Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Bridgerton: temporada 3 - parte 1

Imagem 

 

Estreou a 16 de Maio a primeira parte, da terceira temporada da série Bridgerton, na Netflix.

Por mim, não havia necessidade de dividir a temporada em duas partes, já que são poucos episódios, mas a ideia será ficar na expectativa, e manter o interesse por mais tempo.

 

Este temporada centra-se na história de amor entre Colin Bridgerton, acabado de regressar de uma das suas viagens, e Penelope Featherington, a mais nova da família, que durante 3 temporadas em Londres não conseguiu arranjar marido. Não que ela quisesse muito, afinal, ela sempre foi apaixonada por Colin, que sempre a viu apenas como uma amiga.

 

Só que, após ouvir Colin dizer aos amigos que nunca cortejaria Penelope, ela ficou desiludida e, agora, está decidida a seguir em frente e arranjar um marido, até para fugir do desdém da mãe, e da indiferença das irmãs, e ter liberdade para continuar a levar a cabo o seu passatempo.

 

Numa temporada em que Violet apresenta a sua filha, Francesca, à sociedade, para a sua primeira temporada londrina, Penelope acabará por ser a personagem central.

O que se retira, para já, desta primeira parte, é que não vale a pena fingir algo que não somos, só para agradar aos outros. Porque nem sempre os outros procuram alguém semelhante, mas antes alguém genuíno, com carisma, com ideias e vontades próprias. Ainda que, dada a época, na maior parte das vezes, no caso das mulheres, isso fosse mal visto.

 

Já a nível físico, apesar de uma mudança de penteado e forma de vestir, Penelope manteve-se igual. Uma forma de mostrar que as mulheres não têm que, obrigatoriamente, ser magras, para ser felizes. Ou ficar mais bonitas.

Penelope é uma das jovens mais bonitas que podemos ver na série, por dentro, e por fora.

 

A segunda parte chega a 13 de Junho.

 

 

1 Foto, 1 Texto #44

20240520_135453.jpg

 

Muitas vezes, aquilo que apontamos aos outros, nada mais é do que aquilo que nós próprios somos.

Aquilo que vemos nos outros, nada mais é que o nosso próprio reflexo.

Mas, ignorantes, ou cegos, pensamos que não. Até porque não identificamos essas características em nós.

E porque, afinal, acreditamos que conseguimos, realmente, ver e conhecer os outros, e o seu interior. 

 

Só que nem sempre os outros se mostram, ou dão a conhecer.

Aliás, quanto maior for, deste lado, o "brilho", mais encandeados ficamos com ele, e menos ele nos permite ver do outro lado.

Se, de ambos os lados, esse brilho exagerado se manifestar, acabam por se ofuscar um ao outro, e nada conseguirão ver, de nenhum deles.

O segredo está, então, em moderar ou até atenuar o nosso brilho, para que o outro lado seja mais visível, mais claro, e mais real.

 

 

20240520_135510.jpg

 

Texto escrito para o Desafio 1 Foto, 1 Texto