portugal

  • BP