Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O Regresso, de Nicholas Sparks

Bertrand.pt - O Regresso

 

Regresso...

Aquele momento em que descobrimos que tudo está exactamente como deixámos...

Ou aquele em que percebemos que tudo mudou, e já nada é como o recordávamos.

Seja qual for a situação, o impacto está presente em qualquer regresso, porque nos recorda o nosso passado, num presente que agora vivemos e que, quem sabe, poderá mudar o futuro.

Memórias doces, que nos voltam à mente com saudade e nostalgia... ou mais amargas, que preferíamos que tivessem ficado enterradas.

Em qualquer dos casos, o regresso representa sempre um desafio a superar.

 

Trevor regressa a New Bern, após a morte do seu avô, com o objectivo de por ali ficar o tempo necessário para ver o que é preciso ser feito na casa que este lhe deixou, e até se mudar para Baltimore, onde se inscreveu num internato de psiquitria.

Pelo caminho, conhece a estranha Callie, uma adolescente de poucas falas, e ainda menos dada a confianças com estranhos que, curiosamente, tinha uma ligação ao seu falecido avô.

E Natalie, uma delegada do xerife de New Bern por quem se interessa, e cujo interesse parece ser recíproco mas, ao mesmo tempo, Natalie mostra não querer ser vista com ele, e fugir sempre que pode, dando a entender que esconde algo, que não quer que Trevor saiba.

 

Confesso que a parte que mais me surpreendeu nesta história foi aquela que nos dá a conhecer melhor o mundo das abelhas, a sua importância para a vida humana, a forma como as colmeias se organizam, como se produz o mel e os diferentes sabores que este pode adquirir, consoante a localização das colmeias. Ou como uma picada de abelha pode ser benéfica para a saúde. Que tipo de abelhas há, e qual a função de cada uma na sua sociedade.

 

Cuidar das abelhas era um dos passatempos preferidos do avô de Trevor, cuja morte parece ter deixado por resolver um enigma, aparentemente, impossível de resolver, uma vez que as suas últimas palavras não fazem qualquer sentido, e ele não está cá mais para ajudar a desvendar.

No entanto, Trevor não é homem de desistir facilmente das coisas. E, se não pode concentrar as suas energias no campo do romance, será nesse mistério que as empregará, tendo a oportunidade de, com o seu regresso, terminar aquilo que o avô tinha começado, e deixado subitamente por terminar, com a sua partida.

 

Outro dos pontos fortes da história é o dilema em que se encontra Natalie.

Não é uma situação fácil, e nenhuma decisão será a melhor, a mais correcta, a mais justa, a que a fará mais feliz. 

Resta esperar...

Saber esperar...

E acreditar que, um dia, tudo se resolverá naturalmente, por si só, e ela será, enfim, livre.

Quem sabe, num outro regresso...