Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Os psicopatas das chamadas

Resultado de imagem para telefonar

 

Sabem quando precisamos mesmo de falar com alguém, e essa pessoa não nos atende as chamadas? 

O que fazemos, é ir ligando, uma e outra vez, até a pessoa atender, ou nós desistirmos!

Se soubermos que a pessoa pode estar com alguém, ou em algum local, do qual tenhamos o número, também pode acontecer ligarmos para o mesmo, para ver se apanhamos a pessoa com quem queremos falar.

Mas isto, é quando existe mesmo urgência em falar, em transmitir um recado, algo que não se pode adiar (ou não convém).

 

Não consigo perceber como é que algumas pessoas, que até nem têm nada de urgente para dizer, agem como "psicopatas das chamadas", ligando uma vez atrás da outra, sem dar espaço, como se o mundo fosse acabar dentro de instantes.

E se não atendem um telefone, ligam para outro e, se esse não dá e mais contactos tiverem, mais chamadas fazem.

 

Depois, há aqueles que, quando não se lhes atende as chamadas, enviam mensagens "chamativas", para ver se, ao lermos, nos aguçam a curiosidade e ligamos de volta!

 

O que acontece, mais cedo ou mais tarde, tal como aquele que tantas mentiras disse que, quando disse uma verdade, ninguém acreditou, é que, quando houver mesmo uma situação urgente, já ninguém vai ligar ou atender as chamadas dessas pessoas porque, até ali, não passaram de falso alarme.

3 comentários

Comentar post