Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

A moda do "amigo secreto" chegou à escola

Resultado de imagem para amigo secreto

 

Volta e meia, a minha filha chega a casa com novidades da escola.

Desta vez, inventaram mais uma! Ou, melhor, adaptaram mais uma.

A moda do "amigo secreto" chega, assim, à escola!

 

 

E como é que tudo funciona? A professora distribuiu papelinhos a cada um dos alunos da turma, com o nome da pessoa a quem terão que enviar presentes, através da professora também, ao longo do ano. Presentes esses que poderão ser feitos pelos próprios, ou comprados.

 

Já havia poucas coisas para os pais gastarem dinheiro, inventaram mais esta. Sim, porque não estou a ver os alunos a porem mãos à obra, e fazerem eles mesmos os presentes.

 

 

Ainda tenho que perceber melhor como é que isto se vai processar, se será mensal ou com outra periodicidade, já que será para levar a cabo até ao final do ano.

 

Ah, e para completar, veio também a informação sobre as típicas fotos escolares! Mais dinheiro a gastar :) 

 

 

Resultado de imagem para amigo secreto

Porque nunca hei de participar num trail

 

Ultimamente tem vindo a ganhar bastantes adeptos, e parece que se tornou mesmo uma moda, paralelamente à corrida de estrada.

O meu marido, que costuma participar em algumas corridas, há muito desejava experimentar correr um trail.

E sobre isso, tenho uma opinião muito própria, que pode ser completamente absurda tendo em conta que se trata de uma competição, mas que para mim faz todo o sentido:

- o trail deveria ser algo para se participar em grupo (duplas ou equipas maiores), em que uns se ajudam aos outros e mantêm-se unidos, a ultrapassar os obstáculos e a derrubar barreiras, até à meta;

- o principal objectivo deveria ser a experiência, um momento diferente passado com amigos, um desafio a superar mas sem a preocupação ou pressão da vitória, ou de uma boa classificação;

- apesar de se escolher, propositadamente, terrenos acidentados, de difícil acesso e que exigem uma excelente forma física, e as condições serem totalmente diferentes de uma estrada de betão, ainda assim deveria haver mais segurança e mais meios à disposição dos participantes;

- quem quiser experimentar um trail, deve treinar antes para isso, e não se aventurar sem qualquer preparação;

- pode ser péssimo para quem, como eu, não tem o mínimo sentido de orientação, ainda mais se os meios disponíveis para orientação forem escassos ou nulos; 

- deveria haver alguém ligado à organização em pontos estratégicos do percurso;

- deveria ser fornecido aos participantes um contacto de emergência para o caso de alguma eventualidade;

 

É por tudo isto, que nunca hei de participar num trail! Além, claro, da minha pouca vontade de correr. 

Porque para mim não faz qualquer sentido ir cada um por si, preocupado com uma medalha ou prémio, e arriscar-se a ficar pelo caminho, sem qualquer recurso à disposição. 

Até pode ser um perfeito disparate o que estou para aqui a dizer, mas a mim não me apanham a subir montanhas, nem a atravessar rios, nem qualquer outra actividade radical ligada ao trail!

 

A casinha branca das janelas azuis

 

blog 008.jpg

 

Num dia cinzento e chuvoso, deparo-me com esta casinha branca. No quintal, uma árvore completamente despida, a lembrar que já é outono.

Esta casa sobressai à vista, no meio das outras já desbotadas do passar dos anos. Também esta estava assim, até que resolveram recuperá-la.

 

blog 006.jpg

Ficou bonita, sim senhora! Parece uma pequena casa campestre e acolhedora, que convida aos lanches com chá quentinho e bolinhos caseiros acabadinhos de sair do forno!

 

blog 007.jpg

 

Pena que estas janelas e a porta não sejam reais. Na verdade, o que lá está é uma parede, e os espaços da janela e porta tapadas com tijolos. Depois, foi só pintar e dar os últimos retoques para ficar com este efeito!

Parece que está na moda!

 

Há uma linha que separa elegância de vulgaridade

Imagem caras.sapo.pt

 

Digo eu, que não percebo nada de moda!

Mas na minha opinião, este é um bom exemplo em que a linha da elegância é ultrapassada, dando lugar a uma certa vulgaridade que era escusada.

Em causa está o vestido escolhido pela filha de José Mourinho, para a gala da GQ. Matilde Mourinho, de 18 anos, roubou todas as atenções do pai, e a sua ousadia está a dar que falar.

Quanto a mim, não pelos melhores motivos. O vestido é ousado, sim. O decote é provocativo, sim. Mas, ao invés de elegante, ela só conseguiu parecer vulgar! E não deixou muito à imaginação.

 

ng4652233

ngF8842DE8-AE2B-4567-8497-C475DCFC0607

 

E se ainda restam dúvidas, aqui fica uma imagem em que a diferença entre uma péssima escolha, e uma escolha acertada, é bem visível: 

ng4652246

Imagens bligz.pt

Aderi à moda dos vestidos

Andava farta da roupa que tinha e decidi investir em peças novas. Assim, este ano, aderi à moda dos vestidos!

05-10-14 006.jpg

 

Estes são da nova colecção da marca Surkana, e já estão no meu roupeiro!

 

05-10-14 010.jpg

 

Também comprei este da colecção outono/ inverno da marca Kaau's.

Adquiri também uns mais quentes, para o inverno, em bege e rosa claro.

 

E estes casacos, que adorei! 

05-10-14 007.jpg

05-10-14 008.jpg

 

Para finalizar, umas botas que já há muito tempo desejava comprar, e que foram puro luxo, não pelo preço, mas porque não condizem com muita roupa minha. Mas adoro-as!

05-10-14 009.jpg

 

 

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP