Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Fingertips em Portugal

Fingertips.jpg

 

Depois de viajar pelos quatro cantos do mundo e conquistarem novos públicos no Canadá, Reino Unido, Singapura, Austrália, França, Holanda, Japão, Brasil, China e Estados Unidos, os Fingertips preparam-se para voltar a casa com a bagagem cheia de novas culturas e de novas aventuras!
 
Com a produção de Mark Needham (que já produziu bandas como The Killers, Imagine Dragons, entre outros), os Fingertips vão apresentar ao vivo em Portugal “Out of Control” e “Kiss Me”, dois temas cheios de personalidade e boas energias, bem como outras canções que a banda compôs e gravou nesta verdadeira “volta ao mundo” nos últimos 2 anos.
 
Ainda faltam alguns meses, mas aqui ficam as datas dos concertos de apresentação dos Fingertips em Portugal, para anotarem já na agenda, e garantirem a vossa presença:
 
5 de Novembro, 21h30. Lisboa – Estúdio Time Out
Bilhetes: http://smarturl.it/Fingertips-Lisboa
 
20 de Novembro, 21h00. Porto – Casa da Música
Bilhetes: http://smarturl.it/Fingertips-Porto
 
Os bilhetes estão também disponíveis na FNAC, Worten, El Corte Inglês e outros locais habituais.

Terror na Maternidade, de Rosana Antonio

 

O novo livro de Rosana Antonio, "Terror na Maternidade", será apresentado no próximo dia 3 de junho, sexta-feira, às 19.30h, na Asociação Meleca, situada no Largo de Santa Marta, Parque de Santa Marta, loja 03, na Ericeira.

 

"Terror na Maternidade relata experiências por quais nenhuma mãe deveria passar.

Uma série de histórias verídicas, que a autora recolheu e selecionou através de testemunhos de mulheres que sofreram maus-tratos na hora do parto.
Várias denúncias, casos mal-resolvidos, tragédias e revoltas, numa obra literária densa, que convida-nos a vestir a pele dessas mulheres que, por estas páginas, lamentam terem tido um momento tão sublime de suas vidas destruído pela falta de competência e humanidade de alguns profissionais(?) de saúde de hospitais e maternidades portuguesas."

 

Alguém por aí já passou por uma experiência deste género?

 

Deixo-vos aqui olink de uma entrevista que a autora deu, onde fala sobre esta obra e a temática que lhe deu vida:

https://www.youtube.com/watch?v=bJx_Xif_gPo&feature=youtu.be

Apresentação do livro Cool Dog

9789897413827_cool_dog_dicas_e_conselhos (1).jpg

 

COOL DOG é um guia completo para quem tem ou quer ter um cão, dividido em 10 capítulos, que vai permitir aos donos acompanhar de modo informado as diversas fases da vida do seu cão e ajudar a disfrutar do maravilhoso privilégio que é ter um cão como amigo e companheiro. 

Desde a medicina preventiva ao guia de primeiros socorros, enumerando muitos dos perigos que podem colocar a vida do seu cão em risco, CoolDog é uma ajuda preciosa para todos aqueles que têm ou pensam ter um cão.

 

Nele poderão encontrar informação e dicas sobre:

Alimentação
Higiene
Exercício físico
Obesidade
Reprodução

Geriatria

Viagens

Neonatologia

Medicina preventiva

Guia de Primeiros Socorros

 

Tudo para que os cães cresçam de forma saudável, felizes e em plena harmonia. Cool Dog pretende, igualmente, demonstrar que a entrada de um cão para a família é um momento empolgante mas também bastante importante. A relação que mantemos com os nossos companheiros ao longo da sua vida é essencial, indo para além de festas e carinhos. Este livro vai ajudar, de uma forma genuína e preocupada, a compreender melhor todas as etapas da vida do cão e os cuidados a ter em cada uma delas, assim como algumas curiosidades e perigos que o podem afetar ou ainda questões do dia-a-dia.

“Cool Dog” tem ainda um papel de responsabilidade social, uma vez que, por cada exemplar vendido, 1€ reverte para a Associação Beira Aguieira de Apoio ao Deficiente Visual, uma Instituição Particular de Solidariedade Social, que tem por objetivo promover por todos os meios ao seu alcance, em cooperação com entidades públicas e privadas, o apoio e a integração social, cultural e profissional do deficiente visual e que tem como principal resposta social a Educação de Cães-guia para Cegos.

 

colldog_convite_lisboa.jpg

 

As autoras são Sónia Miranda e Inês Fonseca, ambas veterinárias. O prefácio, esse ficou a cargo do conhecido ator Ruy de carvalho e de Paula Carvalho.

A apresentação do livro é já esta 5ª feira, dia 26 de novembro, às 18h30 na livraria Leya na Buchholz, em Lisboa.

Não percam! 

 

Sobre o Achas que Sabes Dançar...

transferir (1).jpg

...que também poderia ser, tendo em conta a selecção dos candidatos até aqui e a primeira gala, o Achas que Sabes Apresentar, o Achas que Sabes Avaliar ou o Achas que Sabes Escolher!

 

Gosto do programa. É bom termos programas destes que tentam descobrir os talentos escondidos e mal aproveitados de muitos portugueses embora, na prática, se contem pelos dedos os que sairam destes mesmos programas com várias portas abertas para a construção e consolidação de uma carreira.

 

transferir (3).jpg

Parece-me que, em alguns momentos, os jurados foram um pouco injustos, pouco tolerantes com uns, e demasiado benevolentes com outros.

Não simpatizo muito com o Joaquín Cortez - pode ser um excelente bailarino e coreógrafo e, como tal, ter competências para avaliar, mas não estou a gostar muito de o ver.

A Rita Blanco não é especialista na matéria, mas até se safa nos comentários, e tem algum humor.

transferir (2).jpg

Mas é com este senhor que eu me farto de rir todas as semanas! O Marco da Silva, além de bailarino e coreógrafo, é genuíno. Acho piada aos "ei", aos "uh", aos "wow", aos saltos e gestos que ele faz durante as actuações dos concorrentes, ao sotaque, à simplicidade, ao gosto que demonstra por aquilo que faz.

transferir (4).jpgClick to enlarge image IMGS1413.jpg

 

A apresentadora, Diana Chaves, não sei se por ser a primeira gala em directo, não esteve mal, mas também não esteve bem. Esperemos que, com o tempo, melhore.

Quanto à polémica votação e eliminação da primeira gala, é verdade que, da forma como é feita a votação, os últimos a dançar são claramente prejudicados. Isto se as pessoas em casa, de facto, votarem pela actuação no programa. Porque apesar de as linhas abrirem ao ao mesmo tempo, sem mostrarem pelo menos, um excerto do ensaio geral, a única coisa em que podemos votar é na amizade, na família, na cara bonita ou no corpo trabalhado, ou seja, em nada do que é suposto avaliar. Minutos após o último par dançar, as votações encerram. Mas também é verdade que, por exemplo, a Joana e o Tiago foram dos primeiros a actuar e, ainda assim, dos menos votados. 

Houve concorrentes que dançaram menos bem e foram salvos, outros que tiveram uma melhor exibição e foram nomeados, as coreografias, por vezes, não dão espaço para mostrar muito, e outras vezes, mostra-se tudo e, ainda assim, o público não fica satisfeito.  

Apurados os seis menos votados, coube aos jurados decidirem quem salvavam e quem mandavam para casa, após uma última "dança pela vida". E é aqui que a incoerência, ou não, se faz sentir. Quanto à Cristina, não houve grandes dúvidas. Sempre a consideraram a mais fraca do grupo. Quanto ao Tiago, que tanto elogiaram ao longo da gala, que frisaram uma vez e outra que fazia falta no programa, e cuja nomeação gerou tanta indignação aos mesmos, perguntamo-nos porque razão, nesse caso, o mandaram embora?

As explicações coerentes que vejo são só duas: ou a produção deixou que repetentes participassem mas, em caso de nomeação, seriam os primeiros a sair (e aí os jurados não puderam fazer nada), ou os jurados consideraram que apesar de excelente bailarino, não mostrou aquilo que valia (ou não tem mais para mostrar) e, uma vez repetente, há que dar lugar a outros.

As explicações incoerentes poderão ter sido fazer a vontade ao público, como castigo "nomearam, agora aguentem com as consequências", ou acharem que, como profissional, não faz sentido estar ali a tirar a vez a outros. Mas, para isso, nem sequer o tinham levado tão longe. E profissionais, estão lá mais. Não é desculpa. 

Seja como for, o sonho da dança não termina com a eliminação do concurso. Prova disso é o Tiago, a Rita Spider, e outros concorrentes da primeira edição, que continuaram a fazer da dança a sua vida.

Covém não esquecer que isto é um concurso. Os concursos deste género, raramente são justos. E, como disse alguém, e muito bem, eles são 20, só um pode ganhar e os restantes 19 terão que sair! 

Click to enlarge image IMGS1378.jpg

 

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP