Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Sabem aquelas pessoas...

Resultado de imagem para confusa

 

... que dizem que devemos manter a calma, quando elas próprias se mostram uma pilha de nervos?

... que dizem que parecemos estar aborrecidos ou chateados, quando basta olhar para a cara delas para ver que são elas que estão de "trombas", aborrecidas e chateadas?

... que querem à força descarregar o seu stress e não sabem como, e começam a moer quem têm ao lado, até a outra pessoa explodir, para depois dizerem que não havia necessidade?

... que arranjam forma de empurrar para nós, aquilo que elas próprias sentem e culpar-nos por aquilo a que deram origem?

... que resmungam baixinho mas, ainda assim, para nós ouvirmos mas, quando lhes perguntamos directamente o que querem dizer, se calam?

 

Pois...

Não é fácil lidar com pessoas assim.

Que vêm nos outros, o seu próprio reflexo, mas não o querem admitir.

 

É ter, muitas vezes, que ouvir e ignorar.

É ter, muitas vezes, que pensar duas vezes no que se vai dizer, ou se vale a pena falar.

É medir cada passo, cada gesto, cada palavra, para não pisar nenhuma mina que possa rebentar, sem querermos.

E esperar chegar ao outro lado do campo, sem activar nenhum explosivo!

 

Já alguma vez se depararam com pessoas assim na vossa vida?

 

1 comentário

Comentar post