Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Presente envenenado

 

 

Ultimamente, a Índia tem sido notícia em todo o mundo, e sempre por péssimos motivos.

Desta feita estão em causa as refeições escolares envenenadas, distribuidas no âmbito de um programa que tinha por objectivo combater a fome e a má nutrição infantil.

No espaço de uma semana, ocorreram dois casos de intoxicações alimentares das quais resultou a morte de várias crianças, e a hospitalização de todas as outras.

Na primeira situação ocorrida, as crianças, com idades entre os 4 e os 12 anos, terão dito que a comida tinha um gosto e um cheiro estranhos, mas a diretora tê-las-á obrigado a comer, e não as terá socorrido quando se começaram a sentir mal. Os alimentos estariam contaminados com pesticidas.

Ao que tudo indica, já teriam havido queixas anteriores relativamente à segurança alimentar, já que grande parte dos alimentos comprados para estas refeições não são inspeccionados antes de serem servidos.

O programa conseguiu assim parte do seu intuito: pelo menos 23 crianças não mais sofrerão de fome, porque faleceram. É pena que o tenha feito da pior forma. Já quanto ao segundo objectivo foi, obviamente, chumbado! Porque se a ideia era combater a má nutrição, fez precisamente o contrário. Ao não inspeccionar e controlar de forma adequada os alimentos que gratuitamente oferecem às crianças, estão a contribuir para a sua má nutrição.

Por tudo isto, este programa bem intencionado soa mais a um presente, literalmente, envenenado! 

 

Estamos sempre a aprender

No outro dia, ao ver uma reportagem sobre o desperdício alimentar, fiquei a saber que existem dois tipos de prazos de validade. São eles o:


 

“Consumir até... uma certa data” - significa que os produtos se estragam rapidamente como, por exemplo, a carne embalada, ovos e lacticínios. Após essa data, os alimentos não devem ser consumidos porque existe o perigo de intoxicação alimentar.


“Consumir de preferência antes de… certa data” - trata-se de produtos que podem ser armazenados mais tempo como, por exemplo, cereais, arroz, conservas, especiarias. Após essa data, apesar de não se tornarem perigosos, os alimentos podem perder características como o sabor ou a textura.


O prazo de validade é definido para os alimentos antes de abertas as embalagens. Em alguns produtos pode haver, no rótulo, informação sobre o tempo que se pode manter a embalagem aberta, e se se deve, ou não, guardar esses alimentos no frigorífico. E convém lembrar que, por vezes, a validade está num lado e a menção noutro.


Só fiquei com uma pequena dúvida: todos os produtos têm, obrigatoriamente, uma dessas duas menções?