Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Casamento Forçado: Na Cama Com um Cowboy

doc20170331210949_001.jpg

 

Andrea é a típica rebelde, mimada e maria-rapaz!

Revoltada pela atenção que nunca teve do pai ausente, Andrea refugia-se nos amigos duvidosos, nos distúrbios que provoca, e nos sarilhos em que se mete. É uma menina/ mulher da cidade, e é lá que se sente bem.

Richard é o típico cowboy, afeiçoado à terra, aos animais, ao sossego.

 

O único motivo que o leva a visitar a cidade é tentar convencer o homem, que lhes aluga os terrenos contíguos aos seus, a vendê-los. Esse homem é, nada mais nada menos, que o pai de Andrea!

O primeiro encontro entre Andrea e Richard dá-se, precisamente, à porta do restaurante onde o pai dela o esperava para falarem de negócios. Ela a sair disparada, indo de encontro a Richard, e ele irritado por aquela pessoa nem sequer se ter desculpado. A cena que se segue é, no mínimo, caricata!

Mais tarde, os dois voltam a cruzar-se e Richard consegue, de novo,  "domar" a fera, o que leva o pai de Andrea a propôr um acordo surreal: Andrea e Richard terão que se casar e assim permanecer durante 1 ano, em Montana! Se cumprirem o acordo, Andrea poderá voltar a Nova Iorque e continuará a receber o apoio financeiro dos pais, e Richard terá os seus desejados terrenos. Caso não aceitem, Andrea irá para a rua, sem qualquer ajuda, e Richard poderá esquecer os terrenos.

 

E é assim que, no dia seguinte, partem os dois para Montana, já casados, para aquele que ameaça ser o pior ano das suas vidas. Mas será que as coisas ainda podem piorar mais? Conseguirão eles cumprir o acordo até ao fim? Será Andrea atingida pela maldição de Montana? E como fica Jennifer, a noiva de Richard, no meio de tudo isto?

 

Para quem gosta de um bom romance este é, sem dúvida, um livro a não perder!

Tem partes mesmo cómicas, em que nos vemos a imaginar aquelas cenas e a rir com elas, e outras em que dá vontade de dar um abanão a cada um, para ver se abrem os olhos e deixam de ser casmurros. É um livro pequeno, que se lê num ápice, e se fica com vontade de ler mais!