Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O dia em que quase fiquei fechada na rua!

Resultado de imagem para fechadura desenho

 

...e a minha filha trancada em casa!

 

Final do dia, saio do trabalho a pensar que não está a chover e, por isso, deixo o guarda-chuva por lá. Afinal, está uma chuva miudinha mas, convenço-me, não há-de ser nada.

Pelo caminho, a chuva aumenta de intensidade e começo a ficar toda molhada. Vou falando ao telemóvel com o meu irmão, até chegar à porta de casa. Ainda ao telemóvel, tiro a chave de casa da mala, e tento abrir a porta só com a mão disponível. Não consigo. Tento segurar o telemóvel no ombro, e dar um jeito com a outra mão. Não abre. A chave fica encalhada na porta, e já não roda, nem para a frente, nem para trás.

 

Bato à porta, porque a minha filha está em casa. Ela, bem ensinada a não abrir a porta a ninguém, liga para o meu telemóvel, a confirmar se sou eu. Peço ao meu irmão para esperar, enquanto atendo a chamada, e diz-me que tem a gata ao colo e não pode ir. Digo-lhe que tem que tirar a gata e ir lá, porque não consigo entrar. 

Enquanto espero, cerca de 2/3 minutos, até ela aparecer, continuo a conversa com o meu irmão. Entretanto, ela chega à porta, mas a chave do lado de dentro também não roda. Vou-lhe fazendo gestos do que deve fazer, mas nada. Não só não conseguimos abrir a porta, como ainda ficou trancada!

Acabo por pedir desculpa ao meu irmão, porque tenho mesmo que resolver o problema e desligar a chamada. Digo à minha filha para me ir abrir a outra porta, que dá para o corredor. O problema, é que essa porta nunca é usada, e a chave e fechadura estão perras, e ela não consegue abrir!

 

Numa última tentativa, digo à minha filha para voltar à porta inicial, e tirar a chave da porta, para ver se assim a minha, do lado de fora, já funciona. E pronto, finalmente a chave rodou, e destrancou a porta, podendo finalmente entrar em casa, totalmente molhada!

 

 

 

 

 

 

E não é que já chove!

Resultado de imagem para chuva e vento

 

E bem, aqui por Mafra!

A acompanhar a chuva, como não poderia deixar de ser, o seu amigo inseparável - o vento. 

Depois de uns agradáveis dias de primavera em pleno outono, temos agora uma tarde de verdadeiro temporal, em que nem vale a pena abrir o guarda-chuva, porque de nada adiantará nem protegerá.

 

Assim sendo, e por uma questão de poupança, o melhor é aproveitar já esta chuva abençoada para tomar banho.

E já agora, coloquem todos os baldes e recipientes que tiverem na rua, porque essa água que eles acumularem pode vir a dar imenso jeito!

 

 

Hoje "neva" em Mafra!

Resultado de imagem para pétalas no chão

 

Depois de alguma chuva que caiu logo pela manhã, eis que os habitantes de Mafra são brindados com uma espécie de neve.

Não uma neve branca e fria, mas em tons de rosa e com cheirinho a flores!

O vento que se faz sentir abana, de tal forma, as árvores, que está a arrancar todas as pétalas das flores acabadas de florescer, fazendo-as voar pelo ar e cair no chão, formando um manto.

Parece mesmo que está a nevar, só que em vez de água, são flores!

A saga do guarda-chuva: é sempre assim!

Resultado de imagem para guarda chuva tumblr

 

Saio em serviço, e deixo o guarda-chuva no escritório.

 

"Ah e tal, não deve chover, mas se acontecer, compro ali um chapéu de chuva na loja".


Quando saio de um lado para o outro, chove a potes!

 

"Ah e tal, é só atravessar a estrada, não me molho muito".

 

E lá chego eu, ao destino seguinte, apenas com umas pingas. A seguir já compro o guarda-chuva, penso eu. Quando sair dali.

Espero a minha vez, sou atendida e, quando saio:

 

"Ah e tal, está a chover pouco. Dá para chegar ao escritório sem grandes estragos."

ou

"Olha, está a fazer sol, já não preciso de comprar nada!"

 

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP