Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Finalmente, a substituição do contador da electricidade mas...

(vamos ver se não tem "fava!")

Resultado de imagem para contador de electricidade desenho

No início deste ano, recebi uma carta da EDP a informar que iriam proceder à substituição do contador da electricidade.

Agendei para hoje de manhã.

 

Há uns dias, o senhorio perguntou-me se tinha recebido alguma coisa. E que ele também tinha recebido mas, como já tinha novos, não precisava de fazer nada. Voltou a dizer que, provavelmente, iriam passar o contador para o exterior. 

 

Conforme combinado, hoje vieram cá.

E alertaram logo que íamos ter problemas, que provavelmente iríamos ter que pagar coimas, porque alguém tinha andado a mexer no contador e este estava desselado.

Está explicada a conversa e perseguição de que falei aqui aqui, feita pelo senhorio, e pelo electricista que ele contratou, para fazer asneira onde não devia.

Nessa altura, o senhorio pediu-me para deixar o electricista ver qualquer coisa, e medir um cabo qualquer para o local onde queriam instalar o contador novo.

Uma pessoa, achando que estão a agir de boa fé, deixa.

No fim, o que o electricista fez foi tirar um cabo, e desselar o contador, sendo que, apesar de o poder fazer,  tinha a obrigação de comunicar e, a seguir, pedir à EDP que viesse selar novamente, o que não fez.

Daí a conversa dele das multas, de a EDP poder achar que estávamos a roubar electricidade. Não era por o contador estar em casa, e não na rua. Era pela asneira que tinha feito.

 

Nessa altura, desconfiámos que algo poderia não estar bem. Mas, confesso, não consegui perceber se o contador estava desselado ou não. E quis acreditar que um técnico creditado não faria nada que pudesse não estar de acordo com a lei.

 

Então e agora, se realmente entenderem mandar uma coima, quem é responsável, e quem a irá pagar?

O senhorio, que foi quem me pediu para deixar o electricista lá ir?

O electricista, que fez asneira?

Ou eu, que sou a detentora do contador e do contrato, e deixei que lá mexessem?

Pois...

 

Já disse ao meu marido, no contador novo, ninguém mais toca.

E só para perderem a mania, o contador não foi para o exterior, como eles queriam desde o início, mantendo-se dentro de casa.

Agora, é esperar que a EDP perceba que não adulterámos os consumos, e não nos mande um "presente" para casa. 

 

5 comentários

  • Imagem de perfil

    marta-omeucanto 09.02.2021 14:51

    Ai Maria, eu não posso nem ver o electricista!
    Na altura foi uma pressão e perseguição.
    Posso até ter que pagar, mas vou falar com o senhorio. E vou expôr a minha situação.
    No outro dia num grupo aqui de Mafra alguém pedia referências de electricistas e mencionaram o nome desse. Só pensei "ui, se soubessem..."!
    Já o senhorio, foi-se a mulher, ficou ele no lugar de alcoviteiro. No outro dia perguntou-me o que tinha acontecido, porque tinha vindo uma equipa da EDP à minha casa às 3 da manhã. A preocupação dele é que o piquete tinha deixado a porta dos contadores dele aberta, e podia partir com o vento.
    Depois, perguntou-me se tinha recebido alguma carta por causa do contador.
    Mas substituir uns vidros e pôr massa na porta, estou há anos à espera.
  • Imagem de perfil

    Maria Araújo 09.02.2021 15:34

    Querem o dinheirinho certo todos os meses, mas o resto não fazem
    Mas Marta ,os vidros das janelas da tua casa?
    É que não sei se esses serás tu a suportar.
    Acho que há muita coisa que devemos estar ao corrente, isto é, quais são os deveres do senhorio e o do arrendatário.
    Beijinho
  • Imagem de perfil

    marta-omeucanto 09.02.2021 15:41

    O vidro da porta da entrada já estava um pouco rachado, quando fui para lá, em 2003. O da janela do meu quarto, rachou quando ele andou em obras no andar de cima. Já por várias vezes, ao longo dos anos, mandou lá um homem envernizar as portas e as janelas, mas foi só isso.
    Quando o vidro do meu quarto partiu de vez, e foi lá o meu sogro substituir, foi logo cuscar, a ver o que estávamos a fazer.
  • Imagem de perfil

    Maria Araújo 09.02.2021 16:33

    A porta da entrada é ele que tem de arranjar.
    Senhorio ou arrendatário, isto raramente corre bem.
    E acho que a lei está mais do lado deles.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.