Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

A prioridade nas filas para retirar senha de atendimento

Resultado de imagem para prioridade atendimento

 

Ou, por assim dizer, a prioridade antes da prioridade.

Aqui na loja do cidadão, às 9 da manhã, acabam por se juntar várias pessoas, que ali se dirigem para tratar de diversos assuntos.

Por norma, o segurança de serviço entrega umas senhas provisórias de chegada a essas pessoas para depois, por essa ordem, tirar a senha para o serviço pretendido.

 

 

No momento em que cheguei, pouco depois das 9, já não havia essas senhas. Apenas a fila normal, por ordem de chegada, para tirar senha.

Entre as pessoas que estavam à minha frente, havia uma mulher com um bebé no carrinho, que perguntou ao segurança se não devia ter prioridade, já que estava com uma criança.

O segurança explicou que tinha primeiro que tirar a senha e, sendo essa senha de atendimento prioritário, seria chamada antes de qualquer outra pessoa, mesmo que tivesse tirado senha antes, na fila.

Ela voltou a reclamar, que prioridade é prioridade, e que lhe devia ser dada de imediato a senha.

O segurança, acho que para não a ouvir mais, e como deve ter percebido que não havia ninguém na fila antes dela, que também acusasse essa prioridade, lá lhe deu a senha.

 

 

Mas será que a prioridade se aplica também nestes casos? Nas filas para retirar senha de atendimento? Ou apenas ao atendimento em si?

Fiquei com essa dúvida.

A verdade é que, neste caso, mesmo tendo direito à prioridade, a fila estava a andar rapidamente porque, afinal, é só carregar no botão, entregar a senha, e siga. Acho que não se justificava. Ninguém esteve ali à espera mais que 2/3 minutos.

Mesmo sendo um direito que nos assiste, parece-me que, por vezes, usamos e abusamos dele indiscriminadamente, muitas vezes sem necessidade e, algumas, a roçar o ridículo.

 

  • Blogs Portugal

  • BP

  • 46 comentários

    Comentar post

    Pág. 1/2