Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Homenagem a Marie Fredriksson (e aos Roxette)...

... agora que ela "closed her eyes and faded to silver blue for all of us"

Sem Título1.jpg

 

"How Do You Do", perguntava Marie Fredriksson.

Diria que, neste momento, saudosa dos tempos em que ela e o seu companheiro da banda, Per, nos presenteavam com grandes temas.
 
"It Must Have Been Love" aquilo que senti logo na primeira vez que ouvi as músicas dos Roxette, muitas vezes quase "Sleeping In My Car", mas despertando logo com a energia que elas transmitiam, e que até se sentia nas nossas "Fingertips".
 
Era fácil seguir o mote "Listen to Your Heart", porque eram músicas que falavam directamente com o nosso coração, e era fácil dar-lhe ouvidos.
 
Desde então, foram muitos os anos "Spending My Time", a ouvir e gravar em CD's as músicas que mais gostava. 
 
Agora que a Marie nos deixou, não diria para sempre, porque "Never Is a Long Time", verdade seja dita, "Things Will never Be The Same" para os fãs da icónica banda dos anos 80.
 
Quando ouvi a notícia, foi quase aquela sensação de choque, de "Crash! Boom! Bang!". Sabia que, nos últimos anos, a Marie estava muito "Vulnerable", quase como que "Fading Like a Flower".
 
Mas pensamos sempre que os nossos ídolos nunca partem, que são eternos, e que a Marie, mesmo não sendo já aquele sol brilhante de outrora, ainda assim seria a nossa "Queen of Rain".
 
Que nos levaria, sempre que nos desse aquela vontade, de voltar à adolescência, num emocionante "Joyride" pelas nossas memórias, e pelos tempos em que fazíamos parvoíces divertidas, como andarmos "Knockin' on Every Door"!
 
Infelizmente, as coisas não funcionam assim. 
Por isso, Marie, agora que estás "So Far Away", pedir-te-ia apenas: 
 
"Come Back (Before You Leave)" e dá-nos um último sorriso, antes de te transformares em "Silver Blue".
 
Termino com estes versos, de uma música que me diz muito e que, também agora, não deixam de fazer sentido, como se fossem as próprias palavras da Marie, antes do derradeiro suspiro.
 
 
"Tender can you close my eyes and blind me
Oh give me just a smile
Before I fade to silver, silver blue for you..."
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  • Blogs Portugal

  • BP