Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

"Operação Feliz Natal", na Netflix

Operação Feliz Natal (2020) - Netflix | Flixable

 

Baseado em factos reais, fica a lição:

Havendo vontade, dedicação, empenho, tudo o resto se torna mais fácil.

Se cada um der um pouco de si, do seu tempo, do seu contributo, no final, consegue-se muito.

Mais vale pouco ou insuficiente, que nada.

Tudo se aproveita, tudo se reutiliza, tudo se pode transformar e tornar útil, embora para muitos já não sirva.

Temos que ser uns para os outros, ajudar uns aos outros, tornar a vida dos outros um pouco melhor, se o pudermos.

Quase tudo gira à volta do dinheiro, mas ainda muito se pode conseguir através de meras trocas, de algo que não precisamos, por algo que outros possam ter, e que queremos.

E a isso se chama viver numa verdadeira comunidade!

 

Neste filme, é fácil perceber como funcionam os políticos e homens com poder e dinheiro.

Tudo se resume a votos, manutenção dos cargos que alcançaram, e a negócios lucrativos.

A promessas e intenções louváveis que abandonam, mal obtêm aquilo que querem, e que passam a não ter qualquer importância ou espaço na agenda.

 

Por fim, relembra-nos um pouco o espírito que deveria haver no Natal (e em qualquer momento do ano), e que o Natal pode ser como, onde, quando, e com quem quisermos.

Para quem já está cansada do Natal que é suposto acontecer todos os anos, este Natal surge como uma lufada de ar fresco, como uma alternativa muito mais animadora e desejável.

 

 

Com o objectivo de encerrar aquela base militar em pleno pacífico, Erica é enviada para encontrar todos os problemas e defeitos que a mesma apresentar, mostrando que é um custo desnecessário a sua manutenção, pela pouca, e inútil, utilidade que tem. 

Andrew, por seu lado, vai tentar fazer Erica mudar de ideias, dando-lhe a conhecer a realidade que, só quem ali vive, conhece, e a missão desenvolvida pelos militares, a custo zero para os EUA, mas ainda com vantagens para estes, ao mesmo tempo que, em comunidade e com o apoio de todos, se dedicam a ajudar os povos das várias ilhas que ficam longe de tudo, de difícil acesso, que poucos recursos têm e, ainda assim, os veem, frequentemente, ainda mais reduzidos pelas tempestades que ali se fazem sentir.

E como filme romântico que é, obviamente que os dois vão viver a sua história de amor que, como sempre, começa como cão e gato.

 

No filme, Erica estava um pouco desligada no Natal, mas este "Natal" diferente fez a diferença para ela, e devolveu-lhe o espírito há muito perdido.

Acho que também precisava de um Natal assim, para ver se recuperava o meu!