Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Mentiras Perigosas, na Netflix

Mentiras Perigosas | Final Explicado do filme da Netflix (Quem ...

 

Vimo-lo na quinta-feira, data de estreia do filme na Netflix.

 

Um casal, em início de vida conjunta e a enfrentar algumas dificuldades financeiras, acaba por ir trabalhar para a mesma pessoa, um senhor idoso e solitário, sem qualquer família. 

Katie é a primeira a ir cuidar de Leonard, um emprego conseguido através de uma agência, e tudo corre bem, tendo ambos construído, em pouco tempo, uma relação de amizade.

É Katie quem sugere a Leonard contratar o seu marido, Adam, como jardineiro. E é a partir desse momento que começa a boa sorte para o casal. E os problemas, também.

 

Leonard morre de forma inesperada, e é Katie quem herda a casa deste, assim como tudo o que se encontra lá dentro.

É a segunda vez que uma pessoa morre, envolvida, de alguma forma, com Katie e Adam. E muitas mais vão ter o mesmo destino, com o casal como único presente no local.

 

Ainda assim, pelo trailer, e pela forma como o filme se vai desenrolando, tudo é feito para nos levar a crer que Katie é uma mulher branca, trabalhadora, lutadora e honesta (q.b.), enquanto o marido é um homem negro, ambicioso, deslumbrado, que pode não olhar a meios para atingir os fins, se isso significar não voltar a ser pobre.

E é por isso que, à medida que a trama avança, desconfiamos cada vez mais dele.

Terão sido aquelas mortes, acidentais, ou planeadas? Quem é, afinal, Adam?

Terá ele intenção de fugir, e deixar a mulher arcar com as culpas de tudo?

 

Mas, depois, aparecem outras personagens suspeitas, como o agente imobiliário, que desde o início mostra demasiado interesse na casa. Ou a advogada que apresenta um testamento que ninguém conhecia, e se mostra muito prestativa a ajudar o casal e, mais tarde, a colocar Katie contra o marido.

 

Quem desconfia de tanta coincidência, e sorte que calhou a Katie e Adam é a investigadora do caso, que acha que está tudo muito mal explicado, e está disposta a descobrir a verdade.

Verdade que vai ser revelada no final do filme.

 

Tanto eu como a minha filha tínhamos demasiadas expectativas para este filme, mas chegámos ao fim e ficou muito aquém do que esperávamos.

Tudo muito forçado, muitas coisas sem sentido, e um desenvolvimento que desiludiu.