Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O melhor do meu ano 2018

Resultado de imagem para o melhor de 2018

 

 

O melhor que este ano de 2018 me trouxe foi a certeza de que, por muito que nos custe a acreditar, a nossa história somos nós que a fazemos.

E foi assim que começámos esta caminhada, em janeiro, com o concerto de Soy Luna, na Altice Arena.

 

Seguiram-se vários passeios como a nossa ida, em Maio, até à aldeia de Alcarias, em pleno Alentejo, para visitar uma colónia de gatinhos muito especial, e sermos recebidos com a maior simpatia pela Nélia e pela Daniela.

 

Houve momentos em que me senti mais esgotada, e me perguntei “para onde vai a nossa disposição quando somos engolidos pela rotina", mas nada como uma caminhada pela Lagoa de Óbidos, pela zona do Vimeiro ou até mesmo pela Foz do Arelho, para recuperar energia e voltar a casa com um sorriso no rosto.

 

Foi um ano de muitas entrevistas para o blog, de muitas sugestões para os fins de semana no FantasticTV, e por aqui.

Não faltaram os momentos hilariantes com os bichos lá por casa, como o batalhão de formigas que nos invadiu a casa durante semanas, nem os stresses habituais com a escola, os professores, a chuva de testes e os trabalhos de grupo.

 

Aventura também não faltou, com a nossa ida à famosa Praia do Cavalo, em Sesimbra, onde tivemos que percorrer um trilho que quase nos matava do coração, para chegar ao paraíso mas, por vezes, não podemos evitar o inevitável!

 

Mas, como a carteira nem sempre dá para grandes extravagâncias, tivemos que manter o equilíbrio, e encontrar locais aqui mais perto de nós, com uma beleza que desconhecíamos, como as Cascatas do Rio Mourão, Senhora do Arquitecto ou São Julião.

 

2018 foi o ano de deixar para trás quem não quer seguir connosco, porque cada um deve seguir a sua vida livremente, sem depender de ninguém, nem estar preso a ninguém.

Se é difícil? É.

Mas, muitas vezes, são estas situações os grandes impulsionadores das mudancas que ocorrem na nossa vida.

 

Neste ano que agora se aproxima do final, tive ainda imenso prazer em colaborar com um projecto inovador em Portugal – uma revista totalmente dedicada aos felinos - a Miau.

 

Li muito, vi imensos filmes, conheci e acompanhei novas séries e programas televisivos.

Escrevi imensos textos para o blog, dos quais destaco alguns, como estes dois:

a dúvida corrói mais que uma verdade dolorosa ou carta a uma amiga que um dia foi especial.

Em 2018, a revista Inominável despediu-se, e com essa despedida chegaram ao fim 3 anos de colaborações.

 

Foi o ano em que senti, pela primeira vez, alguns dos tremores de terra que se fizeram sentir no país. E em que me preparei mentalmente para a possibilidade de a minha filha vir a namorar brevemente para, logo depois, perceber que ainda não seria desta que teria de lidar com isso.

 

É ainda o ano em que me tornei oficialmente quarentona!

 

Se poderia ter sido melhor? 

Talvez... Mas estou grata por tudo o que ele me trouxe.

 

 

 

E planos para 2019?

Não há! 

O caminho faz-se caminhando, e quando lá chegar, logo verei o que ele me reserva, e o que poderei fazer com ele!

As canecas solidárias da Missão Sorriso

 

Estava ontem na padaria do Continente, quando me deparo com as canecas da Missão Sorriso.

Muito giras, com 4 palavras simples, mas que podem significar tanto para quem as lê: happy (azul), enjoy (verde), smile (amarela), love (vermelha).

 

 

Aprecia a vida, sempre com um sorriso nos lábios, rodeia-te de amor, e sê feliz!

 

 

Com um preço bastante acessível, estas canecas poderão ser o presente ideal para oferecer este Natal. Por aqui já comprámos algumas! 

Se preferirem, para os mais gulosos, podem sempre optar pelas caixas de bombons.

Final da Eurovisão: do pódio para o último lugar

Resultado de imagem para netta vencedora

 

Que não iríamos vencer novamente este ano, já sabíamos. 

Mas que passaríamos directamente da glória, e de um mundo rendido à nossa música, para o último lugar da tabela, ninguém imaginaria. Ainda assim, não merecendo mais o último lugar, que outros países a concurso, não me parece que tenha sido uma grande injustiça.

 

 

 

Resultado de imagem para caetano veloso salvador sobral

 

Tenho a certeza que, de todas as actuações da noite, aquela que mais fez vibrar todos os que ali se encontravam na Altice Arena foi, novamente, a do Salvador Sobral, primeiro com o seu novo tema "Mano a Mano", e depois recordando a música vencedora do ano passado "Amar Pelos Dois", com Caetano Veloso.

 

 

 

No que respeita às votações, benditos votos do público, para salvar esta final porque, se dependesse apenas do júri, aí sim, teria havido uma grande injustiça para com as músicas apresentadas.

Depois de semanas a ouvir todo o tipo de notícias sobre as grandes favoritas, fossem pela diferença, pelo ritmo, pela música ou pela mensagem, ver ali nos primeiros lugares, e prestes a vencer, a música da Suécia, que não valia nada, ou a da Áustria, que até não era má, mas tão pouco seria uma justa vencedora, enquanto as favoritas nem sequer disputavam o pódio, fez-me acreditar que, ou os jurados não ouviram o mesmo que nós, ou devem ser internados!

 

Felizmente, os votos do público trocaram as voltas à votação existente até esse momento, que já tinha sido renhida desde o início, para repôr, de certa forma, a ordem das coisas, com o duelo final entre Israel e Chipre, do qual saiu vencedora a Netta, com o seu "Toy".

E, mais uma vez, se prova que não existem fórmulas vencedoras, nem receitas que resultem duas vezes da mesma forma.

 

 

 

Resultado de imagem para ana moura e mariza

 

Ainda assim, Portugal está de parabéns pelo grande espetáculo que organizou, pela forma como as apresentadoras o conduziram, pela forma como receberam as delegações dos vários países, e pela promoção que fizeram do nosso país e da nossa cultura.

 

 

 

Resultado de imagem para reino unido invade palco

 

Apenas um incidente, rapidamente resolvido, assombrou por momentos o espetáculo, com um rapper a invadir o palco durante a actuação do Reino Unido, e a tirar o microfone à artista. Ao que parece, ela já teria vindo a ser ameaçada, e estaria com protecção reforçada, tal como algumas outras delegações.

 

 

 

Resultado de imagem para final da eurovisão 2018 apresentadoras

 

Pedro Fernandes dizia, no momento em que entregava os votos do júri português, que da próxima vez que Portugal vencesse, seriam quatro homens, no lugar das apresentadoras.

Esperemos que não sejam precisos mais 53 anos para isso acontecer!

 

 

Imagens SAPO Magwww.jm-madeira.ptwww.cmjornal.pthttps://observador.pt/ e Caras - Sapo

 

All Aboard Festival Eurovisão da Canção - 2ª Semifinal

 

Se na primeira semifinal as músicas pontuaram pela qualidade, esta segunda semifinal foi o descalabro total!

E a escolha das finalistas é melhor nem comentar. O navio desta vez meteu muita água!

Houve muitos países que ficaram pelo caminho, e que mereciam mais estar na grande final do que muitos dos apurados nesta segunda etapa.

 

Também a minha pontaria falhou redondamente nesta etapa. Das minhas escolhidas  - Roménia, Sérvia, Dinamarca, Rússia, Austrália, Polónia e Montenegro (das quais as que gostava mesmo, mesmo, eram a Sérvia e a Polónia, sendo que as restantes eram o menos mau, do pior que por lá passou) - apenas acertei em 3.

 

Relativamente aos postais de apresentação de cada país, tenho pena que, num país com tantos locais diferentes e bonitos para conhecer, os países tenham ficado, maioritariamente, por Lisboa e arredores.

Ainda assim, foi com imenso orgulho que vi a Dinamarca a passear pelo Convento de Mafra (estiveram cá e nem dei por nada), e a Polónia pela Foz do Lizandro, na Ericeira. 

 

As apresentadoras estiveram mais activas nesta segunda semifinal e com uma escolha de vestimenta, no geral, melhor que na primeira. Continuo a não gostar da Sílvia Alberto, e é a que se engana mais. A Catarina é a mais contida, a medir e falar com calma, para que tudo corra bem. À Daniela, sobra-lhe à vontade na língua, mas falta-lhe à vontade na apresentação. A Filomena parece a única a estar ali na boa, e realmente a divertir-se.

 

Ficámos a conhecer ainda as músicas da França, Itália e Alemanha. Esta última entrou para o meu top das favoritas para vencer o Festival Eurovisão da Canção.

 

 

Curiosidades:

Alexander Rybac, representante da Noruega, já venceu o festival há 9 anos. A música deste ano não vale nada, mas continua a ser uma das favoritas, não sei como.

 

Aquele olho do Mélovin, concorrente da Ucrânia, é um adereço artístico pertencente à imagem de marca do cantor, ou ele tem mesmo algum problema?

 

A música da Dinamarca fez-me lebrar alguns dos filmes épicos, e os próprios cantores, personagens desses filmes.

 

Sou só eu a achar o Michael Schulte parecido com o Ed Sheeran?

 

 

Imagem https://observador.pt/

 

All Aboard Festival Eurovisão da Canção -1ª Semifinal

Resultado de imagem para festival eurovisão da canção primeiros finalistas

 

E começou ontem a contagem decrescente para a descoberta do próximo vendedor do Festival Eurovisão da Canção, com o apuramento de 10 músicas para a grande final.

 

As minhas escolhidas eram:

Azerbeijão

Albânia

Lituânia

Israel

Bulgária

Áustria

Finlandia

Arménia

Irlanda

Chipre

 

Resultado de imagem para festival eurovisão da canção lituãnia

 

Sendo que as que mais gostei, e que queria mesmo que passassem, eram as da Lituânia e Irlanda, tanto pela letra,comopela própria música.

Só falhei duas! Comecámos bem.

 

 

 

Resultado de imagem para festival eurovisão da canção semifinal

 

É inegável que a música de Israel, que ouvi pela primeira vez este fim de semana, fica no ouvido e damos por nós a repetir aquela frase "I’m not your toy (Not your toy), You stupid boy (Stupid boy)". É estranha, diferente, tem ritmo. Confesso que não simpatizo com a Netta. Mas gosto da música.

 

 

 

E o que dizer das nossas apresentadoras?

Apesar de toda a pressão, a acrescer ao facto de ser a primeira semifinal, pareceu-me que a Daniela e a Filomena estavam como "peixe na água". A Sílvia ainda se atrapalhou ali num momento ou outro. A Catarina esteve bem, mas pareceu-me que, em algumas partes, as coisas saíam um pouco forçadas, pouco naturais.

Relativamente aos modelos escolhidos e penteados, não foram, de todo, os melhores.

É impressão minha, ou a Sílvia Alberto está cada vez mais convencida e manienta?

 

E pronto, enquanto 9 países já foram atirados ao mar, nós cá continuamos a bordo, à espera da próxima semifinal, que será já quinta-feira!

 

Imagens StarsOnlineVisão - SapoObservador

  • Blogs Portugal

  • BP