Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

À Conversa com os D'ALMA

foto banda.jpg

 

Definem-se como uma banda pop/rock portuense que pretende, utilizando um registo diferente e através das suas canções, perpetuar grandes poetas portugueses.

 

 

dalma.jpg

 

CAMINHO D’ALMA é o novo álbum da banda, e conta com a participação especial do compositor brasileiro Michael Sullivan no tema “O Amor é Lindo”, cuja música é da sua autoria, enquanto a letra ficou a cargo de Joaquim C. Silva.

São os D’ALMA, e estão hoje aqui neste cantinho para falar um pouco mais sobre si e este novo álbum!

 

 

 

 

Quem são os D’Alma?

Somos uma banda pop/rock. Dedicada à poesia lusófona. Eu particularmente sensibiliza-me muito musicar poesia, sinto essa necessidade e encontro união e diversidade entre diversas culturas na mesma língua.  É a minha ALMA

 

Como é que surgiu a ideia de formar esta banda?

A banda D’ Alma, surgiu com o Joaquim Carlos Silva (vocalista, poeta e compositor) Depois de compor alguns temas e de apresentar o trabalho realizado a músicos e alguns poetas, sugeriram que fosse gravado um CD. O sonho torna-se realidade em Agosto de 2012 entrando em estúdio no final de esse ano.

Utilizando um registo diferente do habitual e melodias com uma sonoridade pop/rock, os D´Alma lançam em setembro de 2013 o seu primeiro álbum. Com o tema "Cartas de Amor”, integramos o elenco da novela Belmonte em exibição na TVI.

 

CAMINHO D’ALMA, o novo álbum, conta com a participação do compositor brasileiro Michael Sullivan. Como é que surgiu esta colaboração?

Alem dos D'ALMA já terem muitos fãs no Brasil, Michael Sullivan é um dos maiores compositores brasileiros. A nossa música e poesia melhoram ao som das suas melodias. Todas estas parcerias enriquecem as diversas culturas, para os artistas de língua Portuguesa. Os nossos poetas têm grande aceitação noutros países. 

 

Cantar em dueto é uma experiência nova?

Foi uma nova experiência muito gratificante. A letra é de Joaquim Carlos Siva e a música de Michael Sullivan e estabelecemos um dueto em que comunicamos sentimentos.

 

 

Para além de “O Amor é Lindo” o álbum conta com mais alguns temas originais, ou os restantes temas são de poetas bem nossos conhecidos?

O restante álbum tem a participação de diferentes poetas que musicamos:

  • Florbela Espanca
  • José Saramago
  • Ricardo Reis e Álvaro de Campos ( Fernando Pessoa ) 
  • Miguel Torga
  • António Aleixo
  • Rita Margaret
  • António Carlos Santos
  • Sofia de Mello Brayner Anderson
  • Ester L. Cid 
  • Machado de Assis
  • Cristina Lebre
  • Isabel Ferreira
  • Etelvina Diogo
  • Joaquim C. Silva

 

“Falo de Ti às Pedras das Estradas”, um poema de Florbela Espanca, é o single de apresentação. Que feedback têm recebido relativamente a este tema?

A crítica  tem sido muito positiva. É o nosso trabalho a ter o seu reconhecimento. Tem tudo o que de  bom a música Portuguesa faz. Existe alguma tendência em comparar as bandas com as que já estão  no mercado. Nas plataformas digitais e nos contactos que me têm surgido assinalam a boa aceitação. 

 

O lançamento do álbum nas plataformas digitais ocorreu no passado dia 27 de Maio. Qual será o próximo passo da banda?

Estamos a trabalhar nas áreas da comunicação social e de outras entidades particulares e outras. Programação de espetáculos. 

 

Vamos poder contar com algumas atuações dos D’Alma nos próximos meses?

No mês de agosto iniciamos alguns espetáculos, e em setembro. Mas falta concretizar definitivamente as datas. Para além de outros que já estão em fase de negociação. 

 

Que objetivos gostariam de ver concretizados ao longo deste ano?

Gostaríamos que o nosso trabalho fosse reconhecido pelos seus objetivos principais. Divulgar a poesia lusófona através de música de qualidade.

Chegar essencialmente a países de língua lusófona e podermos sentir que apesar de culturas diferentes existe uma união. 

Que o nosso projeto sensibilizasse as pessoas na área da música e poesia.

E ser divulgada pelo mundo.

Viver em poesia com música!

 

Muito obrigada!

 

 

Nota: Esta conversa teve o apoio da editora Farol Música, a qual cedeu também as imagens.

 

  • Blogs Portugal

  • BP