Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

À Conversa com Diogo Garcia

 

Há cerca de um ano atrás, assistíamos à vitória de Diogo Garcia, da equipa da mentora Daniela Mercury, no programa The Voice Kids. O programa passou, e acabámos por deixar de acompanhar este jovem talento.

No outro dia, a minha filha estava a ver televisão e, no intervalo da série, passa um videoclip. Ouvi por acaso, e chamou-me a atenção, porque a música é bonita, entra bem no ouvido e o cantor tem uma boa voz. Perguntei-lhe quem era. Diogo Garcia, respondeu-me ela!

Mas quem é o Diogo Garcia? Só mais tarde, ao pesquisar, percebi que era aquele mesmo Diogo que tinha vencido o programa!

No entanto, o percurso do Diogo na música não começou no The Voice Kids. A trabalhar o seu talento desde os oito anos, já anteriormente, tinha vencido o festival Funchal a Cantar e o Festival da Canção Infantil da Madeira.

 

 

 

 

Após a vitória no The Voice Kids, entrou em estúdio para gravar o seu disco de estreia, "O Que Eu Sou", cujo primeiro single se chama “Sinto-me Livre Contigo”.

 

 

 

Agora com 16 anos, e depois de algumas actuações neste verão, bem como uma passagem pelo festival NOS Summer Opening, Diogo Garcia apresenta o seu trabalho em nome próprio, do qual muito se orgulha!

É ele o nosso convidado de hoje da rubrica “À Conversa com…”:

 

 

Diogo, para além de vencer, como é óbvio, qual era o teu principal objectivo quando concorreste ao programa The Voice Kids?

A vitória, na minha opinião, é algo que só deve ser pensado quando um concorrente está muito próximo dela. É óbvio que todos os concorrentes sonham com ela, mas em programas como o The Voice Kids, os concorrentes têm que estar preparados para o bom, e para o mau, porque há a parte em que o júri deixa de ter qualquer influência na passagem à fase seguinte, e quem decide é o público. A vitória passou a ser um objetivo na final. Nas outras fases, o principal objetivo era passar com sucesso, e aprender o máximo sobre música com os nossos mentores, pois é isso o mais importante dos programas musicais. 

 

Como foi essa experiência? O que de melhor guardas desse tempo?

Sem dúvida que foi das experiências com que eu mais aprendi. As pessoas lá em casa, até podem ver um dos lados, que é rivalidade entre concorrentes, mas não há espaço para isso. Os laços que fazemos uns com os outros são enormes, e ajudamo-nos uns aos outros! Sem dúvida que o que guardo melhor desse tempo é a amizade feita com todos os concorrentes.

 

A Daniela Mercury foi uma boa mentora?

A Daniela é uma pessoa cinco estrelas, com um coração enorme, grande talento, e é sem dúvida a melhor mentora que poderia ter! Orgulho-me sempre da escolha que fiz, pois vejo que foi a mais acertada. Ainda hoje falamos por telemóvel e mesmo fora do programa, a Daniela não esquece o seu cargo e ensina-me muito!

 

Notas alguma diferença entre o Diogo de há um ano atrás, e o actual Diogo?

Não, não há diferença. Há um ano era um Diogo que estava a correr atrás de um dos seus maiores sonhos. Este ano, após um dos sonhos ter-se concretizado, este é um Diogo que deseja evoluir no panorama nacional, fazer com que a sua música chegue a mais casas e a mais pessoas. E espero que seja sempre este Diogo, que lute sempre para evoluir mais. 

 

As pessoas ainda te conhecem como o Diogo que venceu aquele programa, ou apenas como Diogo Garcia, que lançou agora o seu primeiro álbum?

Penso que enquanto alguém ainda se lembrar de mim, será sempre do programa. Os programas dão muita visibilidade, e é muito fácil sermos esquecidos pelo povo, pois mais programas do mesmo género, estão sempre a acontecer. Reconhecem-me como o Diogo que venceu o The Voice Kids, mas já me vão reconhecendo por ter um álbum a vender no país inteiro.

 

Por falar em primeiro álbum, o teu intitula-se “O Que Eu Sou”. O que é ou quem é, afinal, o Diogo Garcia?

O Diogo é um menino que, como muitos outros, deseja ser cantor profissional, mas que, em diferença de muitos outros, vive numa ilha, o que torna a situação muito mais complicada. Sou um menino que apenas quer levar o nome da minha ilha mais alto no panorama musical, que a Madeira seja conhecida por ter grandes cantores. O Diogo apenas tenta orgulhar quem o apoia, e lutar por algo na vida.

 

A maioria dos teus temas é de natureza romântica. Consideras-te um rapaz romântico?

Digamos que sim. Os temos não foram escritos por mim, mas relatam partes da minha pessoa, daí o álbum ter aquele nome. Qualquer pessoa pode identificar-se com alguma música, porque falam de coisas do dia-a-dia. Há muitos apaixonados por Portugal, e qualquer um apaixonado pode identificar-se com qualquer música

 

Este teu primeiro trabalho foi feito para um público mais adolescente, ou mais abrangente?

Foi feito para um público mais adolescente, mas também é feito para público abrangente. O público-alvo é as pessoas da minha idade. Mas sem dúvida que não me esqueci do resto do público.

 

O teu single de estreia “Sinto-me livre contigo” já faz grande sucesso e chama a atenção sempre que o videoclip passa na TV. Estavas à espera, ou foi algo inesperado? Que feedback tens tido de quem já ouviu as músicas deste álbum?

Não estava à espera que fosse assim tão bem visualizado. Foi inesperado, sem dúvida, pois não estava à espera de uma subida a nível de visualizações tão rápida. As pessoas gostam da música, e gostam do álbum. Existe sempre quem diz mal, mas o mundo é assim. Há que crescer com críticas construtivas, é ignorar quem nos quer ver desistir.

 

Quais são os teus objectivos a nível musical?

Para já o principal objetivo é fazer o álbum chegar a mais pessoas. Depois disso logo veremos. Vou sempre subindo asa degrau devagarinho, para não haverem erros ou quedas bruscas. O melhor é trabalhar no presente para ter algo garantido no futuro.

 

Onde vamos poder ouvir-te em 2016? Já tens algumas actuações agendadas?

Ainda não há nada agendado, mas penso que com o tempo, os concertos vão chegar.

 

Diogo, muito obrigada por teres aceitado este convite, e muito sucesso na tua carreira!

 

Podem acompanhar todas os novidades sobre o Diogo em:

https://www.facebook.com/Diogo-Garcia-736791943049131/?fref=ts

 

Imagens media.rtp.pt e Diogo-Garcia

  • Blogs Portugal

  • BP