Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

A Delatora

 

Tinha este filme gravado há vários meses, e foi sempre ficando de parte porque nunca chegou aquele dia em que se olha para um filme e se diz "hoje apetece-me ver".

Estive, inclusivamente, para apagá-lo porque, de cada vez que ia à procura de um filme nas gravações, torcia-lhe o nariz.

Mas este fim de semana, saiu-lhe a sorte grande! Chegou o tal dia! Mas mais valia não ter chegado.

E não é porque o filme não é bom, pelo contrário. O filme retrata mesmo a realidade que se vive, as consequências da guerra, o tráfico humano, a corrupção, os interesses políticos, etc.

Eu é que ando de tal maneira sensível que não consigo ver mais nada do género. O que alguns homens são capazes de fazer por sexo e dinheiro. Até vender a própria família. Os abusos que aquelas adolescentes sofrem nas mãos de tarados e pervertidos que acham que elas são apenas objectos ou animais que podem ser escravizados.

A frustração daqueles que tentam lutar contra isso e nada conseguem fazer, porque interesses mais altos se levantam, e tudo fica abafado. Pior, a frustração por prometer que nada lhes irá acontecer e que as irão proteger, e não conseguirem cumprir, levando a que estes verdadeiros animais as castiguem com abusos ainda maiores, e inclusive, matem para servir de exemplo para as restantes, que se atrevam a abrir a boca para os denunciar.

Para mim, já me bastou o primeiro filme da saga Taken, outros do género, e agora este. Se no primeiro, ainda há jovens com um final feliz, neste último nem por isso. Ainda por cima, baseado em factos verídicos.

A partir de agora, proibo-me de ver qualquer outro filme sobre este assunto. Já chega as notícias reais que todos os dias ouvimos. 

 

Sinopse:

Filme baseado em eventos reais, datados de 1999-2002, que retratam o tráfico humano de raparigas de leste levadas para a Bósnia para uso como objecto sexual de indivíduos pertencentes a organismos internacionais nomeadamente às Nações Unidas. Estes indivíduos, abusando da sua imunidade diplomática, perpetram todo o tipo de crimes inclusive participando activamente no próprio trafico. A protagonista Kathryn Bolkovac, baseada na pessoa real homónima, tenta expor todo o esquema - daí o título do filme "A delatora"- mas enfrenta todo o tipo de sabotagem a seu trabalho pelas policias locais a soldo dos traficantes e, principalmente, pelo próprio pessoal da UN envolvido no tráfico. Por fim é expulsa da Bósnia, despedida pela empresa de segurança privada que a contratou que, com medo de por em causa contratos milionários com governos ocidentais, com o pretexto de ter desviado algo menor.
Expulsa, a protagonista, consegue levar consigo os processos das vitimas e, já em Inglaterra, após ganhar o processo no tribunal de trabalho contra a empresa de segurança, expõe o caso publicamente na BBC.

 

  • Blogs Portugal

  • BP

  • 2 comentários

    Comentar post