Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Já Te Disse Que Preciso de Ti?

Resultado de imagem para já te disse que preciso de ti

 

Eu pedi, e a autora assim o fez: este livro é a continuação de "Já Te Disse Que Te Amo?".

 

Eden passou um ano inteiro à espera deste momento, e está na hora de partir, rumo a Nova Iorque, para 6 semanas de férias, com o seu meio irmão, Tyler.

Cá, deixa a sua mãe e o namorado, Dean, que está aborrecido por ela preferir passar o verão fora, em vez de o passarem juntos já que, dali a pouco, cada um vai para a sua universidade, e pouco se vão ver. Ainda assim, deixa-a ir, com a promessa de que ligue para ele todos os dias.

 

Tyler passou o ano em Nova Iorque, no âmbito de uma digressão em que falou da sua experiência com maus tratos na infância por parte do pai, e envolvimento com drogas e álcool.

Divide um apartamento com Stephen, que agora vai partilhar também com Eden, durante as semanas em que ela ali estiver.

No passado, Eden decidiu que a relação deles não estava certa, que não podiam ficar juntos e, por isso mesmo, ele partiu sozinho, e ela começou a namorar com Dean, o melhor amigo de Tyler.

 

Mas será que, um ano depois, Eden continua a pensar da mesma forma?

Será que Tyler já a esqueceu, e tem outra mulher na sua vida?

E se os dois perceberem que ainda se amam? Que precisam um do outro para serem felizes? Terão coragem para assumir essa relação? Para torná-la pública e enfrentar toda as consequências?

 

De uma forma geral, este livro resume-se a uma única dúvida: amar alguém, ou precisar de alguém. Porque amar é uma coisa. Precisar, é outra. E nenhum deles quer viver a sua vida em função da necessidade de ter a outra por perto, para evitar que se cometam erros. As decisões, e força de vontade, têm que vir da própria pessoa, e não da força e presença de outras.

 

Conseguirão Eden e Tyler compreender o que sentem um pelo outro e o que, de facto, os une?

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP

  • 6 comentários

    Comentar post