Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Os altos e baixos da minha lista de livros a comprar!

 
 
A minha lista de livros para comprar faz-me lembrar uma pessoa num processo de emagrecimento, ou numa daquelas dietas iô-iô!
Emagrece, engorda, volta a emagrecer, volta a engordar... Que é como quem diz, num dia encho-me de coragem, e de algum dinheiro também, e compro alguns livros da lista.
Fico tão contente porque a lista ficou reduzida e, assim, será mais fácil comprar os restantes. Mas, logo em seguida, surgem novos livros que me interessam, a lista volta a aumentar, e parece que o esforço não valeu de nada.
Volto à estaca zero, com a mesma quantidade de livros que tinha antes, e com o objectivo de voltar a reduzi-la, cada vez mais difícil de alcançar.
No entanto, embora os resultados, tal como numa dieta, não se vejam imediatamente, é importante realçar que, por pouco que se consiga, é melhor que nada.
E eu consegui, após retirar 5 e acrescentar 3, reduzir em 2 quilinhos, ou melhor, em dois livros, a minha lista! Neste momento, são estes que permanecem em fila de espera:
 
 
Sonhos proíbidos, de Lesley Pearse
 
  
Segue o coração, Não olhes para trás, de Lesley Pearse
 
 
A Promessa, de Lesley Pearse
 
  
 
Já Devias Saber...Agora é Tarde Demais, de Jean Hanff Korelitz
 
an Hanff Korelitz> Envio em 24 hora
A Cada Dia, de David Levithan
 
  
Assuntos do Coração, de Danielle Steel
 
  
Volta para Mim, de Mila Gray
 
  
Nunca Voltes Atrás, de Lee Child
 
 
Aquele Beijo Série Bridgerton - Volume VII, de Julia Quinn
 

Muito pedem os professores

Resultado de imagem para professor

 

É impressionante como este ano não paro de falar dos professores. Coitados, ainda vão pensar que tenho alguma coisa contra eles!

Mas, por vezes, não compreendo estas ideias que lhes surgem, ou que lhes são impostas por superiores, mas que acabam sempre por sobrar para os pais, mais precisamente, para a carteira dos pais.

A professora de Educação Tecnológica elaborou uma lista de material que os alunos deveriam levar para a aula, para um trabalho.

Inicialmente, era para ser feito em duplas e, por isso, a minha filha e o colega dividiram entre eles o que cada um levava.

Chegados à aula, a professora mudou de ideias e passou a ser um trabalho individual, ou seja, cada um tinha que levar o material todo.

O que me faz alguma confusão é que, das duas uma: ou os professores pensam que os pais são tipo uma loja ou armazém onde existe de tudo um pouco, ou pensam que todos os pais têm disponibilidade financeira para as "brincadeiras" que se lembram de fazer.

Não vejo nenhum professor dizer "estejam descansados que eu arranjo o material necessário para todos" ou então "quem não conseguir ou não puder, que diga". O que a professora disse foi, simplesmente, onde podíamos ir comprar o material!

Ah e tal, cabides de arame - vão ao AKI ou então a uma lavandaria! A pilha, a lâmpada, o casquilho, o fio eléctrico e a fita adesiva, vai a tal loja!

E, depois, ainda é preciso clipes, um tudo de caneta e uma caixa de sapatos.

Esta brincadeira saiu cara, e ainda estou para ver se a culpa foi, em parte, da minha filha, que nem sequer trouxe o caderno para casa com a lista do material e não me soube informar o que, exactamente, era preciso, ou se foi inteiramente da professora, que não terá especificado o que eles deveriam levar. 

É que quando fui à dita loja comprar o material eléctrico, a funcionária perguntou-me que tipo de lâmpada e que tipo de pilha tinha pedido a professora. Não lhe soube responder. Assim, vendeu-me um kit que diz que anda a vender para alunos de um outro colégio, colégio esse que forneceu uma lista especificada.

A minha filha só me disse que era preciso uma lâmpada média, um casquilho, e uma pilha rectangular. Já lhe tinha comprado tudo isso, mas depois tive que gastar mais dinheiro porque o que ela vai precisar, afinal, não é nada daquilo que eu tinha comprado antes!

E o pior é que não é apenas numa ou outra disciplina. Ao longo do ano, e para que os nossos filhos não tenham faltas de material ou fiquem prejudicados, é só comprar isto e aquilo. Porque é preciso. Porque o professor pediu!

E quem não tem nem material nem dinheiro, como é que faz? Seria bom pensarem nisso antes de pedirem mais alguma coisa!

 

 

A minha Wish List literária!

Resultado de imagem para wish list

Ainda só estamos no início de Março, e a lista já vai longa!

 

 
Sonhos Proíbidos, de Lesley Pearse
 
 
 
Tudo o que Ficou para Trás, de Nora Roberts
 
 
Segue o Coração - Não olhes para trás, de Lesley Pearse
 
 
A Promessa, de Lesley Pearse
 
 
 
Já Devias Saber...Agora é Tarde Demais, de Jean Hanff Korelitz
 
 
 
Do Lado de Canaã, de Sebastian Barry
 
 
 
 
A Cada Dia, de David Levithan
 
 
 
Vou Amar-te Para Sempre, de Monica Murphy
 
 
 
O Último Minuto, de Sandra Brown
 
 
 
A Equação do Casamento, O que pode (ou não) ser mudado na sua relação, de Luiz Hanns
 
 
 
 
Assuntos do Coração, de Danielle Steel
 
 
 
 
A Bela e o Vilão, Série Bridgerton - Volume VI, de Julia Quinn
 
 
 
Sem Medo do Destino, de Nora Roberts
 
Pensava eu que, com um bocadinho de sorte, este ano não iriam sair muitos livros que me cativassem e seria fácil não gastar dinheiro em livros.
Mas como sou menina cumpridora das minhas resoluções, e quero poupar, só comprei, até agora, O Bicho da Seda. E desta lista, vou ter que fazer uma selecção mais reduzida.
Até porque, pelo andar da carruagem, parece-me que a lista irá aumentar consideravelmente ao longo do ano!

Uma das mais bonitas bibliotecas do mundo está em Mafra!

 

Segundo a avaliação do jornal britânico "The Telegraph", e de acordo com a sua lista de bibliotecas mais bonitas do mundo, a Biblioteca Nacional do Palácio de Mafra ocupa o quarto lugar, entre as 16 bibliotecas mais espectaculares do mundo!

O magnífico pavimento é revestido de mármore rosa, cinzento e branco. As estantes de madeira estilo rococó, situadas em duas filas laterais, separadas por um varandim contêm milhares de volumes, testemunhando a extensão do conhecimento ocidental dos séculos XIV ao XIX. 

Com um acervo de mais 36.000 volumes, com encadernações em couro gravadas a ouro, os seus livros abrangem os mais diversos temas como a teologia, direito, história, geografia e viagens, arte ou medicina.

O acesso a este acervo é livre e gratuito para investigadores, historiadores, estudantes ou leitores ocasionais nacionais e estrangeiros e maiores de 18 anos.

A biblioteca de Mafra é também conhecida por acolher morcegos, que ajudam a perservar as obras. Os morcegos saem de noite de caixas que estão por baixo das estantes e, numa noite, cada morcego alimenta-se de cerca de 500 insetos, o equivalente à metade do seu peso!

  • Blogs Portugal

  • BP