Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Há mar...e mar!

 

É incrível como o mar é capaz de mudar e se transformar tão rapidamente, de um extremo ao outro, quase como um ser humano passa de um estado de fúria, para outro de paz.

Por vezes, impõe respeito. Mete medo. Lá ao longe avistamos aquelas ondas que nos parecem enormes, a dirigirem-se para nós, cheias de força.

Quando tocam na areia, varrem tudo à sua passagem, desnorteadas.

Com a mesma força que nos empurram quando chegam, também nos puxam e arrastam com elas, quando partem.

Há alturas em que parecem mesmo não querer tréguas, surgindo umas atrás das outras, a ver quanto tempo aguentamos até sermos derrotados, à espera de uma oportunidade de nos enrolar com elas, de nos engolir…

Mas há momentos em que, pelo contrário, está calmo e sereno como se estivesse adormecido. As suas ondas embalam-nos. Mostram a bandeira da paz!

Vêm ao nosso encontro, tão pequenas e suaves, como se nos quisessem acariciar.

E que seria de mim sem esta bela e poderosa força da natureza…

Paradise - Paraíso

 

Há dias em que pensamos que valia mais não termos acordado…

Em que não fazemos nada, mas sentimo-nos mais cansados do que se tivéssemos trabalhado…

Em que só nos apetece fugir e que ninguém nos chateie…

Em que não conseguimos ter paz nem sossego…

Mas, quando chegamos ao limite, se nos dessem a escolher entre continuar cá com a nossa vida, com todos os prós e contras, com todas as pessoas e tudo o que faz parte dela, e o que ainda virá, ou viver numa espécie de mundo à parte, num paraíso onde não nos precisaríamos de preocupar com nada, qual seria a nossa escolha?

Entre uma vida de alegrias e tristezas, vitórias e derrotas, facilidades e dificuldades, lutas, turbulências e tranquilidade…ou uma vida em que não teríamos que nos preocupar com trabalho, com dinheiro, com a casa, com a família, com os filhos, em que tudo nos seria proporcionado?

Qual seria a nossa decisão sabendo que qualquer uma delas seria irreversível, sabendo que viver no paraíso, implicaria deixar de existir para as pessoas que amamos e são importantes para nós, sabendo que teríamos a possibilidade de observá-las de onde estivéssemos, mas impotentes para interferir nas suas vidas?

Eu escolheria, apesar de tudo, continuar na minha vida!    

Magia

 

Por vezes, somos envolvidos por uma espécie de magia, que não sabemos bem de onde veio, mas que nos faz sentir tão bem que não queremos que se vá embora!

Por vezes, sabe bem fechar os olhos, e deixarmo-nos guiar pelos nossos sentidos...

Há momentos em que sentimos total confiança em quem está ao nosso lado, para nos deixarmos cair nos seus braços sem medo de cair...

E como é bom sentir esta alegria, esta paz, esta segurança...

 

Ao acordar...

 

 

 ...gostaria de abrir a minha janela e ver...

 

O Lado Bom da vida!

Ver tudo o que tenho, o que já conquistei, o que poderei ainda vir a concretizar...

Os sonhos que já realizei e aqueles que ainda poderei realizar...

O sol que me enche de energia, o mar que me transmite paz, campos de flores que me dão alegria...

Ver no meu horizonte a razão de todos os dias me levantar, e viver da melhor forma que conseguir, aproveitando o que a vida tem de melhor nesta breve passagem que aqui faço!

E, quando me voltar, perceber que esse lado Bom, também está dentro de mim, nas pessoas que tenho ao meu lado, nos mais puros sentimentos, nos mais simples gestos, nos mais inesperados momentos...e que nem sempre preciso abrir a minha janela para o descobrir! 

  • Blogs Portugal

  • BP