Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Iminência...

depositphotos_24471957-stock-photo-abstract-enviro

Tudo está calmo.

Tudo está normal.

Tudo está como deveria estar.

Ainda assim...

 

Sinto que é só uma questão de tempo.

Sinto o turbilhão a querer formar-se.

Sinto os sinais.

 

Sinto a vontade... A ânsia... 

A iminência do que está por vir...

Por um fio...

 

Apenas à espera do tiro de partida.

À espera que a comporta se abra.

À espera da fagulha que servirá de rastilho.

 

E, no entanto, pode não passar de um falso alarme.

Como um meteorito, que se desviou da rota, sem causar danos.

Ou um tsunami, que não se chegou a formar, mantendo as ondas serenas.

 

Talvez, no fim, tudo tenha sido, apenas, a iminência de algo que não se chegou a materializar.

E a vida segue.

Como sempre.

Sem ocorrências a registar.

Normal. 

Como deveria ser...

 

 

 

3 comentários

Comentar post