Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Nada contra mas...

 

...entre tanto talento, tinham logo que escolher uma cantora?

Que falta de originalidade.

 

Vi, uma vez, uma parte de uma final de um programa idêntico noutro país, e lembro-me de ver os mais variados talentos, alguns até bizarros, confesso, mas nada de música.

Na final desta edição do Got Talent, temos muitas pessoas a cantar, muitas pessoas a dançar, e pouca variadade de talentos, já que muitos foram sendo excluídos ao longo das galas. 

Entre as actuações de ontem, destaco a dos The ArtGym Company, que venceram a edição anterior. Não conhecia mas, pelo que vi, foi uma vitória mais que justa. Há ali muito talento, muito trabalho, muita dedicação, para se conseguir uma coreografia daquelas de poucos minutos.

Quanto aos concorrentes, os meus favoritos à vitória eram a Mariana e o Alfredo, e talvez o António Ledo. Os primeiros, por terem aliado ginástica e dança, por toda a coreografia, música, intensidade.

Numa outra área de talentos, e entre os dois acordeonistas em competição, apesar de apreciar muito a naturalidade e à vontade da Luísa, penso que o António toca melhor. Talvez seja apenas uma questão de, por ser mais velho, já ter mais treino.

Relativamente à vencedora, Micaela, convenceu-me na audição. Daí em diante, não tenho gostado muito das suas actuações, embora tenha estado, a meu ver, melhor na final que na gala que garantiu o lugar para esta noite.

Sangre Ibérico - não nego que tenham talento, mas não aprecio aquilo que fazem. 

Contraponto - o mesmo que a Micaela - excelentes na audição, menos bem na gala, e um pouco melhor hoje, embora não ao nível da primeira actuação.

Pedro e Inês, Adilani e Ermelindo e Kayser Ballet - três estilos de dança diferentes. Os primeiros estiveram melhor que nas actuações anteriores. Os segundos e os terceiros mantiveram-se dentro do mesmo nível. Mas, ainda assim, a Mariana e o Alfredo, conquistaram-me, ao contrário destes.

As We Dance estiveram bem, mas penso que não deveriam estar nesta final.

O Daniel Seabra também não esteve na sua melhor noite. 

E o que dizer dos ilusionistas. O João esteve melhor que o Francisco, mas nenhum dos dois me convenceu.

Seja como for, e independentemente de as votações terem sido ou não manipuladas e de, possivelmente, já se saber que a Micaela iria ganhar, como se diz por aí, a verdade é que, entre tanta gente, e com tantos talentos que passaram pelo programa, acabou por vencer alguém ligado à música. Que também é um talento, é verdade.

Mas talento por talento, e havendo tantos programas onde mostrar este específico, poderiam ter apostado noutro género.

 

E, já agora, só uma aparte - não desvalorizando a forma como a Micaela canta (pessoalmente, não gosto), em termos musicais considero a Deolinda, vencedora do The Voice Portugal, um talento muito maior.

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP

  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.