Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Scream - Estou viciada nesta série

Resultado de imagem para scream série

 

Há muitos anos atrás, em Lakewood, ocorreu um massacre que teve, como principais protagonistas, Brandon James e Kevin, o primeiro como suposto assassino de um grupo de jovens, e o segundo como único sobrevivente desse massacre. A causa seria a obsessão por Daisy, de quem gostava, mas que namorava com Kevin. Brandon James foi morto por policiais, e nunca ninguém soube nada sobre Daisy.

 

Anos mais tarde, após ser publicado e partilhado por um grupo de amigos, um vídeo de uma das suas colegas de turma em cenas íntimas com outra rapariga, a principal responsável por esse ataque de cyberbullying, Nina, é assassinada.

Este é apenas o início de uma onda de crimes, que vai desvendar vários segredos, dos vários protagonistas, com especial impacto nas vidas de Maggie e Emma Duval, já que o assassino afirma que Maggie esconde o seu passado da filha, e que Emma vai ter que jogar o seu jogo para evitar a morte dos amigos, e descobrir toda a verdade.

 

“A jovem Emma começa a ser perseguida por um misterioso assassino, na pacata cidade de Lakewood, e fará de tudo para descobrir sua identidade. Enquanto isso, ela terá que lidar com a descoberta de segredos do passado de sua mãe, enquanto todos os seus amigos estão sendo perseguidos pelo misterioso assassino, que diz saber de todos os seus segredos e mentiras, prometendo revelar toda a verdade para Emma quando chegar a hora do "grand finale".”

 

No final da primeira temporada é revelada a face do assassino que, depois de explicar as suas motivações, reserva ainda uma surpresa para a protagonista, que não chegará a contar.

 

 

 

Imagem relacionada

 

A segunda temporada começa com os sobreviventes do massacre a tentarem recompor as suas vidas e voltar à normalidade, algo que se vai revelar difícil, porque o assassino está de volta. Serão meras alucinações causadas pelo trauma que os afectou, ou seria essa a surpresa não revelada: a existência de um cúmplice, que quer agora continuar o trabalho começado, e vingar a morte do parceiro de crime?

Depressa se percebe que, tão cedo, “Os Seis de Lakewood” não vão ter paz, já que uma nova onde de crimes ocorre. Nesta segunda temporada, passamos a desconfiar até daqueles que parecem menos inofensivos, para além dos demasiado óbvios.

No fim da temporada, ficamos a conhecer o rosto do segundo assassino que, ao contrário do primeiro, acaba por ser preso e julgado pelos crimes, sendo condenado a prisão perpétua.

 

Enquanto não estreia a terceira temporada, foram gravados dois episódios especiais de Halloween, que começam com várias questões.

Alguém telefona para o assassino, com a desculpa de ser o seu advogado, e pergunta-lhe "quem te autorizou a utilizar a minha máscara?".

Mais tarde, alguém com a máscara dos assassinos liberta-o da jaula em que estava a aguardar a saída do tribunal. O assassino diz "Cumpriste a tua promessa. Agora, posso saber quem és?", A resposta não tarda: o assassino é assassinado!

 

E, para além de todas as pontas soltas e histórias mal contadas, a par com motivos pouco credíveis como motivação deste segundo assassino para cometer os crimes, fica agora em aberto a hipótese de este segundo assassino também ter um cúmplice, ou ter agido a mando de alguém. E quem será esse alguém?

Talvez as respostas se encontrem na terceira temporada...ou talvez não!

 

 

A minha filha já tinha visto esta série no ano passado, na Netflix, e andava viciada. 

No outro dia, lembrou-se de ir rever comigo, e também eu fiquei viciada.

E agora, é ver-nos a debater as mais diversas teorias sobre quem é quem, e quem está por detrás de tudo isto, não muito convencidas com a história, da forma como nos é apresentada.

 

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP

  • 2 comentários

    Comentar post