Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O melhor do meu ano 2018

Resultado de imagem para o melhor de 2018

 

 

O melhor que este ano de 2018 me trouxe foi a certeza de que, por muito que nos custe a acreditar, a nossa história somos nós que a fazemos.

E foi assim que começámos esta caminhada, em janeiro, com o concerto de Soy Luna, na Altice Arena.

 

Seguiram-se vários passeios como a nossa ida, em Maio, até à aldeia de Alcarias, em pleno Alentejo, para visitar uma colónia de gatinhos muito especial, e sermos recebidos com a maior simpatia pela Nélia e pela Daniela.

 

Houve momentos em que me senti mais esgotada, e me perguntei “para onde vai a nossa disposição quando somos engolidos pela rotina", mas nada como uma caminhada pela Lagoa de Óbidos, pela zona do Vimeiro ou até mesmo pela Foz do Arelho, para recuperar energia e voltar a casa com um sorriso no rosto.

 

Foi um ano de muitas entrevistas para o blog, de muitas sugestões para os fins de semana no FantasticTV, e por aqui.

Não faltaram os momentos hilariantes com os bichos lá por casa, como o batalhão de formigas que nos invadiu a casa durante semanas, nem os stresses habituais com a escola, os professores, a chuva de testes e os trabalhos de grupo.

 

Aventura também não faltou, com a nossa ida à famosa Praia do Cavalo, em Sesimbra, onde tivemos que percorrer um trilho que quase nos matava do coração, para chegar ao paraíso mas, por vezes, não podemos evitar o inevitável!

 

Mas, como a carteira nem sempre dá para grandes extravagâncias, tivemos que manter o equilíbrio, e encontrar locais aqui mais perto de nós, com uma beleza que desconhecíamos, como as Cascatas do Rio Mourão, Senhora do Arquitecto ou São Julião.

 

2018 foi o ano de deixar para trás quem não quer seguir connosco, porque cada um deve seguir a sua vida livremente, sem depender de ninguém, nem estar preso a ninguém.

Se é difícil? É.

Mas, muitas vezes, são estas situações os grandes impulsionadores das mudancas que ocorrem na nossa vida.

 

Neste ano que agora se aproxima do final, tive ainda imenso prazer em colaborar com um projecto inovador em Portugal – uma revista totalmente dedicada aos felinos - a Miau.

 

Li muito, vi imensos filmes, conheci e acompanhei novas séries e programas televisivos.

Escrevi imensos textos para o blog, dos quais destaco alguns, como estes dois:

a dúvida corrói mais que uma verdade dolorosa ou carta a uma amiga que um dia foi especial.

Em 2018, a revista Inominável despediu-se, e com essa despedida chegaram ao fim 3 anos de colaborações.

 

Foi o ano em que senti, pela primeira vez, alguns dos tremores de terra que se fizeram sentir no país. E em que me preparei mentalmente para a possibilidade de a minha filha vir a namorar brevemente para, logo depois, perceber que ainda não seria desta que teria de lidar com isso.

 

É ainda o ano em que me tornei oficialmente quarentona!

 

Se poderia ter sido melhor? 

Talvez... Mas estou grata por tudo o que ele me trouxe.

 

 

 

E planos para 2019?

Não há! 

O caminho faz-se caminhando, e quando lá chegar, logo verei o que ele me reserva, e o que poderei fazer com ele!

  • Blogs Portugal

  • BP

  • 2 comentários

  • Imagem de perfil

    marta-omeucanto 15.12.2018 10:52

    Nem valeria muito fazer planos.
    Acabaria sempre por não concretizar boa parte deles, e a vida troca-nos tantas vezes as voltas, que o melhor é deixar fluir!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.