Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O que fazer com livros repetidos?

Costumo encomendar livros na Wook. Até há pouco tempo, em livros de valor igual ou superior a 15 euros, não pagava portes de envio. Parece que isso acabou.

Estava a fazer uma encomenda quando percebi que, por causa de um dos livros que ainda estava em pré-venda, só iria receber a mesma ao fim de 3 semanas. 

Por isso dividi a encomenda em duas. No entanto, ao perceber que na segunda iria pagar portes, desisti, e fui procurar noutras livrarias online. Encontrei o mesmo livro na Bertrand, com desconto, portes grátis e oferta de um outro livro. Mandei vir.

O livro em causa era A Rapariga no Comboio! Por azar, o livro de oferta já o tenho - Não Digas Nada, da Mary Kubica! Já aqui falei dele.

Então, e agora, o que vou fazer com ele?

Podia fazer um passatempo, para chegar a um número qualquer de comentários, pedir-vos para fazerem um "gosto" nas minhas páginas das redes sociais, ou pedir-vos para divulgarem o meu blog a não sei quantas pessoas, ou algo do género. Mas não o vou fazer.

Posso até vir a oferecê-lo através do blog, mas sem exigências deste género. Mas também posso aproveitar para oferecê-lo a algum aniversariante, e poupar o dinheiro de uma prenda.  Ou posso, simplesmente, pô-lo à venda.

Ainda não decidi o que fazer com ele mas, de qualquer forma, se alguém estiver interessado no mesmo, que se acuse!  

 

Aqui fica a sinopse:

"Um thriller psicológico intenso e de leitura compulsiva, Não Digas Nada revela como, mesmo numa família perfeita, nada é o que parece.
Tenho andado a segui-la nos últimos dias. Sei onde faz as compras de supermercado, a que lavandaria vai, onde trabalha. Nunca falei com ela. Não lhe reconheceria o tom de voz. Não sei a cor dos olhos dela ou como eles ficam quando está assustada. Mas vou saber.
Filha de um juiz de sucesso e de uma figura do jet set reprimida, Mia Dennett sempre lutou contra a vida privilegiada dos pais, e tem um trabalho simples como professora de artes visuais numa escola secundária.
Certa noite, Mia decide, inadvertidamente, sair com um estranho que acabou de conhecer num bar. À primeira vista, Colin Thatcher parece ser um homem modesto e inofensivo. Mas acompanhá-lo acabará por se tornar o pior erro da vida de Mia."

 

  • Blogs Portugal

  • BP

  • 3 comentários

    Comentar post